Jonathan Calleri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jonathan Calleri
Jonathan Calleri
Calleri pelo São Paulo em 2022.
Informações pessoais
Nome completo Jonathan Calleri
Data de nasc. 23 de setembro de 1993 (29 anos)
Local de nasc. Buenos Aires, Argentina
Nacionalidade argentino
italiano
Altura 1,82 m
destro
Apelido Jony
Informações profissionais
Clube atual São Paulo
Número 9
Posição centroavante
Clubes de juventude
1999–2012 All Boys
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2013–2014
2014–2015
2016–2022
2016
2016–2017
2017–2018
2018–2019
2019–2020
2020–2021
2021–2022
2022–
All Boys
Boca Juniors
Deportivo Maldonado
São Paulo (emp.)
West Ham (emp.)
Las Palmas (emp.)
Alavés (emp.)
Espanyol (emp.)
Osasuna (emp.)
São Paulo (emp.)
São Paulo
0030 000(6)
0064 00(24)
0000 000(0)
0031 00(16)
0019 000(1)
0041 00(12)
0036 000(9)
0034 000(5)
0027 000(6)
0056 00(24)
0027 000(8)
Seleção nacional
2016 Argentina Sub-23 0003 000(1)


2 Partidas e gols totais pelos
clubes, atualizadas até 13 de novembro de 2022.

Jonathan Calleri (Buenos Aires, 23 de setembro de 1993) mais conhecido apenas como Calleri,[1] é um futebolista argentino que atua como centroavante. Atualmente joga no São Paulo.

Conhecido pelo seu faro de gol, precisão nos cabeceios e posicionamento de área, é considerado um dos melhores centroavantes em atividade no futebol brasileiro.

Bastante identificado com a torcida do São Paulo, onde teve a melhor fase de sua carreira, é conhecido pelo bordão "Toca no Calleri que é gol!", usado pelos torcedores são-paulinos e até rivais, sendo inclusive utilizado em uma música de torcida dedicada ao argentino.[2][3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

All Boys[editar | editar código-fonte]

Calleri começou a jogar no All Boys aos seis anos, passando por todas as categorias de base até chegar aos profissionais e estrear pelo clube contra o Estudiantes de La Plata pelas oitavas de final da Copa Argentina em 2013, disputando os últimos minutos da partida. Apesar de estabelecer-se no time principal, o All Boys acabou sendo rebaixado na temporada de 2013–14. Deixou o clube com 30 partidas e seis gols feitos.[4]

Boca Juniors[editar | editar código-fonte]

Suas boas atuações acabaram chamando a atenção do Boca Juniors, que o contratou na metade de 2014. Ele chegou ao clube xeneize, quando o diretor técnico, Carlos Bianchi decidiu efetivar o direito que o clube tinha com o jogador, que tinha em sua posse 30% do passe total do jogador por um tempo, para que eles pudessem fazer uso dessa opção para manter seus serviços. A operação custou de cerca de 300 mil dólares.[5]

Ele estreou em um amistoso de pré-temporada antes do início do torneio, no Estádio Centenário contra o Nacional de Montevidéu, em uma partida que terminou 1 a 0 a favor do Boca, sendo ele quem faria o gol da partida.[6]

Em 26 de julho, Calleri fez sua primeira partida oficial como jogador do Boca Juniors contra o Huracán pela Copa da Argentina, jogando os 90 minutos da partida, onde o time foi derrotado por 2-0 na primeira partida da temporada. [7]

No dia 18 de julho de 2015, marcou um golaço de letra por cobertura em um jogo contra o Quilmes, em La Bombonera, que poderia ter sido eleito um dos gols mais bonitos de 2015. No mesmo ano, foi campeão argentino e da Copa Argentina, sendo um dos principais jogadores da equipe.

Em 2016, teve seus direitos comprados por um grupo de investidores e vinculado ao Deportivo Maldonado, clube que conseguiu subir para a primeira divisão do campeonato uruguaio em 2019, após 15 anos nessa competição.[8][9]

São Paulo[editar | editar código-fonte]

2016[editar | editar código-fonte]

Em 28 de janeiro, foi emprestado ao São Paulo com contrato até 30 de junho, passível de extensão caso o clube chegasse às finais da Copa Libertadores da América de 2016.[10]

Logo em sua estreia pelo São Paulo, marcou o gol de empate contra o César Vallejo, em Trujillo, em partida válida pela primeira fase da Copa Libertadores da América de 2016.[11] Em sua segunda partida, voltou a balançar as redes, marcando dois gols contra o Água Santa, pelo Campeonato Paulista.[12] Após ficar onze jogos sem marcar, voltou a balançar as redes contra o Botafogo-SP, aos 44 minutos do segundo tempo, dando a vitória ao São Paulo.[13]

No dia 5 de abril, em partida válida pela Copa Libertadores, Calleri marcou quatro gols na goleada por 6 a 0 em cima do Trujillanos. Foi a primeira vez que o jogador marcou quatro vezes em uma partida oficial.[14] Em 13 de abril, contra o River Plate, marcou os dois gols da vitória do São Paulo por 2 a 1.[15] No último jogo do grupo em La Paz, contra o The Strongest, fez o gol de empate que classificou o São Paulo as oitavas de final da Libertadores.[16]

