John Lewis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo está a ser traduzido de «John Lewis (Georgia politician)» na Wikipédia em inglês (desde fevereiro de 2017). Ajude e colabore com a tradução.
John Lewis em foto oficial de 2006.

John Robert Lewis (nascido em 21 de fevereiro de 1940) é um líder do movimento por direitos civis e político americano. Ele é membro da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos pelo 5.° distrito congressional da Geórgia desde 1987. O distrito que ele representa inclui três quartos de Atlanta.

Lewis, como presidente do Student Nonviolent Coordinating Committee (SNCC), foi um dos "Seis Grandes" líderes de grupos que organizaram a Marcha sobre Washington de 1963, desempenhou muitas funções-chaves no Movimento dos Direitos Civis e nas ações para terminar com a segregação racial legalizada nos Estados Unidos. Membro do Partido Democrata, Lewis faz parte da liderança Democrata da Câmara dos Representantes dos EUA.

Lewis foi premiado com diversos graus honoríficos e ganhou vários prêmios de instituições nacionais e internacionais eminentes, incluindo a mais alta honraria civil nos Estados Unidos, a Medalha Presidencial da Liberdade.

Início da vida[editar | editar código-fonte]

John Lewis nasceu em Troy, no estado do Alabama, o terceiro filho de Willie Mae (nascida Carter) e Eddie Lewis.[1] Seus pais eram meeiros.[2] Lewis cresceu em Pike County, Alabama. Ele tem vários irmãos, inclusive os irmãos Edward, Conceder, Freddie, Sammy, Adolph, e William, e irmãs chamado de Ethel, Rosa, e Ora. Lewis tinha visto apenas duas pessoas brancas em sua vida até os seis anos de idade.[3] Ele foi educado na Pike County Training High School, Brundidge, Alabama, e também a American Baptist Theological Seminary e no Fisk University, ambas em Nashville, Tennessee, onde ele se tornou uma liderança de protestos. Enquanto estudante, ele foi convidado pelos pastores James Lawson e Rev. Kelly Miller Smith para participar em oficinas de não-violência realizadas no porão da Igreja Metodista Unida Memorial Clark. Lá ele se tornou um dedicado seguidor da disciplina e da filosofia da não-violência, que ele ainda pratica.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Stated on Finding Your Roots, PBS, March 25, 2012
  2. Reporting Civil Rights: American Journalism 1963–1973, Part Two Carson, Clayborne, Garrow, David, Kovach, Polsgrove, Carol (Editorial Advisory Board), (Library of America: February 2003) ISBN 978-1-931082-29-7, pp. 15–16, 48, 56, 84, 323, 374, 384, 392, 491–94, 503, 505, 513, 556, 726, 751, 846, 873
  3. [S.l.: s.n.] ISBN 9780156007085 https://books.google.com/?id=YydJHpMtL2kC&pg=PA7&lpg=PA7&dq=john+lewis+The+church+he+attended+was+attacked+by+the+%5BKu+Klux+Klan+in+1904.#v=onepage&q=john%20lewis%20The%20church%20he%20attended%20was%20attacked%20by%20the%20%5BKu%20Klux%20Klan%20in%201904.&f=false  Em falta ou vazio |título= (ajuda)