Jonadabe Carneiro dos Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jonadabe Carneiro
Voleibol
Nome completo Jonadabe Carneiro dos Santos
Apelido
Jona
Jhow
Jou
Modalidade Voleibol indoor
Nascimento 27 de setembro de 1986 (31 anos)
Suzano, SP
Nacionalidade brasileira
Compleição Peso: 84 kg Altura: 2,05 m
Clube Argentina Lomas Vóley
Medalhas
Competidor do  Brasil
Competidor do Lomas Vóley
Campeonato Sul-Americano
Prata Montes Claros 2018 Equipe

Jonadabe Carneiro dos Santos (Suzano, 27 de setembro de 1986) é uma voleibolista indoor brasileiro, atuante na posição de central , com marca de alcance de 352 cm no ataque e 320 cm no bloqueio, que conquistou a medalha de prata na edição do Campeonato Sul-Americano de Clubes de 2018 no Brasil.

Carreira[editar | editar código-fonte]

A sua trajetória professional inicia em 2004 quando atuou pelo Wizard/Suzano na edição dos Jogos Abertos do Interior de São Paulo realizados na cidade Barretos e sagrou-se campeão[1] e disputou a edição do Campeonato Paulista de 2004[2]conquistando o vice-campeonato[3], onde permaneceu até 2005.

Na sequência transferiu-se para o São Caetano/Tamoyo e em 2007 disputou por esta equipe o Campeonato Paulista[4] e disputou a edição da Superliga Brasileira A 2007-08[5]finalizando por este em décimo quarto lugar[6].

No período esportivo de 2008-09 transferiu-se para o Ulbra/Suzano/Massageol, atuando na posição de oposto obteve o título do Campeonato Paulista de 2008[7] e também o título do Campeonato Gaúcho de 2008, edição finalizada em 2009, além dos títulos dos Jogos Abertos do Interior em Piracicaba e dos Jogos Regionais em Caraguatatuba[8];disputou por este time a edição da Superliga Brasileira A 2008-09[9]finalizando na sétima posição da Superliga Brasileira A 2008-09[10][11].

Ainda como oposto[12]disputou a temporada 2009-10 pelo Ulbra/São Caetano e o representou na Superliga Brasileira A correspondente[13]alcançando a nona posição final[14][15].

Voltou atuar como central pela equipe do São Caetano/Tamoyo nas competições de 2010-11 e disputou a correspondente Superliga Brasileira A[16][17]encerrando a competição em décimo quinto lugar[18].

Reforçou em 2011 a equipe do São Caetano/Tamoyo[19]na edição da Liga Nacional (fase final).Em 2012 foi contratado pela Maringá/Banco Bonsucesso/AmaVôlei[20]sagrando-se campeão do Campeonato Paranaense de 2012[21] e alcançou o ouro nos 55º Jogos Abertos do Paraná (JAP’s) em 2012[22] disputou também a Liga Nacional de 2012[23]finalizando em segundo lugar no Grupo V[24] e não qualificando-se a fase final da competição[25].

Pela primeira vez na carreira atuou fora cenário nacional, sendo contratado pelo time indonésio do Surabaya Samator para disputar a Liga A1 Indonésia (Proliga) 2013[26][27].

Ainda em 2013 retornou ao Maringá/Banco Bonsucesso/AmaVôlei para reforçar na segunda fase do Campeonato Paranaense realizada em Cascavel[19][20] alcançando o bicampeonato nesta edição[28].

Novamente é contratado para atuar fora do país, desta vez no voleibol argentino, defendendo ainda na temporada 2013-14 o Obras Pocito. Este recém promovido, competindo por este na Copa ACLAV de 2013[29]e também na referente Liga A1 Argentina[30]encerrando na nona posição[31].

Permaneceu na Argentina e defendeu as cores do UNTreF Vóley no período esportivo de 2014-15[32] e na fase classificatória da Copa ACLAV de 2014 terminou em terceiro nesta fase e não obtendo a qualificação para a próxima fase e na sétima posição na Liga A1 Argentina correspondente[33].

Retornou para o Obras de San Juan para as competições do calendário esportivo de 2015-16, disputando a Copa ACLAV de 2015[34]conquistando o quarto lugar[35] e alcançou as semifinais na Liga A1 Argentina 2015-16[36]conquistando a quarta posição.

Renovou o contrato com o Obras UDAP Vóley para disputar a jornada esportiva 2016-17[37]conquistando o bronze na Copa ACLAV de 2016[38], também o título da Copa Argentina de 2017 [39][40]e qualificou-se para o Torneio Pré Sul-Americano ao conquistar o título da Copa Desafio de 2017[41] e finalizou na sexta posição na Liga A1 2016-17, após eliminação nas quartas de final[42].

Na temporada de 2017-18 completou cinco anos de permanência no voleibol argentino e foi contratado pelo clube Lomas Vóley[43], conquistando o vice-campeonato na Copa ACLAV de 2017[44], ao conquistar o título do Torneio Pré Sul-Americano de 2017 qualificou-se para a edição do Campeonato Sul-Americano de Clubes de 2018 em Montes Claros, Brasil[45], e na referida competição continental alcançou a inédita medalha de prata [46], integrando a seleção do campeonato e premiado como segundo melhor central da edição[47][48][49].