Fez sua última partida em 13 de julho, no estádio Atanasio Girardot, pelas semifinais da Copa Libertadores da América de 2016, marcando um gol, mas sendo eliminado do torneio. Apesar de ter contrato até o dia 31 de julho, foi liberado para se apresentar a seleção argentina para os Jogos Olímpicos de 2016.[17] Pelo São Paulo, fez 31 partidas e marcou 16 gols.[18]

West Ham[editar | editar código-fonte]

Em 1 de agosto de 2016, Calleri confirmou que irá jogar pelo West Ham, logo após sua participação nos Jogos Olímpicos de 2016.[19] No dia 11 de agosto, com o fim da participação da Argentina nos Jogos Olímpicos, foi anunciado oficialmente pelo West Ham.[20]

Estreou em 18 de agosto de 2016, no empate por 1–1 contra o Astra Giurgiu, da Romênia, pela fase preliminar da Liga Europa de 2016–17.[21] Marcou seu primeiro pela equipe inglesa no dia 21 de janeiro de 2017, em jogo contra o Middlesbrough, válido pela 22ª rodada da Premier League de 2016–17.[22]

Em 25 de maio de 2017, foi dispensado do clube inglês, após atuar em 19 partidas e marcar apenas um gol.[23][24]

Las Palmas[editar | editar código-fonte]

Em 11 de julho de 2017, acertou com o Las Palmas, da Espanha, por empréstimo de uma temporada.[25] Apesar do rebaixamento do Las Palmas, teve uma boa temporada, marcando 12 gols em 41 jogos.

Alavés[editar | editar código-fonte]

Em 22 de agosto de 2018, assinou por empréstimo de uma temporada com o Alavés.[26] Pela quinta rodada da La Liga de 2018–19, marcou seu primeiro gol pelo Alavés na goleada por 5–1 sobre o Rayo Vallecano, fora de casa.[27]

Espanyol[editar | editar código-fonte]

Para a temporada 2019–20, assinou por empréstimo com o Espanyol.[28]

Em 27 de fevereiro de 2020, Calleri marcou um hat-trick na vitória por 3 a 2 sobre o Wolverhampton pelo dezesseis avos de final da Liga Europa.[29]

Deixou o Espanyol onde marcou 5 gols em todas as competições em uma temporada difícil para a entidade Perica.[30]

Osasuna[editar | editar código-fonte]

Em 13 de setembro de 2020, o Osasuna anunciou a contratação de Calleri por uma temporada.[31]

Retorno ao São Paulo[editar | editar código-fonte]

2021[editar | editar código-fonte]

Em 30 de agosto de 2021, retornou ao São Paulo, por empréstimo, com contrato até o final de 2022. O argentino acabou pegando a camisa 30, anteriormente usada por Everton Felipe.[32][33]

Estreou em 19 de setembro do mesmo ano, vindo do banco, fazendo uma boa partida na vitória por 2x1 sobre o Atlético Goianiense.[34]

Após algumas partidas entrando nos minutos finais, em 7 de outubro fez sua primeira partida como titular no empate em 1x1 contra o Santos, marcando, de pênalti, o único gol do Tricolor no jogo.[35]

Em 14 de outubro, contra o Ceará, Calleri driblou o goleiro Richard após o rebote e marcou o gol de empate do São Paulo, num jogo terminado em 1x1.[36] Em 18 do mesmo mês, o argentino recebeu de Reinaldo e marcou o gol da vitória do Tricolor sobre o Corinthians, no clássico Majestoso, terminado em 1x0.[37]

Em 27 de novembro, Calleri marcou um gol de carrinho após a cobrança de falta de Benítez na vitória por 2x0 sobre o Sport no Morumbi.[38]

Apenas 9 dias depois, em 6 de dezembro, o argentino aproveitou o rebote do goleiro Douglas Friedrich e de cabeça fez o segundo gol da vitória por 3x1 sobre o Juventude.[39]

2022[editar | editar código-fonte]

Em 22 de janeiro de 2022, o São Paulo anunciou que Calleri passará a ser o dono da camisa 9, anteriormente usada por Pablo.[40]

Em 27 de janeiro, na estreia do São Paulo em 2022, Calleri marcou de cabeça o gol do Tricolor na derrota por 2x1 contra o Guarani.[41] Já em 3 de fevereiro, marcou mais uma vez de cabeça o 3º e último gol do São Paulo na derrota por 4x3 contra o Red Bull Bragantino, após um excelente cruzamento de Rigoni.[42] Calleri era dado naquele momento pelos jornalistas e torcedores como em alta, pois desde seu retorno ao clube em setembro do ano interior, marcara 7 gols, sendo a maioria decisivos, e mostrou ser um jogador muito confiável para a torcida.[43]

Em 13 de fevereiro fez aos 48' do segundo tempo o gol da virada Tricolor sobre a Ponte Preta por 2x1.[44] Em seu gol, após o lançamento longo de Jandrei mal sucedido para Marquinhos, o volante adversário Moisés Ribeiro de costas para o restante do campo toca a bola para dentro da área da Macaca e, antes do companheiro conseguir sequer chegar a dominar a bola, Calleri dispara e finaliza de primeira no ângulo do goleiro Ygor Vinhas, que nem chegou a se mexer.[45]

Em 28 de fevereiro, Calleri marcou de bicicleta o gol da vitória do São Paulo na partida contra o Água Santa. Nesta ocasião o Tricolor empatava em 1x1 com a equipe de Diadema, quando o argentino, que havia saído do banco, acertou um belo pontapé de bicicleta e fez o gol que deu a vitória a equipe do Morumbi.[46][47] Após a vitória, o argentino admitiu que nunca havia imaginado que um dia marcaria um belíssimo gol como este.[48]

