John Pierrakos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
John Pierrakos
Nascimento 8 de fevereiro de 1921
Neon Oitylon, na Lacônia, na  Grécia
Morte 1 de fevereiro de 2011 (89 anos)
Nacionalidade grega/norte-americana
Escola/tradição psicanálise

John Pierrakos (Neon Oitylon, 8 de fevereiro de 1921 - 1 de fevereiro de 2001) foi um psiquiatra e terapeuta greco-estadunidense. Em 1955, fundou, junto com Alexander Lowen, a terapia conhecida como análise bioenergética. Em 1969, fundou o "Centro para o novo homem", mais tarde renomeado instituto Pathwork, combinando elementos da bioenergética com elementos de espiritualidade. Em 1973, fundou o instituto Core Energetics (Energética da Essência). [1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Pierrakos nasceu numa pequena vila na Grécia. De sua infância, guardou a lembrança da afetividade de sua mãe e das demais mulheres, da disciplina de seu pai e da forte repressão sexual pregada pela Igreja Ortodoxa Grega. Aos nove anos, se mudou para Atenas. Em 1939, fugindo da Segunda Guerra Mundial, se mudou para os Estados Unidos e entrou na Universidade Columbia para estudar medicina. Em 1944, foi recrutado pelo Exército dos Estados Unidos e se naturalizou estadunidense. Depois de formado em medicina, decidiu fazer o doutorado em filosofia de psiquiatria. Trabalhou por dois anos junto com Wilhelm Reich, quando conheceu também Alexander Lowen.

Depois de alguns anos trabalhando num hospital de Nova Iorque, abriu um consultório particular em Greenwich Village, onde contava com a colaboração ocasional de Alexander Lowen. Em 1955, Pierrakos e Lowen fundaram a análise bioenergética, baseada nas pesquisas de Wilhelm Reich. Por volta de 1964, Pierrakos conheceu Eva Broch (que passou a assinar Eva Pierrakos), uma médium que dava palestras sobre espiritualidade. Pierrakos e Eva se casaram e, em 1969, fundaram o "Centro para o novo homem", mais tarde renomeado instituto Pathwork, onde fundiram a bioenergética com a espiritualidade. Em 1973, fundaram o instituto Core Energetics, que deu continuidade aos trabalhos do instituto Pathwork.[3]

Análise[editar | editar código-fonte]

Retomando o trabalho de Wilhelm Reich sobre feridas existenciais, ele definiu oito delas: abandono, rejeição, humilhação, traição, injustiça, intrusão, impotência, insegurança[4]. Posteriormente, Lise Bourbeau define 5, sem os três últimos, em seu livro classificado best-seller "As 5 lesões que impedem você de ser você mesmo"[5].

Obras[editar | editar código-fonte]

  • ̈"Energética da Essência: Desenvolvendo a Capacidade de Curar e Amar"
  • "Love, Love and Sexuality"[6]
em inglês
  • Core Energetics, Developing the Capacity to Love and Heal, LifeRhythm, Mendocino, California (1973)
  • The Case of the Broken Heart (1974)
  • The Plight of the Modern Woman (1975)
  • Human Energy Systems Theory (1976)
  • Eros, Love & Sexuality, The Forces That Unify Man and Woman, LifeRhythm, Mendocino, California (1997)

Referências

  1. Core Energetics. Disponível em https://www.coreenergetics.org/john-pierrakos/. Acesso em 31 de janeiro de 2016.
  2. Terapias Evolutivas. Disponível em http://www.coreenergetics.com.br/core-energetics.html. Acesso em 31 de janeiro de 2016.
  3. Unipaz. Disponível em: http://www.unipazdf.org.br/core_energetics_pierrakos.html. Acesso em 31 de janeiro de 2016.
  4. https://nerti.fr/blog/blessure-de-trahison/
  5. https://nerti.fr/blog/blessure-de-trahison/
  6. Unipaz. Disponível emhttp://www.unipazdf.org.br/core_energetics_pierrakos.html. Acesso em 31 de janeiro de 2016.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.