John Newman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde fevereiro de 2015).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
John Newman
Informação geral
Nome completo John William Peter Newman
Também conhecido(a) como John Newman
Nascimento 16 de junho de 1990 (27 anos)
Local de nascimento Settle, North Yorkshire, Inglaterra,  Reino Unido
Nacionalidade Reino Unido britânico
Gênero(s) Soul
Pop
Breakbeat
Northern Soul
Ocupação(ões) Músico, produtor
Instrumento(s) Vocais, piano, guitarra
Período em atividade 2004-presente
Afiliação(ões) Calvin Harris Rudimental
Página oficial johnnewman.com.uk

John William Peter Newman (Settle, 16 de Junho de 1990) é um cantor e músico britânico. Ele é mais conhecido pela canção "Love Me Again" que chegou ao número 1 na lista de hits do Reino Unido em julho de 2013, como também por ter co-escrito e cantado os singles "Feel the Love" e "Not Giving In" em sua colaboração com o Rudimental em 2012, que chegaram a primeiro e décimo-quarto na lista, respectivamente. Em 2014, ele participou do single "Blame", de Calvin Harris, que alcançou o topo das paradas britânicas.

Ele foi um dos cantores do Reino Unido de 2013 que fizeram mais sucesso. No Brit Awards de 2014, foi nomeado três vezes, incluindo para o prêmio de Melhor Artista Masculino Solo. Em fevereiro de 2014, John Newman vendeu mais 1.3 milhões de cópias só no Reino Unido.

Início da vida[editar | editar código-fonte]

Newman cresceu em Settle, Yorkshire Dales e estudou no Settle College. Quando Newman tinha seis anos, seu pai deixou a família, deixando sua mãe Jacquie, seu irmão mais velho James, com menos de uma libra por dia para sobreviver. [1] Em sua juventude Newman foi influenciado pela Motown e Stax que ele ouviu através de sua mãe. Ele também foi influenciado pelo Northern soul do país, que também influenciou seu estilo de dança. Ele começou a tocar guitarra e escrever suas próprias músicas aos 14 anos e logo aprendeu a gravar e produzir sozinho, fazendo com empenho cada faixa de seu álbum e atuando com DJ.

Aos dezesseis anos, Newman mudou-se para Leeds e foi ali que ele desenvolveu sua voz e seu som. Foi enquanto ele estava em Leeds que dois de seus melhores amigos (ambos envolvidos profissionalmente em mountain biking downhill) morreram num acidente de carro. Newman disse: "Nesse primeiro ano vivendo em Leeds, ao invés de ficar sentado com os livros na mesa da biblioteca estudando sobre música, eu de fato a estudei de uma forma totalmente diferente... por causa do que eu estava passando, eu passava noites trabalhando duro e aproveitando a vida de estudante, então eu sentava com uma guitarra e chorava toda noite a escrever música". Foi enquanto em Leeds que ele também encontrou outras pessoas que apreciavam os estilos de música Motown e Stax, então ele disse "eu amadureci tanto musicalmente, que eu escrevia música pop e agora eu sinto como se estivesse escrevendo a música que eu amo e à qual estou realmente ligado".

Aos vinte anos, Newman mudou-se para Londres, começou uma banda, tocou ao vivo e assinou com a Island Records. Enquanto trabalhava no bar The Silver Bullet, ele fez amizade com Piers Agget. Ele lançou "Cheating"como uma canção para download e fez uma versão acústica da música para os shows. [2]

Carreira musical[editar | editar código-fonte]

2012: Avanço na carreira[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2012 John Newman foi destaque no single "Feel the Love" do Rudimental. O single alcançou o número 1 no UK Singles Chart no início de junho de 2012, a canção também foi um hit no top 5 da Austrália, Bélgica, Holanda e Nova Zelândia. A canção já foi certificada como platina duplo pela Australian Recording Industry Association. A canção também foi destaque no jogo Need for Speed: Most Wanted e foi usada em 2013 para a publicidade promocional da Foxtel Austrália. A canção foi promovida pela MTV Latin America no programa de TV The Pauly D Project. Em novembro de 2012, ele foi destaque com o single "Not Giving In", que chegou ao número 14 no UK Singles Chart e a canção também foi um hit no top 20 na Austrália e na Nova Zelândia. Ele entrou no número 16 na lista Triple J Hottest 100 de 2012, anunciado no Australia Day de 2013. A música foi destaque no primeiro episódio da terceira temporada de Teen Wolf.