Em 5 de março, com apenas 50 segundos de jogo, Calleri marcou o gol da vitória do São Paulo por 1x0 no clássico Majestoso sobre o Corinthians. No lance do gol, o argentino recebe próximo à marca do pênalti a bola de Rodrigo Nestor, domina com a esquerda e com a direita finaliza as redes de Cássio.[49][50][51]

Em 22 de março, Calleri marcou o 4º e último gol do São Paulo na vitória por 4x1 sobre o São Bernardo, válida pelas quartas de final do Paulistão e que classificou o Tricolor para as semifinais da competição.[52][53] Na ocasião, Calleri se posiciona bem saindo da linha de impedimento e ao receber a bola enfiada de Pablo Maia, tocou por cima do goleiro para marcar o gol.[54] Este foi o 6º gol do argentino na competição, empatando naquele momento com Lucca e Zeca na 2º colocação do ranking de artilheiros.

Em 30 de março, Calleri marcou 2 gols e foi o principal jogador da equipe na vitória por 3x1 sobre o Palmeiras pelo jogo de ida das finais do Paulistão, no Morumbi. Seu primeiro gol foi de pênalti, após deslocar o goleiro Weverton e abrir o placar, e seu terceiro gol foi após a cobrança de escanteio de Nikão e o desvio de Igor Gomes, que foi direcionado para o argentino na segunda trave marcar o 3º gol do São Paulo na partida.[55][56][57][58] Com os dois tentos, se tornou naquele momento o vice-artilheiro da competição, com oito gols, atrás apenas de Ronaldo, da Inter de Limeira.[59] Além disso, seus gols contra o Palmeiras fizeram o argentino a chegar a uma marca de fazer gols em todos os principais rivais do São Paulo (Palmeiras, Santos e Corinthians).

Mesmo com a excelente campanha do jogador e da equipe, acabou ficando com o vice campeonato paulista, ao perder por 4x0 o jogo de volta para o Palmeiras, no Allianz Parque.[60] Mesmo com o vice campeonato, foi eleito o Craque da Galera do Paulistão 2022, premiação em que os torcedores decidem o melhor jogador do campeonato.[61] Além de terminar o torneio como o segundo maior artilheiro, com 8 gols.[62] Na premiação do campeonato, em 4 de abril, Calleri recebeu os prêmios de Melhor Atacante e Craque da Galera do Paulistão 2022. Seu gol de bicicleta contra o Água Santa também lhe rendeu a conquista de dono do gol mais bonito do torneio.[63] Quando recebeu os prêmios, ao subir ao palco junto aos apresentadores Fred e André Henning, foi vaiado por dirigentes e membros do staff do Palmeiras, onde até mesmo um dos diretores chamou o atacante de "lixo".[64]

Em 11 de abril, Calleri fez uma atuação incrível e anotou um hat-trick sobre o Athletico, em uma partida que o Tricolor goleou por 4x0 válida pela 1ª rodada do Brasileirão. Essa foi a segunda vez que Calleri marcou 3 gols ou mais em uma partida pelo São Paulo (a primeira havia sido em 2016, contra o Trujillanos pela Libertadores, em que o argentino marcou 4 vezes). Em seu primeiro gol, após o cruzamento de Rafinha e o desvio de Eder, a defesa do Athletico rebateu mal e o argentino, oportunista, tocou por baixo das pernas de Bento. No segundo, após o cruzamento de Welington, cabeceou forte para o gol. Já no terceiro, após o mal afastamento do goleiro após o cruzamento de Toró e um bate-rebate, Calleri, girando, chutou no ângulo das redes do clube paranaense.[65][66][67][68][69][70]

Em 17 de abril, Calleri marcou até ali o gol de empate do São Paulo na partida contra o Flamengo, no Maracanã, pela 2ª rodada do Brasileirão, porém o São Paulo na segunda etapa acabou perdendo o jogo por 3x1. No gol, Rafinha cruza, Calleri se adianta do marcador e cabeceia para o fundo das redes de Hugo.[71] Era no momento um dos 3 maiores artilheiros do país na temporada[72] juntamente com Raphael Veiga, do Palmeiras, e Hulk, do Atlético Mineiro.[73]

Em 2 de maio, Calleri marcou o primeiro gol do São Paulo na vitória por 2x1 sobre o Santos, no clássico San-São, pelo Brasileirão. No gol, após boa jogada coletiva, Patrick cruzou pela esquerda para o argentino cabecear forte no canto.[74][75][76]

Em 15 de maio, Calleri marcou de pênalti o primeiro gol do São Paulo na virada por 2x1 sobre o Cuiabá, pelo Brasileirão, no Morumbi.[77][78] Em 22 de maio, marcou o gol do São Paulo no empate em 1x1 contra o Corinthians, na Neo Quimica Arena, no Clássico Majestoso. No gol, após o cruzamento de Alisson quase na pequena área, o argentino com um toque driblou o goleiro Cássio e estufou as redes de pé esquerdo.[79][80]

Em 24 de maio, após bater metas contratuais propostas pelo Deportivo Maldonado, Calleri foi oficialmente comprado pelo São Paulo em definitivo, pelo valor de 3 milhões de dólares (14,4 milhões de reais).[81]

