Jomar Herculano Lourenço

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jomar
Informações pessoais
Nome completo Jomar Herculano Lourenço
Data de nasc. 28 de setembro de 1992 (25 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ), Brasil
Altura 1,85 m
Destro
Apelido Odvan, Jomito
Informações profissionais
Clube atual Vasco da Gama
Posição Zagueiro
Clubes de juventude
2009–2010
2011–2012
Tigres do Brasil
Vasco da Gama
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2011–
2013
Vasco da Gama
Rio Branco-SP (emp.)
00058 0000(1)
00015 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 13 de agosto de 2017.

Jomar Herculano Lourenço (Rio de Janeiro, 28 de setembro de 1992) é um futebolista brasileiro que joga como zagueiro. Atualmente defende o Vasco da Gama.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Jomar iniciou a carreira nas categorias de base do Tigres. Com apenas 16 anos, foi um dos destaques da equipe que conquistou o Campeonato Carioca Sub-20 de 2009

Vasco da Gama[editar | editar código-fonte]

Em 2011, seu bom desempenho no Tigres, despertou o interesse do Vasco da Gama, que o contratou para a equipe sub-20.[1] Logo de início, se destacou nas categorias de base cruzmaltinas, conseguindo assim, chegar ao profissional no mesmo ano em que foi contratado. Fez sua estreia na 1ª rodada do Brasileirão - 2011, contra o Ceará em São Januário; nesse jogo o Vasco foi à campo com o time reserva, em razão das semifinais da Copa do Brasil. O Vasco venceu o jogo de virada, pelo placar de 3–1.[2]

Após ser aproveitado nas primeiras rodadas do Brasileirão - 2011, o zagueiro voltou à equipe sub-20 e repetiu suas boas atuações de outrora. Seu auge foi na Copa do Brasil de Futebol Sub-20 de 2012, na qual o clube foi eliminado pelo Atlético Mineiro nas quartas de finais. Chegou a ser comparado com Odvan, por sua aparência física, e também pelo seu estilo zagueiro-zagueiro em campo.[3]

Rio Branco-SP[editar | editar código-fonte]

No início de 2013, foi emprestado ao Rio Branco-SP, para a disputa do Campeonato Paulista de Futebol - Série A2, com o objetivo de ganhar mais experiência. Com o fim da competição, sua equipe não conseguiu o acesso, e Jomar foi devolvido ao Vasco da Gama.

Retorno ao Vasco[editar | editar código-fonte]

Em seu retorno, obteve destaque no Brasileirão - 2013 após boas atuações.[4] Marcou seu primeiro gol como profissional no empate em 2–2 com o Botafogo no Maracanã, durante o returno da competição.

Após o rebaixamento da equipe no final de 2013, Jomar passou o ano de 2014 sem muitas oportunidades na equipe principal. Sofreu uma grave lesão que contribuiu ainda mais para um ano com apenas dois jogos disputados.

No início de 2015, Jomar seria emprestado ao Náutico, mas o Timbu desistiu da negociação devido ao pouco tempo para inscrevê-lo na Copa do Brasil e ao receio quanto a parte física do atleta que ainda não estava 100%, assim o jogador permaneceu no Vasco.[5] Seu primeiro jogo na temporada, foi apenas em agosto, contra o Joinville, após mais de um ano parado por conta de uma artroscopia. Sua equipe empatou em 0–0, diante de 41 mil torcedores no Maracanã. Duas rodadas depois, contra o Coritiba, depois de uma partida segura, Jomar falhou justamente no último lance e sua equipe perdeu por 1–0, no Maracanã.

No Campeonato Carioca de 2016, Jomar se destacou no clássico diante do Flamengo em São Januário, inclusive se aventurando no ataque, quando quase marcou um gol de cabeça. O Cruzmaltino saiu de campo com o triunfo por 1–0. No restante da temporada, foi sempre opção no banco de reservas. Em dezembro de 2016, com o fim de contrato se aproximando, Jomar renovou por mais 3 anos, até o fim de 2019.

Em 2017, Jomar iniciou o ano como reserva de Rodrigo, tornando-se titular na estreia do Brasileirão de 2017, após a saída do zagueiro titular para a Ponte Preta. Diante da goleada por 4–0 sofrida para o Palmeiras no Allianz Parque, na estreia da competição, após uma atuação muito ruim de Jomar, a diretoria cruzmaltina decidiu contratar zagueiros mais experientes, e Jomar voltou novamente ao banco de reservas.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Base[editar | editar código-fonte]

Tigres

Profissional[editar | editar código-fonte]

Vasco da Gama

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]