2013-2014: Tribute[editar | editar código-fonte]

Em junho de 2013, John Newman lançou a canção "Love Me Again" como o single principal de seu álbum de estúdio de estreia.[3] Em uma entrevista com o Digital Spy, Newman foi perguntado se ele sentia que a música tinha algo especial no estúdio. Ele disse: "Sim. O cara com quem eu escrevi se virou e nós tínhamos enormes sorrisos nos nossos rostos e pensamos, 'Há algo de bom aqui'. Mas você nunca sabe o quão bom é, sabe?". Newman também foi perguntado se era difícil escrever as letras sobre amor e término de relacionamentos; ele respondeu: "Não, é o único lugar onde eu realmente me abro com alguém, através da minha música. Eu estou produzindo e escrevendo [o álbum], isso é bom, eu gosto de manter um porão de tudo". A canção chegou ao número 1 no UK Singles Chart. A canção também alcançou no top 10 em mais de 10 países, incluindo Austrália, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Irlanda, Nova Zelândia, Noruega e Suíça. Ela também foi destaque na trilha sonora do FIFA 14. Em meados de 2013, um remix de "Love Me Again" foi lançado pelo DJ e produtor "Kove", e foi bastante tocada em rádios de EDM, incluindo o BPM da Sirius XM. Em 6 de outubro de 2013, Newman lançou "Cheating" como o segundo single do álbum "Tribute". A canção chegou ao número 9 no UK Singles Chart. A canção também liderou na Bélgica e na Irlanda. O álbum "Tribute" foi lançado em 14 de outubro de 2013.

Em entrevista ao Digital Spy sobre o álbum, ele disse: "Eu estava passando por um fim de relacionamento enquanto fazia o álbum, e eu senti que o título era realmente necessário para expressar isso. Este disco foi o auge da minha vida; ele mostra quem eu sou e eu queria agradecer a todos que me ajudaram, me apoiaram, me amaram e foram uma inspiração para mim. Estou muito orgulhoso deste álbum, no qual eu me expresso como produtor, compositor e artista, e eu mal posso esperar para que as pessoas o ouçam". [4] Em 20 de outubro de 2013, o álbum entrou no UK Albums Chart no número 1. Em entrevista à Official Charts Company, Newman disse: "É uma coisa tão surpreendente para um artista ter um álbum em primeiro lugar na parada, especialmente numa estreia. Significa muito para mim e eu só quero dizer obrigado a todos que me apoiaram e me ajudaram a fazer isso acontecer. Não posso esperar para ver todo mundo em turnê na próxima semana!" [5] Em dezembro de 2013, ele lançou "Losing Sleep"como o terceiro single do álbum. No mesmo mês, Newman fez diversas aparições no Jools' Holland's Annual Hootenanny, na BBC, em apresentações solo, com o Rudimental e com a Jools' Holland's Rhythm and Blues Orchestra. Também em dezembro de 2013, "Love Me Again" entrou no Top 40 das paradas no Canadá e nos Estados Unidos. Ele foi nomeado para três Brit Awards, incluindo Artista Solo Britânico Masculino e Single Britânico do Ano, no BRIT Awards de 2014.

2014-presente: Revolve e futuro terceiro álbum de estúdio[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2014, Newman declarou em uma entrevista que ele está "pronto para passar para o segundo álbum", afirmando que ele "tem todos os conceitos, todas as obras e fez todo o marketing para lançar estratégias e ideias de vídeo para as canções dele. Newman é destaque na música de Calvin Harris "Blame", que foi lançada no dia 7 de setembro de 2014 e que estreou como número 1 no UK Singles Chart. O segundo álbum de estúdio de Newman Revolve, foi lançado no dia 16 de outubro de 2015.

Em julho de 2016, Newman lançou a canção "Olé!", como single principal do seu futuro terceiro álbum.

  1. Teeman, Tim (20 de janeiro de 2014). «John Newman interview: 'There are too many celebrities and not enough artists'». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  2. «John Newman - "Cheating" (Acoustic) | New Music | SoulCulture». www.soulculture.co.uk. Consultado em 28 de setembro de 2016 
  3. «John Newman unveils debut single - video». 9 de maio de 2013. Consultado em 28 de setembro de 2016 
  4. «John Newman streams debut album online». 11 de outubro de 2013. Consultado em 28 de setembro de 2016 
  5. «John Newman lands debut Number 1 album». Consultado em 28 de setembro de 2016