Em 28 de maio, marcou o primeiro gol no empate por 2x2 contra o Ceará, no Morumbi. Após o cruzamento de Rafinha, Calleri subiu alto para cabecear e abrir o placar. Um pouco depois, fez dois gols anulados pelo VAR e bandeirinha, consecutivamente. Porém depois, fez um belo pivô e tocou para Nestor bater de longe e marcar o segundo gol Tricolor.[82] Após esse gol, Calleri se tornou o 5º maior artilheiro estrangeiro da história do São Paulo, com 37 gols, empatado com Aristizábal e Darío Pereyra.[83][84]

No jogo seguinte contra o Avaí, em 4 de junho, com o jogo em 1x0 para o São Paulo, Calleri perdeu um pênalti, comprometendo no resultando pois alguns minutos depois a equipe catarinense empatou o jogo.[85][86]

Porém, no jogo seguinte, em 9 de junho, marcou o primeiro gol do São Paulo no empate em 1x1 contra o Coritiba. No gol, após o cruzamento de Reinaldo, se esticou para tocar na bola primeiro que o goleiro Alex Muralha e lançou por debaixo das pernas do arqueiro alviverde.[87][88] Após marcar mais uma vez, se isolou de vez como o 5º maior artilheiro estrangeiro da história do Tricolor.[89][90]

Após uma pequena seca de 5 jogos sem marcar, voltou a balançar as redes em 30 de junho, na vitória por 4x2 sobre o Universidad Católica pelo jogo de ida das oitavas da Copa Sul-americana. Em um lindo gol, após Patrick recuperar uma bola perdida e dar uma caneta de letra no marcador, cruzou para Igor Gomes ajeitar de letra a bola para Calleri, que, de fora da área, chegou chapando no ângulo do goleiro chileno.[91] Nessa partida, Calleri sofreu um pênalti, deu uma assistência, fez um gol e foi expulso no final do jogo (devido a um erro da arbitragem que, inclusive, expulsou outros 2 são-paulinos no jogo). [92][93][94]

Em 23 de julho, após 6 jogos sem marcar, Calleri fez o primeiro gol do São Paulo no empate por 3x3 contra o Goiás, pelo Brasileirão.[95] Com o jogo em 1x0 para o adversário, Welington recebeu na esquerda e cruzou perfeitamente para Calleri testar de cabeça no canto de Tadeu.[96]

No dia 25 de julho, foi anunciado a assinatura do seu novo contrato, em definitivo, até 2025.[97]

Em 14 de agosto, Calleri marcou o 2º gol do São Paulo na vitória por 3x0 sobre o Bragantino, no Morumbi.[98][99] No gol, após jogada de Luciano pela esquerda, Reinaldo cruzou com perfeição para o argentino subir e cabecear no canto de Cleiton.

Em 11 de setembro, completou 100 jogos pelo São Paulo ao entrar no segundo tempo do empate por 1x1 contra o Corinthians.[100]

Sofreu seu maior jejum pelo São Paulo em setembro, quando ficou 8 jogos sem marcar gols, até que em 18 de setembro desencantou e fez o primeiro gol Tricolor na vitória por 2x0 sobre o Ceará.[101] No gol, após chutar e ser parado pelo goleiro João Ricardo, Patrick devolveu no argentino no rebote, que subiu para cabecear no canto da baliza.[102]

Após uma atuação terrível na Grande Final da Sul-Americana, perdendo pelo menos 3 chances claríssimas de gol, Calleri foi muito criticado pela torcida do São Paulo.[103] Mesmo assim, no jogo seguinte marcou o primeiro gol do São Paulo na vitória por 2x1 sobre o América, ao receber de Luciano após boa tabela e executar a jogada.[104]

Em 20 de outubro, marcou dois gols na vitória por 3x1 sobre o Coritiba.[105] O primeiro gol saiu após boa jogada de Nestor pela direita e o desvio para dentro do gol, já o segundo após um lindo lance de Patrick pela esquerda e o cruzamento para dentro da área, com seu desvio de cabeça.

Seleção Argentina[editar | editar código-fonte]

Jonathan Calleri nos Jogos Olímpicos de 2016.

No dia 7 de julho de 2016, foi convocado para defender a seleção argentina nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, substituindo Luciano Vietto, que não foi liberado pelo seu clube, o Atlético de Madrid.[106] Marcou o gol que deu a vitória para a Argentina sobre a Argélia.[107]

Estilo de jogo[editar | editar código-fonte]

Calleri foi e ainda é considerado ao decorrer de toda a sua carreira como um centroavante/ponta de lança fixo, conhecido como "atacante que fica na área". O termo é dado para os atacantes centrais que ficam a maior parte de seu tempo dentro da área adversária, esperando a bola ser lançada para marcar o gol.

Esse estilo de jogo inclusive teve muita influência com Calleri, visto que em sua própria música cantada pela torcida do São Paulo a frase "Toca no Calleri que é gol" descreve exatamente a função do jogador em campo.

