Jordi Almeida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde julho de 2016).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Jordi
Informações pessoais
Nome completo Jordi Martins Almeida
Data de nasc. 3 de setembro de 1993 (24 anos)
Local de nasc. Volta Redonda (RJ),  Brasil
Altura 1,91 m
Destro
Apelido Jordida[1]
Informações profissionais
Clube atual Brasil Vasco da Gama
Número 12
Posição Goleiro
Clubes de juventude
20062009
20102013
Rio de Janeiro Volta Redonda
Rio de Janeiro Vasco da Gama
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2014 Brasil Vasco da Gama 0036 0000(0)
Seleção nacional
2013
2016
Brasil Brasil Sub-20
Brasil Brasil Sub-23


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 6 de abril de 2017.

Jordi Martins Almeida (Volta Redonda, 3 de Setembro de 1993) é um futebolista brasileiro que joga como goleiro. Atualmente defende o Vasco da Gama.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Base[editar | editar código-fonte]

Vasco da Gama

Chegou ao Vasco da Gama quando tinha apenas 15 anos de idade. Em São Januário foi treinando e teve alguns episódios marcantes em sua vida. Conquistou a Taça BH de futebol Júnior sendo um dos destaques da Base dos juniores. Logo em seguida com boas atuações e comportamento, foi chamado para integrar o elenco do Vasco e ganhar chances nos profissionais. Foi chamado ainda em 2013, mas não conseguiu nenhuma oportunidade por ser o quarto goleiro do plantel principal daquele ano.

Profissionais[editar | editar código-fonte]

Vasco da Gama

2014[editar | editar código-fonte]

Em 2014 foi efetivado como reserva imediato de Martín Silva, enquanto este desfalca o Vasco da Gama por conta das convocações para a Seleção Uruguaia. Estreou contra o Luverdense, no qual também estreou o técnico Joel Santana e sua equipe venceu por 2x0, em São Januário.[2] Ao todo em 2014, jogou 4 partidas e sofreu apenas 1 gol sendo as partidas na Série B, e foi bastante elogiado pela torcida.

2015[editar | editar código-fonte]

Em 2015, o Vasco lutava contra o rebaixamento para a Série B, e Jordi sofreu 26 gols em 15 partidas, entre jogos do Campeonato Brasileiro, da Copa do Brasil e do Carioca. O episódio marcante foi a goleada sofrida para o Internacional, por 6 a 0, no Beira-Rio, em setembro de 2015. O goleiro foi um dos poucos que quiseram falar na saída de campo e, emocionado, fez um desabafo dizendo que o Cruz-Maltino precisava deixar o abatimento de lado para se reerguer.

2016[editar | editar código-fonte]

Em 2016 teve sua primeira oportunidade em campo no jogo contra o Botafogo, na qual o Vasco da Gama venceu por 1x0. Foi bastante elogiado e demonstrou confiança. O técnico Jorginho elogiou o goleiro após a partida na entrevista coletiva: "Foi muito bem. Não é fácil substituir o Martín Silva. Precisamos dar tempo ao tempo. O mais importante é que o Jordi demonstrou que tem capacidade, que o torcedor pode confiar no trabalho dele".

Teve sua segunda chance no dia 11 de maio de 2016 diante do CRB e a sua presença foi importantíssima para garantir a vitória. Foram inúmeras defesas difíceis, que fizeram dele o herói daquele triunfo. Martín Silva foi convocado pela Seleção Uruguaia para a disputa da Copa América Centenário, e Jordi assumiu a vaga de goleiro titular. Foi uma boa sequência de jogos para Jordi como titular. A sequência iniciou contra o Vila Nova, pela 3° rodada do Brasileirão - Série B e terminou contra o Náutico pela 9° rodada do mesmo. Jordi fez uma avaliação do período em que esteve na meta vascaína, afirmando que não cometeu erros bruscos.

- Importante ganhar suporte, aprendendo. A gente fica um pouco afobado, muito da base. Não tive erro brusco, nem bola passando debaixo das pernas. Quero agradecer a Deus, pelo passe longo que dei e pude ajudar a equipe. Pude lançar o Madson no fundo na jogada do gol do Éder - disse Jordi.

No restante do ano, Jordi atuou em apenas mais um jogo, contra o Brasil de Pelotas onde fez boas defesas e saiu sem levar gol.

2017[editar | editar código-fonte]

Em 2017 Jordi segue sendo o reserva imediato de Martín Silva.

Seleção Brasileira Sub-20[editar | editar código-fonte]

Campeonato Sul-Americano de Futebol Sub-20 de 2013

Foi convocado para o Campeonato Sul-Americano de Futebol Sub-20 de 2013[3], onde a Seleção Brasileira foi a última colocada no Grupo B da competição. Jordi foi reserva e não atuou em nenhuma partida.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Vasco da Gama

Sub-20

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]