Jordi Almeida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jordi
Informações pessoais
Nome completo Jordi Martins Almeida
Data de nasc. 3 de setembro de 1993 (24 anos)
Local de nasc. Volta Redonda (RJ), Brasil
Altura 1,91 m
Destro
Apelido Jordida[1]
Informações profissionais
Clube atual Vasco da Gama
Número 12
Posição Goleiro
Clubes de juventude
2006–2009
2010–2013
Volta Redonda
Vasco da Gama
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2014 Vasco da Gama 0037 0000(0)
Seleção nacional
2013
2016
Brasil Sub-20
Brasil Sub-23
0000 0000(0)
0000 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 8 de novembro de 2017.

Jordi Martins Almeida (Volta Redonda, 3 de Setembro de 1993) é um futebolista brasileiro que joga como goleiro. Atualmente defende o Vasco da Gama.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Categorias de Base[editar | editar código-fonte]

Jordi chegou ao Vasco da Gama quando tinha 15 anos de idade, oriundo das categorias de base do Volta Redonda. Pela equipe Sub-20, conquistou a Taça BH de Futebol Júnior de 2013 sendo um dos destaques do time, defendendo dois pênaltis na semifinal contra o Fluminense, e fazendo grandes defesas ao longo de toda a competição, especialmente na final diante do Vitória. Logo em seguida, com boas atuações e comportamento, foi chamado para integrar o elenco principal do Cruzmaltino ainda com 19 anos, porém não conseguiu nenhuma oportunidade por ser o quarto goleiro do plantel naquele ano.

Vasco da Gama[editar | editar código-fonte]

2014[editar | editar código-fonte]

Em 2014, foi efetivado como reserva imediato de Martín Silva, que frequentemente desfalcava a equipe por conta das convocações para a Seleção Uruguaia. Estreou profissionalmente no jogo contra o Luverdense, válido pela Série-B, jogo no qual também estreou o técnico Joel Santana, e sua equipe venceu por 2–0 em São Januário.[2] Ao todo em 2014, jogou 4 partidas e sofreu apenas 1 gol, sendo todas as partidas válidas pela Série B.[3]

2015[editar | editar código-fonte]

Em 2015, Jordi ganhou seu primeiro título como profissional: o Campeonato Carioca. Porém, o episódio marcante do ano para o goleiro, foi negativo: no dia 2 de setembro (um dia antes de Jordi completar 21 anos), o Cruzmaltino foi goleado pelo Internacional por 6–0 no Beira-Rio, com o goleiro de titular, quando o time lutava para evitar um novo rebaixamento para a Série B, sendo essa a maior goleada sofrida pelo clube na história do Campeonato Brasileiro. Emocionado, o goleiro foi o único que quis falar na saída de campo:[4]

"É difícil, mas eu creio em Deus, que tudo passa. Futebol é assim, às vezes está lá embaixo, às vezes lá em cima. Não vou sair daqui de cabeça baixa de jeito nenhum, porque eu sei o que é isso. Sou novo, mas eu levanto a cabeça e saio com ela erguida."

No final do ano, a equipe não conseguiu evitar o descenso, tendo Jordi atuado em 10 jogos na competição, em razão principalmente da ida de Martín Silva para o Chile, onde disputou a Copa América.

2016[editar | editar código-fonte]

Em 2016, sua primeira oportunidade foi na vitória por 1–0 sobre o Botafogo em São Januário, válida pelo Campeonato Carioca, tendo sido o goleiro bastante elogiado pelo técnico Jorginho após a partida:[5]

"Foi muito bem. Não é fácil substituir o Martín Silva. Precisamos dar tempo ao tempo. O mais importante é que o Jordi demonstrou que tem capacidade e que o torcedor pode confiar no trabalho dele."

Teve a sua segunda chance no ano, novamente em uma vitória por 1–0, desta vez sobre o CRB no Estádio Rei Pelé, válida pela Copa do Brasil. Sua presença foi importantíssima para garantir a vitória. Tendo feito inúmeras defesas difíceis, foi considerado o herói do triunfo.[6] Na Série B, Martín foi convocado pela Seleção Uruguaia para a disputa da Copa América Centenário, e Jordi assumiu a vaga de goleiro titular. Foi uma boa sequência de jogos para o goleiro, que se iniciou contra o Vila Nova, pela 3° rodada da competição, e terminou diante do Náutico pela 9° rodada do certame. Jordi fez uma avaliação do período em que esteve na meta vascaína, afirmando que não cometeu erros bruscos:[7]

"Importante ganhar suporte aprendendo. A gente fica um pouco afobado, muito da base. Não tive erro brusco, nem bola passando debaixo das pernas. Quero agradecer a Deus."

Ao longo do ano, Jordi disputou um total de 14 partidas.

2017[editar | editar código-fonte]

Em 2017, Jordi seguia sendo o reserva imediato de Martín Silva, porém, no mês de abril, sofreu uma grave lesão no joelho, e perdeu o posto de reserva imediato para Gabriel Felix, também formado nas categorias de base do Cruzmaltino.[8] No dia 8 de novembro, diante do Santos na Vila Belmiro, Gabriel Felix sofreu fortes câimbras no início da etapa final, saindo de campo na maca para a entrada de Jordi. Pouco tempo depois de entrar em campo, o goleiro sofreu um gol em uma bola de difícil defesa de Ricardo Oliveira, porém o Cruzmaltino conseguiu virar o jogo e sair de campo com a vitória por 2–1, válida pelo Brasileirão, sendo Jordi não exigido mais no restante da partida.[9]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Campeonato Sul-Americano de Futebol Sub-20 de 2013[editar | editar código-fonte]

Foi convocado para o Campeonato Sul-Americano de Futebol Sub-20 de 2013[10], onde a Seleção Brasileira foi a última colocada no Grupo B da competição. Jordi foi reserva e não atuou em nenhuma partida.

Olímpiadas 2016[editar | editar código-fonte]

Esteve na pré lista dos 35 convocados para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, porém não esteve na lista final.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 8 de novembro de 2017.

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
internacionais[b]
Outros

torneios[c]

Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Vasco da Gama 2014 4 0 4 0
2015 10 0 3 0 2 0 15 0
2016 12 0 1 0 1 0 14 0
2017 1 0 3 0 4 0
Total 27 0 4 0 6 0 37 0
Total na carreira 26 0 4 0 6 0 37 0
  • a. ^ Jogos da Copa do Brasil
  • b. ^ Jogos de Torneios continentais
  • c. ^ Jogos de Campeonatos estaduais e Torneios amistosos

Títulos[editar | editar código-fonte]

Vasco da Gama

Sub-20

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]