O argentino além da grande fome de gols e da fatal finalização, pode também jogar sendo um pouco mais móvel, saindo da área para fazer pivôs (habilidade adaptada do futsal para o futebol de onze, que consiste no atacante segurar a bola de costas para o gol à espera de um companheiro passando ao lado para receber a bola de frente para o goleiro) ou para receber a bola ainda na entrada da área. Além de uma força física elevada e uma velocidade razoável para um atacante móvel.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Seu pai, Guilherme Calleri é um ex-futebolista qur atuou como atacante e jogou pelo All Boys na década de 1980 juntamente com seu tio, Néstor Fabbri, que integrou o elenco do vice-campeonato da Seleção Argentina na Copa de 1990.[4]

Polêmicas[editar | editar código-fonte]

Tapa no celular[editar | editar código-fonte]

Em 3 de abril de 2022, após a derrota do São Paulo para o Palmeiras por 4x0, custando o vice campeonato paulista, foi lançado na internet um vídeo em que na saída dos jogadores do São Paulo do estádio, um torcedor palmeirense gravava os jogadores saindo e provocava Calleri. O jovem dizia "Olha lá, toca no cara aqui" em ironia com a música cantada pela torcida são-paulina "Toca no Calleri que é gol". Após o argentino ouvir e se aproximar do torcedor, pegou seu celular e o jogou com força no chão, reclamando e demonstrando descontentamento com o rapaz.[108] Foi descoberto no dia seguinte que o garoto era um jogador da base do Palmeiras.

O caso repercutiu muito na internet, dividindo opiniões, de um lado era criticada a ação do atacante, do outro o argentino era defendido, questionado porque o torcedor fora até a saída dos jogadores os provocar.

Um dia após o ocorrido, Calleri se manifestou pelas suas redes sociais sobre o ato: "Sobre o que aconteceu na saída do estádio, ontem, gostaria de enviar o meu sincero pedido de desculpas ao garoto. Foi um momento em que eu estava de cabeça muito quente e que não deveria ter acontecido". Além disso, o argentino se colocou a disposição para reparar o dano causado no smartphone.[109]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizado até 13 de novembro de 2022.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão listados todos os jogos, gols e assistências do futebolista por clubes.[110]

Clube Temporada Campeonato

nacional

Copa

nacional[a]

Competições

continentais[b]

Outros

torneios[c]

Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
All Boys 201213 2 1 0 2 1 0
2013–14 28 5 5 28 5 5
Total 28 5 5 2 1 0 30 6 5
Boca Juniors 2014 16 6 4 13 3 0 29 9 4
2015 26 10 2 5 2 0 4 3 0 35 15 2
Total 42 16 6 5 2 0 17 6 0 64 24 6
São Paulo 2016 5 3 0 12 9 0 14 4 1 31 16 1
2021 16 5 0 16 5 0
2022 36 18 2 8 0 1 7 1 2 15 8 1 66 27 6
Total 57 26 2 8 0 1 19 10 2 29 12 2 113 48 7
West Ham 2016–17 16 1 0 1 0 0 2 0 0 19 1 0
Total 16 1 0 1 0 0 2 0 0 19 1 0
Las Palmas 2017–18 37 9 3 4 3 1 41 12 4
Total 37 9 3 4 3 1 41 12 4
Alavés 2018–19 34 9 2 2 0 0 36 9 2
Total 34 9 2 2 0 0 36 9 2
Espanyol 2019–20 27 1 3 2 2 0 6 3 0 35 6 3
Total 27 1 3 2 2 0 6 3 0 35 6 3
Osasuna 2020–21 25 5 2 2 1 0 27 6 2
Total 25 5 2 2 1 0 27 6 2
Total na carreira 266 72 23 26 9 2 44 19 2 29 12 2 365 112 29

Seleção Argentina[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão listados todos jogos, gols e assistências do futebolista pela Seleção Argentina, desde as categorias de base.

Seleção Sub–23

Ano Jogos Olímpicos
Jogos Gols Assist.
2016 3 1 0
Total na carreira 3 1 0

Títulos[editar | editar código-fonte]

