John Oliver

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
John Oliver
John em 2016.
John em 2016.
Nome de nascimento John William Oliver[1]
Nascido(a) em 23 de abril de 1977 (41 anos)
Birmingham, Inglaterra
Nacionalidade britânico
Especialidade Comediante de stand-up, ator
Anos em atividade 2001 – presente
Gênero Sátira política
Influências Jon Stewart
Cônjuge Kate Norley
Trabalhos de
destaque
Last Week Tonight with John Oliver, The Daily Show with Jon Stewart, Community, The Bugle, Mock the Week
Site IamJohnOliver.com

John William Oliver (Birmingham, Reino Unido, 23 de abril de 1977) é um ator e comediante britânico.[2] É o apresentador do programa de sátira política Last Week Tonight, transmitido pela HBO desde 2014.

John ganhou notoriedade com seu trabalho no show televisivo The Daily Show e, no verão de 2013, chegou a assumir o papel de apresentador interino do programa nos Estados Unidos, substituindo temporariamente Jon Stewart.[3] Em 2014, deixou o programa ao fim de sete anos como correspondente.[4] É ainda conhecido pelas suas participações na série Community, no papel de Professor Ian Duncan, entre 2009 e 2014.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

John Oliver nasceu em Erdington, um subúrbio de Birmingham[5] e cresceu em Bedford onde frequentou a Mark Rutherford School [6] A sua mãe, Carole foi professora de música e o pai, Jim Oliver, foi diretor de uma escola e assistente social. Ambos nasceram em Liverpool.[7][8] John é o mais velho de quatro filhos.[9] O seu tio, Stephen Oliver, era um conhecido compositor que, entre outros trabalhos, compôs a banda sonora da versão radiofónica de O Senhor dos Anéis. O seu tetravô, William Boyd Carpenter, era bispo de Ripon e chapelão da rainha Vitória do Reino Unido.[9]

Em 1994, John entrou na Christ’s College da Universidade de Cambridge onde estudou Inglês, terminando o curso em 1998.[10] Enquanto aluno, Oliver fez parte do grupo de comédia Footlights ao mesmo tempo que os comediantes David Mitchell e Richard Ayoade e, em 1997, foi eleito vice-presidente. [11] [12]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Stand-up[editar | editar código-fonte]

John Oliver participou pela primeira vez no Festival Fringe em Edimburgo em 2001 no The Comedy Zone, um showcase de novos talentos, onde fez o papel de “jornalista graxista”.[13] Em 2002, teve o seu primeiro espetáculo a solo e regressou nessa condição ao festival em 2003. Em 2004 e 2005, John juntou-se a Andy Zaltzman e os dois surgiram no festival como uma dupla de comédia com Political Animal, uma série de espetáculos de humor político. Depois de se mudar para Nova Iorque para participar no programa The Daily Show, John começou a fazer espetáculos de comédia stand-up, primeiro em pequenos bares da cidade e depois em salas de espetáculo maiores.[14] O primeiro programa de comédia de John Oliver, intitulado John Oliver: Terrifying Times, estreou no canal Comedy Central em 2008. Entre 2010 e 2013, John Oliver apresentou quatro temporadas do programa John Oliver’s New York Stand-Up Show.

Segundo Edward Helmore do The Guardian: “O seu estilo está mais orientado para o que os americanos gostam mais nos britânicos – exagerado, repleto de sotaques e maneirismos esquisitos, na mesma veia dos Monty Python”.[15] O próprio John Oliver descreve o seu sotaque como uma mistura de influências de Birmingham, Liverpool e Bedfordshire.[16]

The Daily Show[editar | editar código-fonte]

John Oliver com Wyatt Cenac, o seu colega do The Daily Show, e Rory Albanese

John Oliver juntou-se ao The Daily Show with Jon Stewart no papel de Correspondente Britânico em julho de 2006. John diz que conseguiu uma entrevista para entrar para o programa devido a uma recomendação do comediante Ricky Gervais que, apesar de não o conhecer na altura, gostava bastante do seu trabalho.[17] John visitou os Estados Unidos pela primeira vez na sua vida para essa entrevista. Duas semanas depois conseguiu o trabalho e apanhou o vôo de Londres para Nova Iorque num domingo. Para sua surpresa, a sua primeira participação no programa ocorreu no dia seguinte.[18][19] John Oliver recebeu três prémios Emmy (em 2009, 2011 e 2012) pela sua contribuição como argumentista para o programa.[20]

Durante o verão de 2013, John Oliver substituiu Jon Stewart e apresentou o The Daily Show durante oito semanas, enquanto Stewart realizava o filme Rosewater.[21] John recebeu críticas positivas pelo seu trabalho e alguns chegaram mesmo a sugerir que deveria ser ele a substituir Jon Stewart caso o apresentador decidisse abandonar de vez o programa, ou então receber o seu próprio programa.[22][23][24][25] Chegou a falar-se da possibilidade de John Oliver substituir Craig Ferguson no programa The Late Late Show da CBS, porém tal não se verificou. Três meses depois de ter substituído Jon Stewart, a HBO anunciou que John Oliver teria o seu próprio programa na estação.

