John Neville Keynes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
John Neville Keynes
Nascimento 31 de agosto de 1852
Salisbury
Morte 15 de novembro de 1949 (97 anos)
Cambridge
Cidadania Reino Unido
Cônjuge Florence Ada Keynes
Filho(s) John Maynard Keynes, Geoffrey Keynes, Margaret Neville Keynes
Alma mater University College London, Pembroke College
Ocupação filósofo, economista, wissenschaftlicher mitarbeiter
Empregador Pembroke College, Universidade de Cambridge

John Neville Keynes (Salisbury, 31 de agosto de 1852Cambridge, 15 de novembro de 1949) foi um economista inglês e pai de John Maynard Keynes.

Vida[editar | editar código-fonte]

Nascido em Salisbury, ele era filho do Dr John Keynese e de Anna Maynard Neville. Foi educado em Amersham Hall School, University College London, Pembroke College e Cambridge, nesta última se tornou sócio em 1876. Foi crítico da ciência moral de 1883 até 1911. Foi eleito como Escrivão em 1910, e continuou no cargo até 1925.

Ele dividiu a economia entre "economia positiva" (o estudo do que é economia, e quais são suas aplicações), "economia normativa " (o estudo sobre o que ela se tornará, ou seja, o futuro da economia), e a "arte da economia" (economia aplicada ou economia avançada). Na "arte da economia", as lições aprendidas na "economia normativa" e os seus objetivos são os que determinam o que realmente é "economia normativa" (pois são as ações dessa classe de economia que determina o realmente ela é) . O que ele quis foi sintetizar razão dedutiva e razão indutiva como soluções para o "Methodenstreit". Seus principais trabalhos são:

Casou-se com Florence Ada Brown (que mais tarde se tornou prefeita de Cambridge). Teve dois filhos e uma filha:

Morreu aos 97 anos de vida.