Boca Juniors

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Artilharias[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Perfil no site do São Paulo» 
  2. «'Toca no Calleri que é gol': veja o que transformou o atacante em ídolo da torcida do São Paulo». Lance!. Consultado em 9 de julho de 2022 
  3. "Oh, oh, oh, toca no Calleri que é gol...!!!", consultado em 9 de julho de 2022 
  4. a b «Da Floresta ao Morumbi: os dois lares de Calleri | ge.globo». Globoesporte. Consultado em 29 de setembro de 2022 
  5. «Who is Jonathan Calleri? Profile of West Ham's new loan signing» (em inglês). skysports. Consultado em 3 de setembro de 2022 
  6. «Amistoso internacional Sobre la hora, Boca lo ganó por su nuevo 10» (em espanhol). clarin. Consultado em 3 de setembro de 2022 
  7. «BOCA JUNIORS VS. HURACÁN 0 - 2». soccerway. Consultado em 3 de setembro de 2022 
  8. «São Paulo desbanca Atlético-MG e está bem perto de anunciar Calleri». Futebol. globoesporte.com. 19 de janeiro de 2016 
  9. SINSOLO, FERNANDO (4 de novembro de 2019). «Torque salió campeón y Deportivo Maldonado logró el ansiado ascenso». Elpais. Consultado em 11 de abril de 2022 
  10. «Calleri na área!». Futebol. Site oficial do São Paulo FC. 28 de janeiro de 2016 
  11. «Atuações do São Paulo: Ganso dita o ritmo, e Calleri faz golaço na estreia». Futebol. globoesporte.com. 3 de fevereiro de 2016 
  12. «Calleri brilha mais uma vez, e reservas do São Paulo goleiam Água Santa». Futebol. globoesporte.com. 6 de fevereiro de 2016 
  13. «Calleri acaba com jejum, São Paulo bate Botafogo-SP e volta a vencer após cinco jogos». Futebol. globoesporte.com. 23 de março de 2016 
  14. «Atuações do São Paulo: Calleri comanda goleada no Morumbi». Futebol. globoesporte.com. 5 de abril de 2016 
  15. «Com espírito de Libertadores e show de Calleri, São Paulo vence o River». Futebol. globoesporte.com. 13 de abril de 2016 
  16. «Atuações do Tricolor: em noite épica, Calleri e Maicon salvam pele de Denis». Futebol. globoesporte.com. 22 de abril de 2016 
  17. «Calleri confirma despedida: "Fico com o sentimento de um dia poder voltar"». Futebol. globoesporte.com. 14 de julho de 2016 
  18. «Calleri diz que fez último jogo pelo São Paulo e não enfrenta o Corinthians». Futebol. espn.uol.com.br. 14 de julho de 2016 
  19. «Calleri confirma acerto para defender clube inglês após Olimpíadas». Futebol. UOL. 1 de agosto de 2016 
  20. «Loan deal agreed for Calleri». Futebol. Site oficial do West Ham United FC. 11 de agosto de 2016. Consultado em 11 de agosto de 2016. Arquivado do original em 14 de agosto de 2016 
  21. «ASTRA PLOIESTI VS. WEST HAM». Futebol. Soccerway. 18 de agosto de 2016 
  22. «Após descartar retorno ao São Paulo, Calleri faz primeiro gol pelo West Ham». Futebol. globoesporte.com. 21 de janeiro de 2017 
  23. Calleri é dispensado pelo West Ham e pode voltar para time pelo qual nunca jogou
  24. Calleri é dispensado pelo West Ham e são-paulinos já clamam por sua volta
  25. «El argentino Calleri, refuerzo de lujo para la delantera amarilla». Futebol. Site oficial do Las Palmas. 11 de julho de 2017 
  26. «Ex-São Paulo, Calleri jogará a temporada emprestado ao Alavés». Futebol. Globoesporte. 22 de agosto de 2018 
  27. «Gol de Calleri en la goleada de Alavés sobre Rayo Vallecano». Futebol. iamnoticias.com.ar. 22 de setembro de 2018 
  28. «Espanyol anuncia contratação de Calleri por empréstimo». Futebol. Uol. 26 de agosto de 2019 
  29. «Trámite realizado, hat trick de Calleri y a por LaLiga» (em espanhol). marca. Consultado em 3 de setembro de 2022 
  30. «Osasuna alcanza un principio de acuerdo para la cesión de Calleri» (em espanhol). osasuna. Consultado em 3 de setembro de 2022 
  31. «Osasuna alcanza un principio de acuerdo para la cesión de Calleri» (em espanhol). osasuna. Consultado em 3 de setembro de 2022 
  32. «São Paulo acerta com Calleri e aguarda jogador para assinatura do contrato». ge. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  33. «Ele voltou! São Paulo anuncia a contratação do atacante Calleri». ge. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  34. «Calleri reestreia, São Paulo vence o Atlético-GO no Morumbi e se afasta do Z4 - Gazeta Esportiva». www.gazetaesportiva.com. Consultado em 8 de outubro de 2021 
  35. «SÃO PAULO: Saiu! Calleri marca pela primeira vez após seu retorno no empate contra o Santos». Terra. Consultado em 8 de outubro de 2021 
  36. «Atuações do São Paulo: Calleri marca, Volpi vai bem e Luciano acumula chances perdidas». ge. Consultado em 21 de outubro de 2021 
  37. «São Paulo vence Corinthians pela primeira vez com Rogério como técnico e com gol de Calleri». ge. Consultado em 21 de outubro de 2021 
  38. «São Paulo 2 x 0 Sport - Campeonato Brasileiro rodada 36 - Tempo Real - Globo Esporte». ge.globo. Consultado em 10 de janeiro de 2022 
  39. «São Paulo 3 x 1 Juventude - Campeonato Brasileiro rodada 37 - Tempo Real - Globo Esporte». ge.globo. Consultado em 10 de janeiro de 2022 
  40. «Calleri herda numeração de Pablo e é o novo camisa 9 do São Paulo». Terra. Consultado em 22 de janeiro de 2022 
