John Lipsky

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
John Lipsky.

John Lipsky (nascido em 1947) é um economista estadunidense. Foi diretor-presidente do Fundo Monetário Internacional,[1][2][3] assumindo o cargo temporariamente no lugar de Dominique Strauss-Kahn, que renunciou em 19 de maio de 2011 após ser acusado de abuso sexual.

Referências

  1. Agências de notícias (19 de maio de 2011). «John Lipsky representará o FMI durante o G8». Folha de S. Paulo. Consultado em 15 de maio de 2011. 
  2. Danielle Chaves (19 de maio de 2011). «Lagarde não diz se é candidata ao comando do FMI». Estadão. Consultado em 19 de maio de 2011. 
  3. Míriam Leitão (19 de maio de 2011). «Ministra da França pode ocupar o lugar de Strauss-Kahn». O Globo. Consultado em 19 de maio de 2011. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) economista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.