Títulos e resultados[editar | editar código-fonte]

Premiações individuais[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. a b «Vôlei: Suzano em 1º e Banespa/Mastercard em 2º». Esporte Ágil (em portugues). 21 de setembro de 2004. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  2. «Campeonato Paulista 2004-DIVISÃO ESPECIAL-MASCULINO - Wizard/Suzano». FPV (em portugues). 2004. Consultado em 12 de março de 2018.. Cópia arquivada em 12 de março de 2018 
  3. a b «BANESPA/MASTERCARD CONQUISTA O TÍTULO PAULISTA DE 2004». FPV (em portugues). 13 de novembro de 2004. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  4. «Campeonato Paulista 2007-DIVISÃO ESPECIAL-MASCULINO - São Caetano/Tamoyo». FPV (em portugues). 2007. Consultado em 12 de março de 2018.. Cópia arquivada em 12 de março de 2018 
  5. «Superliga 2007/2008-Escalação da Equipe - Centro Recreativo Esportivo Tamoyo-São Caetano/Tamoyo». CBV (em portugues). 2008. Consultado em 12 de março de 2018.. Cópia arquivada em 12 de março de 2018 
  6. «REXONA-ADES É PENTA E CIMED, BI – 07/08-Selecionar: Classificação Geral-2007/2008 – XIV Superliga-Masculino». CBV (em portugues). 2012. Consultado em 12 de março de 2018. 
  7. a b «Ulbra/Suzano/Massageol é bicampeã paulista». FPV (em portugues). 19 de outubro de 2008. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  8. a b c d «Ulbra leva Gaúcho de vôlei de 2008 e consegue 11º estadual». Diário de Canoas (em portugues). 2 de março de 2009. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  9. «Superliga 2008/2009- Ficha Completa - Escalação Superliga Masculina- Ulbra Suzano Massageol». CBV (em portugues). 2009. Consultado em 12 de março de 2018.. Cópia arquivada em 12 de março de 2018 
  10. «VOLEIBOL-Resultados/Classificação-SUPERLIGA MASCULINA 2008/2009» (PDF). CBV (em portugues). 28 de março de 2009. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada (PDF) em 13 de março de 2018 
  11. «15 ANOS DE SUPERLIGA – 08/09-Selecionar: Classificação Geral-2008/2009 – XV Superliga-Masculino». CBV (em portugues). 2012. Consultado em 12 de março de 2018. 
  12. «Aos 41 anos, Gilson 'Mão de Pilão' é repatriado pela Ulbra». UOL (em portugues). 8 de julho de 2009. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  13. «Superliga 2009/2010-Ficha Completa-Escalação Superliga Masculina-Ulbra/São Caetano». CBV (em portugues). Consultado em 12 de março de 2018.. Cópia arquivada em 12 de março de 2018 
  14. «NOVOS RECORDES NA SUPERLIGA 09/10-Selecionar: Classificação Geral-2009/2010 – XVI Superliga-Masculino». CBV (em portugues). 2012. Consultado em 12 de março de 2018. 
  15. «Campeonatos - Superliga Masculina 2009/2010». UOL (em portugues). Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  16. «Superliga 2010/2011- Ficha Completa - Escalação Superliga Masculina- São Caetano/Tamoyo». CBV (em portugues). Consultado em 12 de março de 2018.. Cópia arquivada em 12 de março de 2018 
  17. «Brasile: Sesi e Cimed k.o., play off vicini per il Volei Futuro». Volleyball.it (em italiano). 11 de março de 2011. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  18. «UM NOVO CAMPEÃO – 10/11-Selecionar: Classificação Geral-2010/2011 – XVII Superliga-Masculino». CBV (em portugues). 2012. Consultado em 12 de março de 2018. 
  19. a b «Com grandes objetivos, Maringá apresenta elenco para a Liga Nacional». Espaço do Vôlei (em portugues). 23 de junho de 2012. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  20. a b «Maringá/Amavolei anuncia contratação de central Jonadabe». Espaço do Vôlei (em portugues). 19 de junho de 2013. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  21. a b Diniz Neto (17 de setembro de 2012). «Amavolei conquista o campeonato paranaense». odiario.com (em portugues). Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  22. a b Diego Pereira (29 de setembro de 2012). «Maringá vence Araucária e é hexa no voleibol masculino». Secretaria do Esporte do Paraná (em portugues). Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  23. Orlando Gonzales (22 de junho de 2012). «Maringá volta a participar da Liga Nacional de Vôlei». Maringá Mais (em portugues). Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  24. «LIGA NACIONAL DE VOLEIBOL-Fase Classificatória-Grupo V» (PDF). CBV (em portugues). 15 de julho de 2012. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada (PDF) em 13 de março de 2018 