  41. «Guarani faz dois golaços e vence o São Paulo na estreia do Paulistão». www.uol.com.br. Consultado em 30 de janeiro de 2022 
  42. «RB Bragantino 4 x 3 São Paulo: Massa Bruta vence jogaço com direito a "lei do ex" | Goal.com». www.goal.com. Consultado em 5 de fevereiro de 2022 
  43. «Calleri começa temporada em alta no ataque do São Paulo; veja números». Terra. Consultado em 5 de fevereiro de 2022 
  44. «Calleri entra, marca no fim, e São Paulo vira sobre a Ponte Preta no Paulistão». Lance!. Consultado em 14 de fevereiro de 2022 
  45. «Moisés Ribeiro tem falha bizarra e Calleri vira o jogo para o São Paulo; veja o lance». TNT Sports. Consultado em 14 de fevereiro de 2022 
  46. «São Paulo bate Água Santa com golaço de Calleri e assume a ponta do Grupo B». www.uol.com.br. Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
  47. «Calleri faz golaço de bicicleta em Água Santa x São Paulo; assista». www.uol.com.br. Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
  48. «Calleri dá vitória ao São Paulo com golaço de bicicleta e admite: "Achei que jamais ia fazer um gol assim"». ge. Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
  49. «Calleri decide novamente, e São Paulo vence o Corinthians». Terra. Consultado em 5 de março de 2022 
  50. «ATUAÇÕES: Calleri marca nos primeiros segundos, Nestor se destaca e São Paulo vence o Corinthians - LANCE!». LANCE! | Futebol, Vôlei, F-1, MMA e todos os esportes. Consultado em 5 de março de 2022 
  51. «São Paulo vence Corinthians com gol de Calleri e mantém tabu no clássico». Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes. 5 de março de 2022. Consultado em 5 de março de 2022 
  52. «São Paulo reage, vira sobre o São Bernardo e vai à semifinal do Paulista». www.uol.com.br. Consultado em 23 de março de 2022 
  53. «São Paulo goleia o São Bernardo por 4 a 1 e avança à semifinal do Paulistão - Gazeta Esportiva». www.gazetaesportiva.com. Consultado em 23 de março de 2022 
  54. «'Toca que é gol': Calleri fala de apoio da torcida e cita possível clássico do São Paulo contra o Corinthians». Lance!. Consultado em 23 de março de 2022 
  55. «Calleri decide, São Paulo vence Palmeiras por 3 a 1 e abre vantagem». www.uol.com.br. Consultado em 31 de março de 2022 
  56. «Craque do jogo, Calleri se emociona por gol em final, mas alerta São Paulo: "Nada decidido ainda"». ge. Consultado em 31 de março de 2022 
  57. «Opinião: 'Chato' e 'decisivo', Calleri leva 10 de Hazan; veja notas do São Paulo». www.uol.com.br. Consultado em 31 de março de 2022 
  58. «Após intervenção do VAR, árbitro marca pênalti e Calleri abre o placar para o São Paulo». R7.com. 30 de março de 2022. Consultado em 31 de março de 2022 
  59. «Quem é o artilheiro do Paulista 2022: números da temporada». DCI. 31 de março de 2022. Consultado em 31 de março de 2022 
  60. «Opinião: Menon - Menon: Palmeiras humilha e coloca São Paulo em seu devido lugar». www.uol.com.br. Consultado em 4 de abril de 2022 
  61. «Calleri é eleito o Craque da Galera do Campeonato Paulista». SPFC.NET. Consultado em 4 de abril de 2022 
  62. «São Paulo: Calleri encerra Paulistão como vice-artilheiro». R7.com. 3 de abril de 2022. Consultado em 4 de abril de 2022 
  63. «Do inferno ao céu: Calleri é vaiado, mas domina a premiação do Paulistão». www.uol.com.br. Consultado em 5 de abril de 2022 
  64. «Calleri é vaiado ao ser anunciado como melhor atacante em festa do Paulista». www.uol.com.br. Consultado em 5 de abril de 2022 
  65. «Reportagem: Rodolfo Rodrigues - Calleri faz 3 gols e quebra marca de 50 anos no São Paulo pelo Brasileirão». www.uol.com.br. Consultado em 11 de abril de 2022 
  66. «Análise: Calleri brilha, mas coletivo do São Paulo é quem sobra em goleada no Morumbi». ge. Consultado em 11 de abril de 2022 
  67. «Furacão Calleri». ge. Consultado em 11 de abril de 2022 
  68. «VÍDEO: Show de Calleri! Veja os gols da vitória do São Paulo sobre o Athletico-PR no Brasileirão». Lance!. Consultado em 11 de abril de 2022 
  69. «Calleri faz três e encanta até rivais: 'Queria no Palmeiras'». www.uol.com.br. Consultado em 11 de abril de 2022 
  70. «Rogério Ceni elogia Calleri após hat-trick no São Paulo: 'Contribuição muito grande'». www.uol.com.br. Consultado em 11 de abril de 2022 
  71. «Calleri chega ao 12º gol em 19 jogos pelo São Paulo na temporada». R7.com. 18 de abril de 2022. Consultado em 19 de abril de 2022 
  72. «Calleri está entre os três maiores artilheiros do Brasil em 2022». www.uol.com.br. Consultado em 19 de abril de 2022 
  73. «Calleri está entre os três principais artilheiros do futebol brasileiro em 2022 - Gazeta Esportiva». www.gazetaesportiva.com. Consultado em 19 de abril de 2022 
  74. «Opinião: Menon: Vai se confirmando o nascimento de outro ídolo do São Paulo: Calleri». www.uol.com.br. Consultado em 8 de maio de 2022 
  75. «Calleri elogia Patrick por assistência no San-São: "Cruza muito bem"». Terra. Consultado em 8 de maio de 2022 
