Joko Widodo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Joko Widodo
7.º Presidente da Indonésia
Período 20 de outubro de 2014
a atualmente
Vice-presidente Jusuf Kalla (2014–2019)
Ma'ruf Amin (2019–presente)
Antecessor(a) Susilo Bambang Yudhoyono
14º Governador de Jacarta
Período 15 de outubro de 2012
a 16 de outubro de 2014
Antecessor(a) Fauzi Bowo
Sucessor(a) Basuki Tjahaja Purnama
15º Prefeito de Surakarta
Período 28 de julho de 2005
a 01 de outubro de 2012
Antecessor(a) Slamet Suryanto
Sucessor(a) F.X. Hadi Rudyatmo
Dados pessoais
Nascimento 21 de junho de 1961 (61 anos)
Surakarta, Indonésia
Alma mater Universidade Gadjah Mada
Cônjuge Iriana Joko Widodo (1986–presente)
Filhos Gibran Rakabuming Raka
Kahiyang Ayu
Kaesang Pangarep
Partido Partido Democrata Indonésio (PDI-P)
Religião Muçulmano
Residência Palácio de Merdeka
Assinatura Assinatura de Joko Widodo
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Joko Widodo

Joko Widodo (Suracarta, 21 de junho de 1961) é um político indonésio que atualmente serve como presidente do seu país. Ele já havia sido governador de Jacarta e prefeito de Suracarta.[1][2]

Ele alcançou destaque nacional em 2009 por seu trabalho como prefeito de Suracarta. Um membro do Partido Democrático de Luta da Indonésia (PDI-P), ele foi eleito governador de Jacarta, derrotando o incumbente Fauzi Bowo,[3] assumindo o cargo em outubro de 2012. Widodo é creditado por "revigorar" a política local, introduzindo visitas "blusukan" divulgadas (verificações pontuais não anunciadas)[4] e melhorou a burocracia da cidade, reduzindo a corrupção no processo. Ele também introduziu programas com anos de atraso para melhorar a qualidade de vida, incluindo saúde universal, dragagem do principal rio da cidade para reduzir inundações e inauguração da construção do sistema de metrô da cidade.[5] Em 2014, o PDI-P nomeou Widodo, que já era visto como uma estrela em ascensão na política indonésia, como seu candidato para a eleição presidencial daquele ano.[6] Eleito por ampla maioria no voto popular, ele foi apontado como presidente-eleito em 22 de julho de 2014, mesmo sob protestos do seu oponente, Prabowo Subianto, que contestou o resultado e desistiu da corrida antes que a contagem fosse concluída.[7][8]

Como presidente, Widodo concentrou-se principalmente em infraestrutura, introduzindo ou reiniciando programas há muito atrasados para melhorar a conectividade no arquipélago indonésio.[9] A economia do país continuou crescendo no seu governo, ainda que em menor nível quando comparado as décadas anteriores.[10] Também afirmou tomar medidas para enfrentar o aquecimento global e reduzir drasticamente a desflorestação da nação.[11] Na política externa, seu governo enfatizou "proteger a soberania da Indonésia",[12] que incluia o afundamento de embarcações estrangeiras envolvidas com pesca ilegal[13] e a priorização e agendamento de pena de morte para traficantes de drogas. Este último ocorreu apesar das intensas representações e protestos diplomáticos de potências estrangeiras, incluindo Austrália e França.[14][15] Foi reeleito em 2019 para um segundo mandato de cinco anos, novamente derrotando Prabowo Subianto.[16]

Referências

  1. «Profile: Joko Widodo» [Perfil: Joko Widodo]. BBC News (em inglês). 17 de abril de 2019. Consultado em 22 de maio de 2019 
  2. «Novo presidente da Indonésia assume o cargo». G1. EFE. 20 de outubro de 2014. Consultado em 22 de maio de 2019 
  3. «Editorial: Jokowi's real battle». The Jakarta Post. 22 de setembro de 2012. Consultado em 3 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 27 de setembro de 2012 
  4. Banyan (21 de janeiro de 2014). «No ordinary Jokowi». The Economist. Consultado em 31 de agosto de 2017e. Cópia arquivada em 22 de janeiro de 2014 
  5. «Indonesia's rock governor». Al Jazeera. 4 de abril de 2014. Consultado em 31 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 26 de janeiro de 2021 
  6. Cochrane, Joe (14 de março de 2014). «Governor of Jakarta Receives His Party's Nod for President». The New York Times. Consultado em 20 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 19 de março de 2014 
  7. «Jakarta governor Widodo wins Indonesian presidential election». Indonesia News. 22 de julho de 2014. Consultado em 23 de julho de 2014. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2014 
  8. Thatcher, Jonathan; Kapoor, Kanupriya (23 de julho de 2014). «Indonesian president-elect Jokowi calls for unity after bitter election». Reuters. Consultado em 31 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 14 de junho de 2016 
  9. «Jokowi chasing $196b to fund 5-year infrastructure plan». The Straits Times. 27 de agosto de 2018. Consultado em 22 de abril de 2018. Cópia arquivada em 1 de fevereiro de 2018 
  10. Salna, Karlis (28 de dezembro de 2017). «Jokowi Heads to 2018 With Backing of Stronger Indonesian Economy». Bloomberg. Consultado em 4 de abril de 2018. Cópia arquivada em 28 de dezembro de 2017 
  11. «Hot air: Scepticism over Indonesia's COP26 deforestation pledges». Al Jazeera. 9 de novembro de 2021. Consultado em 12 de novembro de 2021. Cópia arquivada em 11 de novembro de 2021 
  12. Parameswaran, Prashanth (9 de janeiro de 2015). «The Trouble With Indonesia's Foreign Policy Priorities Under Jokowi». The Diplomat. Consultado em 25 de julho de 2015. Cópia arquivada em 14 de fevereiro de 2015 
  13. Chan, Francis (21 de abril de 2017). «Indonesia blows up and sinks another 81 fishing boats for poaching». The Straits Times. Consultado em 21 de maio de 2019. Cópia arquivada em 6 de abril de 2017 
  14. Topsfield, Jewel (29 de abril de 2015). «Bali nine executions: Indonesia responds to Australia withdrawing ambassador». The Sydney Morning Herald. Cópia arquivada em 30 de abril de 2015 
  15. Halim, Haeril (22 de julho de 2017). «Jokowi orders police to gun down foreign drug traffickers». The Jakarta Post. Consultado em 31 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 24 de julho de 2017 
  16. Beech, Hannah; Suhartono, Muktita (20 de maio de 2019). «Joko Wins Re-Election in Indonesia, Defeating Hard-Line Former General». The New York Times. Consultado em 21 de maio de 2019. Cópia arquivada em 27 de maio de 2019 

Precedido por
Susilo Bambang
Presidente da Indonésia
2014 — presente
Sucedido por
-
Ícone de esboço Este artigo sobre um presidente é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.