Last Week Tonight[editar | editar código-fonte]

O primeiro programa de Last Week Tonight with John Oliver foi transmitido a 27 de abril de 2014. O programa analisa notícias, política e acontecimentos da atualidade.[26] O contrato de John Oliver com a HBO tem a duração de dois anos, com a possibilidade de extensão. John diz que tem liberdade criativa, incluindo autorização para criticar grandes empresas, devido ao modelo de canal pago da HBO. O seu trabalho neste programa levou-o a ser considerado uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela revista Time em 2015, para além de ter criado o chamado "Efeito John Oliver".[27][28]

O "Efeito John Oliver" surgiu graças à influência que os segmentos do programa Last Week Tonight têm tido em certas decisões jurídicas e na desmistificação de certos assuntos considerados complexos ou "enfadonhos" para o grande público. Este trabalho levou a equipa do programa a ser reconhecida com um prémio Peabody em 2014. A equipa venceu ainda o Emmy de Melhor Programa de Variedades e vários prémios de Melhor Argumento e Melhor Talk Show de organizações como o Critic's Choice e o Writer's Guild of America.[29]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

John Oliver vive em Nova Iorque com a sua esposa Kate Norley, uma veterana da Guerra do Iraque que fez serviço como médica no conflito.[30] John disse que a conheceu na Convenção do Partido Republicano de 2008 quando ele estava a trabalhar para o The Daily Show e ela fazia campanha pela organização Vets for Freedom. Ela e outros veteranos de guerra, esconderam John Oliver, os outros correspondentes e as câmaras dos seguranças.[31] O casal tem um filho nascido em 2015.[32]

O estatuto de imigrante de John Oliver, criou alguns obstáculos ao que ele podia fazer no seu país adotado, mas também lhe forneceu material para os seus espetáculos de comédia, onde ridicularizava a lentidão e, por vezes, absurdos que viveu no processo para obter a cidadania americana. John Oliver foi um dos muitos argumentistas que se juntou às manifestações da greve dos argumentistas de 2007-2008 que obrigou o The Daily Show a parar a produção a partir de 7 de janeiro de 2008.[33] Durante um segmento do programa, ele salientou que estava a trabalhar nos Estados Unidos com um visto que o impedia de fazer greve enquanto o programa ainda estava a ser gravado e a violação das regras do visto podia fazer com que fosse deportado. Quando foi questionado em relação ao seu estatuto de imigrante em 2009, John disse: “Para ser honesto, é uma batalha contínua e algo inquietante. Tentei gravar a frase ‘Tragam-me os vossos pobres e os vossos aspirantes a comediantes’ na base da Estátua da Liberdade, mas pelos vistos, isso não pode ser utilizado no campo legal”. Num episódio do podcast The Bungle, John anunciou que finalmente tinha conseguido obter o seu “green card” e salientou que a partir de agora podia ser detido enquanto filmava segmentos para o The Daily Show.

É adepto do Liverpool FC e mantém um autógrafo de Ian Rush na carteira.[9]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
2008 The Love Guru Dick Pants
2011 The Smurfs Vanity Smurf (voz)
2013 The Smurfs 2 Vanity Smurf (voz)
2019 The Lion King Zazu

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
1985 Bleak House Felix Pardiggle Episódio: "1.2"
2001 People Like Us Bank Manager Episódio: "The Bank Manager"
2001 My Hero Homem da BBC Episódio: "Pregnant"
2003 Gash Ele próprio Episódio: "1.4"
2004 Green Wing Vendedor de carros Episódio: "Caroline's First Date"
2005 The Comic Side of 7 Days Ele próprio 6 episódios
2005–2006 Mock the Week Participante 7 episódios
2006–2013 The Daily Show Correspondente Também foi argumentista
388 episodes
2008 Terrifying Times Ele próprio Especial de comédia
2009 Important Things with Demetri Martin Vários papéis 2 episódios
2009-2011, 2014 Community Ian Duncan 18 episódios
2010–present John Oliver's New York Stand-Up Show Ele próprio (apresentador) 26 episódios
2012 Gravity Falls Wax Sherlock Holmes (voz) Episódio: "Headhunters"
2012–presente Randy Cunningham: 9th Grade Ninja Treinador Green (voz) 4 episódios
2013 Rick and Morty Dr. Xenon Bloom (voz) Episódio: "Anatomy Park"
2014–presente Last Week Tonight with John Oliver Apresentador É também argumentista e produtor executivo
2014 The Simpsons Wilkes Booth John (voz) Episódio: "Pay Pal"

