Jordan Thompson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tenista Jordan Thompson
Thompson WM16 (19) (27802529593).jpg
País  Austrália
Residência Sydney, Austrália
Data de nascimento 20 de abril de 1994 (25 anos)
Local de nasc. Sydney, Austrália
Profissionalização 2013
Mão Destro
Simples
Títulos 0
Melhor ranking N° 63 (13 de fevereio de 2017)
Última atualização em: 2 de fevereiro de 2017.

Jordan Thompson (Sydney, 20 de Abril de 1994) é um tenista profissional australiano. Seu maior ranking de simples da carreira é o N° 143 da ATP, alcançado em 18 de janeiro de 2016. Já nas duplas, seu maior ranking da carreira é o N° 194 da ATP, alcançado em 18 de janeiro de 2016.[1]

Carreira Profissional[editar | editar código-fonte]

Em 2013, Thompson fez sua estreia no circuito profissional no qualificatório para o ATP 250 de Sydney, onde ele perdeu para o número 81 do mundo Guillermo García-López. Posteriormente, depois de receber um wildcard, ele ganhou sua primeira partida profissional no qualificatório para o Australian Open de 2013 contra o tenista francês Nicolas Renavand. Mas na sequência, ele perdeu na segunda rodada para o norte-americano Ryan Sweeting. Posteriormente, Thompson, então qualificado, fez a segunda rodada do Challenger McDonald's Burnie International perdendo para o australiano John Millman. No restante do ano ele jogou principalmente os torneios Futures, onde fez três finais, sendo que dessas ganhou 2 títulos e foi vice-campeão em outra.[2] Em 15 de dezembro de 2013, Thompson ganhou um wildcard para disputar o Grand Slam do Aberto da Austrália de 2014. Ele terminou 2013 como 320 colocado do ranking da ATP.

2014[editar | editar código-fonte]

Thompson começou 2014 disputando o qualificatório para o ATP 250 de Brisbane, onde perdeu na primeira rodada para o japonês Tatsuma Ito. Em seguida, Thompson perdeu em 5 sets para o número 21 do mundo Jerzy Janowicz na primeira rodada do Aberto da Austrália por 6-1 6-4, 4-6, 2-6 e 1-6 . Em 21 de janeiro, Thompson foi anunciada na equipe australiana da Copa Davis.[3]

Em maio, Thompson fez a semifinal do China International Challenger, que elevou sua classificação para nº 277 do ranking. Em agosto, Thompson fez a sua primeira final em um Challenger, mas perdeu para Chung Hyeon em Banguecoque. Isso aumentou ainda mais o seu ranking para o n° 219. De setembro a novembro, Thompson competiu em oito torneios Challengers na China, EUA, Austrália e Japão. Em dezembro, Thompson ganhou o wildcard para jogar novamente Aberto da Austrália.

2015[editar | editar código-fonte]

Thompson ganhou um wild card para o Aberto da Austrália de 2015, mas perdeu na rodada primeira rodada para João Sousa. Depois, ele então jogou no Hong Kong Challenger e o Challenger McDonald's Burnie International, mas perdeu na primeira rodada em ambos. Em fevereiro, Thompson fez a semifinal do Challenger Launceston antes de jogar em torneios Challenger no Japão e na China. Thompson ganhou seu primeiro título Challenger de Duplas com Benjamin Mitchell em Shimadzu Challenger. Em março, Thompson voltou para a Austrália, onde ele ganhou o título F4 ITF. Em maio, Thompson perdeu na rodada primeira rodada da fase de qualificação para o Torneio de Roland-Garros. Em junho, Thompson voltou-se para a grama onde perdeu na primeira rodada de Manchester Challenger e na fase de qualificação para o Ilkley Challenger. Ele entrou no top 200 mundial no dia 24 agosto, com uma classificação de 193 da ATP. Em outubro, Thompson fez as finais do Ho Chi Minh City e Traralgon Challengers, aumentando ainda mais o seu ranking. Ele terminou o ano como 154 ranking da ATP.

2016[editar | editar código-fonte]

Thompson começou o ano de 2016 na Nova Caledônia, onde fez a semifinal. Em seguida ele recebeu um wild card e disputou o ATP 250 de Sydney, onde ele marcou sua primeira vitória no ATP World Tour, quando seu adversário Martin Klizan desistiu do jogo quando perdia por 6-2 e 4-0.[4] Mas na segunda rodada, Thompson perdeu para o compatriota Bernard Tomic por 2-6 e 2-6. Posteriormente, o tenista brasileiro Thomaz Bellucci, então 37 do mundo, venceu Jordan Thompson em duelo válido pela primeira rodada do Aberto da Austrália, por 3 sets a 0, com parciais de 6-2, 6-3 e 6-2.[5]

Rio 2016[editar | editar código-fonte]

Em simples, ele perdeu na primeira rodada para o britânico Kyle Edmund, por 6-4, 6-2.[6]

Finais na ATP[editar | editar código-fonte]

Duplas: 1 (1 título)[editar | editar código-fonte]

Legenda
Grand Slam tournaments (0–0)
ATP World Tour Finals (0–0)
ATP World Tour Masters 1000 (0–0)
ATP World Tour 500 Series (0–0)
ATP World Tour 250 Series (1–0)
Títulos por superfície
Duro (1–0)
Saibro (0–0)
Grama (0–0)
Títulos por configuração
Outdoor (1–0)
Indoor (0–0)
Resultado V–D    Data    Torneio Tipo Superfície Parceiro Oponentes Placar
Vitória 1–0 Jan de 2017 Brisbane International, Austrália 250 Series Duro Austrália Thanasi Kokkinakis Luxemburgo Gilles Müller
Estados Unidos Sam Querrey
7–6(9–7), 6–4

Vitórias sobre jogadores top 10[editar | editar código-fonte]

Temporada 2013 2014 2015 2016 2017 2018 Total
Vitórias 0 0 0 0 1 0 1
# Jogador Rank Evento Superfície Rd Placar JT Rank
2017
1. Reino Unido Andy Murray 1 Queen's Club, Londres, Reino Unido Grama 1R 7–6(7–4), 6–2 90

Referências

  1. s.r.o., LiveSport. «Jordan Thompson - Tennis Explorer». www.tennisexplorer.com. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  2. «Jordan Thompson - Tennis Australia». Tennis Australia. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  3. «Rafter names teen trio for Davis Cup». ABC News (em inglês). Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  4. «Seppi First Round Win 2016 Sydney | ATP World Tour | Tennis». ATP World Tour (em inglês). Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  5. Luz, Diego. «Sem problemas, Thomaz Bellucci vence Jordan Thompson e avança no Australian Open». VAVEL. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  6. «Res. Rio 2016». Consultado em 6 de agosto de 2016