Johnny Flynn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Johnny Flynn
Informação geral
Nome completo Joe Flynn
Nascimento 14 de março de 1983 (36 anos)
Local de nascimento Joanesburgo, África do Sul
Gênero(s) folk, rock
Instrumento(s) vocal, guitarra, violino, trompete
Gravadora(s) Transgressive Records
Afiliação(ões) Johnny Flynn & the Sussex Wit

Johnny Flynn (Joanesburgo, 14 de março de 1983) é um músico e ator britânico nascido na África do Sul.[1]

É o vocalista da banda de folk-rock inglesa Johnny Flynn & The Sussex Wit. É também conhecido pela sua carreira como ator. É protagonista da série Lovesick, atualmente transmitida a nível mundial pelo serviço de streaming Netflix e, em 2017, interpretou o papel de jovem Albert Einstein na série Genius do canal National Geographic.

Primeiros anos e educação[editar | editar código-fonte]

Johnny Flynn nasceu em Joanesburgo, na África do Sul e é filho de Eric Flynn, um ator e cantor, e de Caroline Forbes.[1] Tem dois meios-irmãos mais velhos do primeiro casamento do pai, os atores Jerome Flynn e Daniel Flynn, e uma meia-irmã, Kerry Flynn. Tem ainda uma irmã mais nova, Lillie Flynn que faz parte dos Sussex Wit.[2] Quando Johnny tinha três anos, a família mudou-se para Hampshire, na Inglaterra, para fugir de apoiantes do Apartheid que tinham assassinado a prima da mãe de Johnny e o seu marido. Eles eram um casal de raça mista e apoiavam o Congresso Nacional Africano.[2]

Johnny estudou na Winchester College, uma escola privada em Hampshire, onde cantava no coro e estava obrigado a aprender a tocar dois instrumentos por ter entrado com uma bolsa de estudos de música. Johnny escolheu o violino e o trompete[3] Mais tarde, Johnny aprendeu a tocar guitarra sozinho e conseguiu uma segunda bolsa de estudos para a Beadles School, uma escola privada na aldeia de Steep, perto de Petersfield.[3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Cinema e Televisão[editar | editar código-fonte]

Em 2005, Johnny foi eleito uma das "Estrelas de Amanhã" da Screen International.

Johnny teve pequenos papéis em séries como Murder in Suburbia, Holby City e Kingdom. O seu primeiro papel de relevo foi o de Dolf Vega no filme Crusade in Jeans (2006).

Em 2013, Johnny conseguiu o papel de protagonista do filme Song One com Anne Hathaway[4] Johhny desempenha o papel de James Forrester, um músico que se envolve com a personagem de Anne Hathaway depois do irmão dela sofrer um acidente grave.[5]

Em 2014, protagonizou a série cómica Scrotal Recall do Channel Four.[6] Em 2015 a série estreou nos Estados Unidos através do serviço de streaming Netflix, onde ficou conhecida pelo nome Lovesick. Em 2017 estreou a segunda temporada, que foi transmitida a nível internacional através da Netflix.

Em 2015, protagonizou a série ‘‘Brotherhood‘‘ do canal Comedy Central. Na série desempenha o papel de um de dois irmãos que se vêm obrigados a criar o irmão mais novo depois de os seus pais morrerem num atentado terrorista na estação de metro de Queensway. A personagem de Johnny, Toby, é o gestor de um site de fetishes shibari que quer que o irmão mais novo entre nos seus vídeos contra a vontade de Dan, o irmão mais velho, que é contra negócios que envolvam sexo.[7]

Em 2017, interpretou o papel de Albert Einstein jovem na série Genius, transmitida pelo canal National Geographic.

Teatro[editar | editar código-fonte]

Johnny já trabalhou com o grupo teatral masculino e shakesperiano Propeller. Representou o papel de Curtis (The Taming of the Shrew) e de Sebastian (Twelfth Night) na temporada de 2007.[8] Também entrou em várias peças, incluindo a peça de Richard Bean, The Heretic no Royal Court Theatre (2011).[9] Johnny Flynn foi escolhido para o papel de Lee em Jerusalem, a peça de sucesso de Jez Butterworth, que lhe valeu uma nomeação para os prémios Olivier na categoria de Melhor Ator Secundário[10] No verão de 2012, Johnny participou nas produções do Globe Theatre em Londres, de Richard III, no papel de Lady Anne, com Mark Rylance e Twelfth Night no papel de Viola/ Cesario[11] As produções foram transferidas para o Apollo Theatre no West End até fevereiro de 2013. Em março de 2013, Johnny protagonizou a peça The Low Road no Royal Court Theatre.[12]