  76. «São Paulo vence clássico por 2 a 1 e tira Santos da liderança». Terra. Consultado em 8 de maio de 2022 
  77. «Calleri marca mais um e São Paulo vira contra o Cuiabá no Morumbi». Metrópoles. 15 de maio de 2022. Consultado em 1 de julho de 2022 
  78. «Calleri destaca garra do São Paulo para vencer o Cuiabá de virada: 'Vitória era inegociável'». Lance!. Consultado em 1 de julho de 2022 
  79. «VÍDEO: Veja o gol de Calleri que abriu o placar no empate entre São Paulo e Corinthians». www.uol.com.br. Consultado em 1 de julho de 2022 
  80. «Calleri lamenta empate do São Paulo no clássico e reclama de pênalti: "Renato Augusto jogou vôlei"». ge. Consultado em 1 de julho de 2022 
  81. «Calleri cumpre meta, e São Paulo acerta contratação em definitivo; saiba detalhes - Gazeta Esportiva». www.gazetaesportiva.com. Consultado em 1 de julho de 2022 
  82. «Calleri brilha, mas São Paulo cede empate ao Ceará, perde chance de liderar e vê fim de sequência no Morumbi». ESPN.com. 28 de maio de 2022. Consultado em 1 de julho de 2022 
  83. «Calleri se torna 5º maior artilheiro estrangeiro da história do São Paulo». www.uol.com.br. Consultado em 9 de julho de 2022 
  84. «Calleri é 5º maior artilheiro estrangeiro da história do São Paulo». R7.com. 30 de maio de 2022. Consultado em 9 de julho de 2022 
  85. «Calleri isola pênalti, ganha 'prêmio fair play' e torcida 'passa pano'». www.uol.com.br. Consultado em 1 de julho de 2022 
  86. «Calleri erra pênalti, São Paulo desperdiça chance de ser líder e pode despencar na tabela do Brasileirão». 90min.com. 5 de junho de 2022. Consultado em 1 de julho de 2022 
  87. «Calleri desabafa após empate: 'Time que cede gol não ganha'». R7.com. 9 de junho de 2022. Consultado em 1 de julho de 2022 
  88. Milreu, Natália (10 de junho de 2022). «Com gol contra o Coritiba, Calleri aumenta marca no São Paulo». SPFC Notícias. Consultado em 1 de julho de 2022 
  89. «Calleri: quinto maior goleador estrangeiro do Tricolor - SPFC». www.saopaulofc.net. Consultado em 9 de julho de 2022 
  90. «Calleri supera gols de 1ª passagem e se isola como 5º maior artilheiro estrangeiro do São Paulo». www.gazetaesportiva.com. Consultado em 9 de julho de 2022 
  91. «Calleri quebra maior jejum de atual passagem e iguala Pedro Rocha em ranking nobre da história do São Paulo; veja quem o supera». ESPN.com. 1 de julho de 2022. Consultado em 1 de julho de 2022 
  92. «Atuações do São Paulo: Luciano desencanta; Calleri comanda vitória e é expulso no Chile». ge. Consultado em 1 de julho de 2022 
  93. Redação (1 de julho de 2022). «São Paulo: Calleri detona arbitragem e convoca torcida». Sportbuzz. Consultado em 1 de julho de 2022 
  94. «Calleri elogia raça do São Paulo e se diz bravo por expulsão». ge. Consultado em 1 de julho de 2022 
  95. «No Morumbi, Tricolor empata com o Goiás pelo Brasileirão - SPFC». www.saopaulofc.net. Consultado em 24 de julho de 2022 
  96. «Aos 28 min do 1º tempo - gol de cabeça de Calleri do São Paulo contra o Goiás». ge. Consultado em 24 de julho de 2022 
  97. «São Paulo anuncia contratação de Calleri em definitivo até 2025». www.uol.com.br. Consultado em 25 de julho de 2022 
  98. «Aos 13 min do 2º tempo - gol de cabeça de Calleri do São Paulo contra o Bragantino». ge. Consultado em 26 de agosto de 2022 
  99. «São Paulo domina Bragantino e volta a vencer no Brasileirão após 6 rodadas». www.uol.com.br. Consultado em 26 de agosto de 2022 
  100. «Calleri completa 100 jogos pelo São Paulo e projeta conquistas no clube: 'Sonho em ganhar títulos'». www.uol.com.br. Consultado em 19 de setembro de 2022 
  101. «Calleri desencanta, São Paulo vence o Ceará e respira no Brasileirão». www.uol.com.br. Consultado em 19 de setembro de 2022 
  102. «Calleri minimiza fim do jejum e enaltece a vitória do São Paulo: "Precisávamos vencer"». ge. Consultado em 19 de setembro de 2022 
  103. «Calleri decepciona em final da Sul-Americana; veja números do centroavante do São Paulo - Gazeta Esportiva». www.gazetaesportiva.com. Consultado em 21 de outubro de 2022 
  104. «Atuações do São Paulo: Felipe Alves falha, Calleri marca e Alisson salva». ge. Consultado em 21 de outubro de 2022 
  105. «Calleri faz dois, São Paulo vence o Coritiba e cola no G8 do Brasileirão». www.uol.com.br. Consultado em 21 de outubro de 2022 
  106. «Calleri é convocado para Seleção Argentina Olímpica». Futebol. Site oficial do São Paulo FC. 7 de julho de 2016 
  107. «Com gol de Calleri e um jogador a menos, Argentina vence Argélia no Rio 2016». Futebol. Portal Terra. 7 de agosto de 2016 
  108. «Calleri quebra celular de jogador da base do Palmeiras». esportes.yahoo.com. Consultado em 4 de abril de 2022 
  109. «Calleri se desculpa por derrubar celular de garoto palmeirense e promete bancar conserto». ge. Consultado em 4 de abril de 2022 
  110. «Jonathan Calleri São Paulo vídeos, histórico de transferências e estatísticas - SofaScore». www.sofascore.com. Consultado em 29 de agosto de 2022 
  111. «Paulistão: seleção tem cinco jogadores do Palmeiras e três do Bragantino». UOL. 4 de abril de 2022. Consultado em 4 de abril de 2022