Referências

  1. «Reporter: Congregations of the Regent House on 26 and 27 June 1998». Cambridge University Reporter. Consultado em 23 de fevereiro de 2011 
  2. John Oliver: a very British coup | Television & radio | The Guardian. Página acessada em 31 de julho de 2013.
  3. «Made in Manhattan: John Oliver on taking satire stateside». The Independent. 7 de abril de 2010. Consultado em 7 de julho de 2012 
  4. Andreeva, Nellie (14 de novembro de 2013). «'Daily Show's John Oliver To Host Weekly Comedy Talk Show For HBO». Deadline. Consultado em 21 de dezembro de 2013 
  5. Usborne, David (7 de abril de 2010). «Made in Manhattan: John Oliver on taking satire stateside». The Independent. UK 
  6. «Interview with John Oliver». The Guardian. London. 23 de julho de 2007. Consultado em 16 de setembro de 2014 
  7. Bill Young (7 de março de 2011). «Ten Minutes with John Oliver». Tellyspotting.org. Consultado em 16 de setembro de 2014. Arquivado do original em 16 de janeiro de 2014 
  8. «Tellyspotting interview – 10 MINUTES WITH JOHN OLIVER | Tellyspotting». Consultado em 20 de outubro de 2015 
  9. a b c «John Oliver Is Horrified by Massages and Is a "Committed Coward": What You Should Know About the Host of *Last Week Tonight*». Vanity Fair. Consultado em 20 de outubro de 2015 
  10. «Reporter 8/7/98: Congregations of the Regent House on 26 and 27 June 1998». www.admin.cam.ac.uk. Consultado em 20 de outubro de 2015 
  11. «Cambridge Footlights Alumni, 1990–1999». Cambridge Footlights. Consultado em 16 de setembro de 2014. Arquivado do original em 2 de novembro de 2013 
  12. «Oliver's Twist on These 'Terrifying Times'». The Tech. MIT. Consultado em 16 de setembro de 2014 
  13. Czajkowski, Elise (22 de julho de 2013). «A Look Back at John Oliver's Pre-'Daily Show' Work». Splitsider.com. Consultado em 16 de setembro de 2014 
  14. «Oliver twisted – Time Out New York Número 593». 8 de fevereiro de 2007. Consultado em 16 de setembro de 2014 
  15. «Interview with John Oliver». The Guardian. UK. 22 de julho de 2007. Consultado em 16 de setembro de 2014 
  16. Marsh, Steve (7 de junho de 2013). «John Oliver on Hosting The Daily Show and Being Less of a Mean Brit While Doing So». New York blog Vulture.com. Consultado em 16 de setembro de 2014 
  17. Usborne, David (7 de abril de 2010). «Made in Manhattan: John Oliver on taking satire stateside». The Independent. Consultado em 16 de setembro de 2014 
  18. Guthrie, Marisa (16 de abril de 2014). «John Oliver on the Luxurious 'Freedom' of HBO, His Complicated Relationship With NYC». The Hollywood Reporter. Consultado em 16 de setembro de 2014 
  19. Carter, Bill (23 de abril de 2014). «Now Nattering on His Own Throne». The New York Times. Consultado em 16 de setembro de 2014 
  20. «Primetime Emmy Award Database». Academy of Television Arts & Sciences. Consultado em 16 de setembro de 2014 
  21. Fleming Jr., Mike (5 de março de 2013). «Update: Jon Stewart Taking Summer 'Daily Show' Hiatus To Direct First Film And "Challenge" Himself, John Oliver To Sub». Deadline.com. Consultado em 16 de setembro de 2014 
  22. Paskin, Willa (14 de junho de 2013). «Jon Stewart who?: John Oliver's "Daily Show" is almost too good». Salon.com. Consultado em 16 de setembro de 2014 
  23. Grant, Drew (28 de junho de 2013). «The Daily Show Down: Why John Oliver Is the Best Thing to Happen to Late Night Since Colbert». The New York Observer. Consultado em 16 de setembro de 2014 
  24. Carlson, Erin (11 de junho de 2013). «'Daily Show': John Oliver Makes Hilarious Debut as Host». The Hollywood Reporter. Consultado em 16 de setembro de 2013 
  25. Molloy, Tim (10 de junho de 2013). «Review: John Oliver's 'Daily Show' Is Sharp as Ever». TheWrap.com. Consultado em 16 de setembro de 2013 
  26. Patten, Dominic (12 de fevereiro de 2014). «HBO Sets Name & Date For John Oliver Debut». Deadline.com. Consultado em 16 de setembro de 2014 
  27. Bierman, Elizabeth. «John Oliver: The World's 100 Most Influential People». TIME.com. Consultado em 22 de março de 2017 
  28. «How the 'John Oliver Effect' Is Having a Real-Life Impact». Time. Consultado em 22 de março de 2017 
  29. Oliver, John; Kaye, David (27 de abril de 2014), Last Week Tonight with John Oliver, consultado em 22 de março de 2017 
  30. Slonim, Jeffrey (3 de outubro de 2010). «The Daily Show's John Oliver Is Engaged». People. Consultado em 16 de setembro de 2014 
  31. «John Oliver Radio Interview». 3 de junho de 2009. Consultado em 16 de setembro de 2014 
  32. «Exclusive: John Oliver and Kate Norley Welcome a Baby Boy». E! Online (em inglês) 
  33. «John Oliver, Writer». Gothamist.com. 15 de outubro de 2007. Consultado em 16 de abril de 2014. Arquivado do original em 20 de abril de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: John Oliver