Música[editar | editar código-fonte]

Desde a infância que Johnny se interessava pela música. "Havia muita música e cantoria no pub onde íamos. O meu pai conhecia as músicas todas e só precisava de uma caneca de cerveja para o encorajar a cantar. Aquilo parecia-me arcaico porque a música tinha tanta vida".[13] Durante a adolescência, descobriu a música folk e conta Bob Dylan como uma das suas maiores influências.[13] Apesar disso, e devido ao facto de todos os homens da sua família serem atores, Johnny nunca considerou seguir uma carreira musical. Foi apenas numa viagem a Nova Iorque que começou a considerar a hipótese de formar uma banda depois de atuar no café Sidewalk.[13]

Depois de alguns anos de pequenos concertos financiados por trabalhos de representação, Johnny lançou o seu primeiro álbum, A Larum, em 2008. O nome do álbum vem de textos de William Shakespeare e significa uma comoção que não pode ser vista pelo público.[13] O álbum foi gravado em Seattle e foi bem recebido pela crítica. O sucesso do álbum levou-o por digressão nos Estados Unidos com artistas como Mumford & Sons e Laura Marling.[13]

Nos anos seguintes, Johnny editou mais dois álbuns; Been Listening (2010) e Country Mile (2013). Em 2013 trabalhou com Jenny Lewis na banda sonora do filme Song One.

Em março de 2017, lançou um álbum intitulado Sillion.

Ele compôs a música do genérico da série documental Detectorists do BBC Four[14] e participou na série no episódio 3.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • A Larum (2008)
  • Been Listening (2010)
  • A Film Score of a Bag of Hammers (2012)
  • Country Mile (2013)
  • Live in Washington DC (2014)
  • Detectorists Theme (2014)
  • Sillion (2017)

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
2006 Crusade in Jeans Dolf Vega
2011 Lotus Eaters Charlie
2012 Something in the Air
2014 Song One James Forrester
2015 Clouds of Sils Maria Christopher Giles
2015 A Smallholding Tonkey

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
2005 Murder in Suburbia Josh Egan 1 episódio
2006 Holby City Karl Massingham 1 episódio
2008 Kingdom David Matthews 1 episódio
2014-2017 Scrotal Recall/ Lovesick Dylan Protagonista
2014 Detectorists Johnny Piper 1 episódio
2015 Brotherhood Toby Protagonista
2017 Genius Jovem Albert Einsten Protagonista

Referências

  1. a b «Eric Flynn Obituary». Daily Telegraph. 16 de março de 2002. Consultado em 25 de outubro de 2013 
  2. a b «On the Road With Johnny Flynn'». Consultado em 25 de outubro de 2013 
  3. a b Purcell, Andrew (2 de dezembro de 2010). «Johnny Flynn's special relationship». The Guardian. Consultado em 25 de outubro de 2013 
  4. «Song One (2014)». IMDb. 2014. Consultado em 11 de agosto de 2014 
  5. Patten, Dominic (28 de maio de 2013). «Mary Steenburgen Joins Anne Hathaway In 'Song One'». Deadline.com. Consultado em 11 de agosto de 2014 
  6. Sam Wollaston (3 de outubro de 2014). «Scrotal Recall; Detectorists; Peaky Blinders review – two charming comedies about sex and metal-detecting, and the return of the Shelby gang». The Guardian 
  7. http://www.comedycentral.co.uk/brotherhood/videos/brotherhood-coming-soon-to-comedy-central
  8. Theatre programme, Old Vic Theatre, London, January 2007.
  9. Rudland, Victoria (12 de fevereiro de 2011). «Theatre Review: The Heretic @ Royal Court». Londonist. Consultado em 30 de março de 2012 
  10. «Theatre information». Royalcourttheatre.com. Consultado em 1 de junho de 2012 
  11. Bosanquet, Theo (3 de fevereiro de 2012). «Cast: Spiro is Globe Shrew, Flynn & Barnett support Rylance». What's On Stage. Consultado em 11 de agosto de 2014 
  12. Spencer, Charles (28 de março de 2013). «The Low Road, Royal Court». The Daily Telegraph. London: TMG. ISSN 0307-1235. OCLC 49632006. Consultado em 11 de agosto de 2014 
  13. a b c d e «Johnny Flynn's special relationship». the Guardian. Consultado em 5 de outubro de 2015 
  14. «Johnny Flynn - Detectorists (Original Soundtrack from the TV Series) - Out Now». Transgressive Records. 3 de outubro de 2014. Consultado em 1 de novembro de 2014