  25. «LIGA NACIONAL DE VOLEIBOL-Fase Final» (PDF). CBV (em portugues). 25 de agosto de 2012. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada (PDF) em 13 de março de 2018 
  26. Fatkhul Alami. Adi Agus Santoso, ed. «Samator Pantau Dua Pemain Brasil». surya.co.id (em portugues). 30 de janeiro de 2013. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  27. Yoni Iskandar (ed.). «Samator Kontrak 2 Pemain Brasil». surya.co.id (em portugues). 4 de fevereiro de 2013. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  28. a b «Maringá conquista campeonato estadual adulto feminino e masculino». Prefeitura do Município de Maringá (em portugues). 11 de novembro de 2013. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  29. «Copa ACLAV: Ciudad ganó y definió la lista de clasificados». Somos Vóley (em espanhol). 18 de novembro de 2013. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2018 
  30. «Obras Pocito volvió a ganar, esta vez ante Bolivar y le quitó el invicto». Diario La Provincia (em espanhol). 15 de dezembro de 2013. Consultado em 12 de março de 2018.. Cópia arquivada em 12 de março de 2018 
  31. «UCPN ganó en Chaco y finalizó primero en la fase regular». canchallena.lanacion.com.ar (em espanhol). 11 de março de 2014. Consultado em 12 de março de 2018.. Cópia arquivada em 29 de janeiro de 2016 
  32. «CUATRO INCORPORACIONES DE LUJO PARA LA TEMPORADA 14/15 DE UNTREF VÓLEY». ACLAV (em espanhol). 19 de junho de 2014. Consultado em 12 de março de 2018.. Cópia arquivada em 12 de março de 2018 
  33. «Anuario ACLAV 2014-2015-Págs.46.50-51» (PDF). ACLAV (em espanhol). 2015. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada (PDF) em 13 de março de 2018 
  34. «Manos a la Obras». tempodesanjuan.com (em espanhol). 9 de novembro de 2015. Consultado em 12 de março de 2018.. Cópia arquivada em 12 de março de 2018 
  35. a b «Copa ACLAV RUS: Lomas derrotó a Obras y se quedó con el 3° puesto». ACLAV (em espanhol). 16 de novembro de 2015. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada (PDF) em 13 de março de 2018 
  36. a b «LIGA ARGENTINA BNA: UPCN LE GANÓ A OBRAS Y VUELVE A SER FINALISTA». ACLAV (em espanhol). 24 de março de 2016. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  37. «LigaA1 Jonadabe Carneiro (Obras UDAP): "El equipo está muy bien"». Voleyplus.com (em espanhol). 8 de fevereiro de 2017. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  38. a b «Lomas, campeón de la Copa ACLAV». ACLAV (em espanhol). 22 de dezembro de 2016. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  39. «Obras UDAP se metió en la final de la Copa Argentina». sanjuanhoy.com (em espanhol). 19 de março de 2017. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  40. a b «Obras UDAP es el campeón de la Copa Argentina». DiarioHuarpe.com (em espanhol). 2 de abril de 2017. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  41. a b «Obras Udap Voley ganó la Copa Desafío». Diario La Provincia (em espanhol). 20 de janeiro de 2017. Consultado em 12 de março de 2018.. Cópia arquivada em 12 de março de 2018 
  42. «LIGA ARGENTINA BNA: UPCN SAN JUAN CERRÓ LA SERIE ANTE OBRAS». ACLAV (em espanhol). 10 de março de 2017. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018 
  43. «RUMBO A LA LIGA ARGENTINA 2017/2018: LOMAS VÓLEY». ACLAV (em espanhol). 9 de agosto de 2017. Consultado em 12 de março de 2018.. Cópia arquivada em 12 de março de 2018 
  44. a b El Liberal (13 de outubro de 2017). «VOLEY-UPCN puso primera» (em portugues). Consultado em 12 de março de 2018.. Cópia arquivada em 12 de março de 2018 
  45. a b lanacion.com.ar. «Lomas le ganó a UPCN y se clasificó al Sudamericano de voleibol» (em espanhol). 22 de dezembro de 2017. Consultado em 12 de março de 2018.. Cópia arquivada em 1 de março de 2018 
  46. «VOLEY-Plata histórica para Lomas». Olé.com.ar. 3 de março de 2018. Consultado em 12 de março de 2018.. Cópia arquivada em 3 de março de 2018 
  47. Andréia Santos. Ediminas, ed. «Sada Cruzeiro vence a Libertadores do Vôlei e garante o penta Sul-Americano». Cruzeiro Esporte Clube. 3 de março de 2018. Consultado em 12 de março de 2018.. Cópia arquivada em 3 de março de 2018 
  48. «Cruzeiro ganha 5º Sul-Americano de Vôlei». Esporte Interativo. 4 de março de 2018. Consultado em 12 de março de 2018.. Cópia arquivada em 5 de março de 2018 
  49. a b Lucilia Bortone. «[Sul-americano] Sada Cruzeiro conquista o pentacampeonato; Simon é MVP». lanacion.com.ar (em espanhol). 4 de março de 2018. Consultado em 13 de março de 2018.. Cópia arquivada em 13 de março de 2018