Jorge Paulo Lemann

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jorge Lemann
Nome completo Jorge Paulo Lemann
Nascimento 26 de agosto de 1939 (78 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileiro
suíço
Fortuna US$ 31,2 bilhões (2017)[1]
Ocupação Empresário, Investidor, Empreendedor
Página oficial
https://www.fb.com/JorgePauloLemannOficial

Jorge Paulo Lemann (Rio de Janeiro, 26 de agosto de 1939) é um empresário brasileiro, de ascendência suíça.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Os pais de Jorge Paulo Lemann emigraram da região de Emmental, na Suíça. Seu pai fundou a fábrica de laticínios Leco, abreviatura de Lemann & Company. Sua educação básica se deu na Escola Americana do Rio de Janeiro e graduou-se em economia na Universidade Harvard.[2][3]

Lemann foi classificado como a 19ª pessoa mais rica do mundo pela Forbes, com um patrimônio estimado de 38,7 bilhões de dólares em 2016.[4] É o homem mais rico do Brasil e o segundo mais rico da Suíça.[5] Em 2017, Lemann continua sendo o homem mais rico do Brasil e a 22ª pessoa mais rica do mundo, de acordo com o ranking da Forbes.[4]

Lemann e Steve Jobs, fundador da Apple, estão entre as figuras que mais inspiram e influenciam a carreira dos jovens da geração Z (nascidos a partir da década de 90). É o que mostra a pesquisa “Carreiras em transformação” da Page Talent, empresa de recrutamento especializada em estágios e trainees, e da Inova Business School.[6]

Negócios[editar | editar código-fonte]

Em 1961, mudou-se para Genebra e estagiou no banco Credit Suisse. De volta ao Brasil, após passagens pela financeira Invesco e pela corretora Libra, iniciou sua trajetória de empreendedor, em 1971, com a compra da corretora de valores Garantia.

Em suas principais conquistas, sempre estiveram presentes os sócios Marcel Telles e Beto Sicupira[7]. À frente do Garantia, os três foram responsáveis por algumas das mais bem-sucedidas investidas no mercado brasileiro nas décadas seguintes. Em 1982, compraram as Lojas Americanas. Sete anos depois, criaram a São Carlos Empreendimentos, empresa de investimentos e administração de imóveis comerciais, a partir da cisão dos ativos imobiliários das Lojas Americanas. Ainda em 1989, foi a vez da Brahma, negócio que, anos mais tarde, deu origem à Ambev, após a fusão com a Antarctica, em 1999.[8]

Com a venda do banco Garantia, em 1998, Jorge Paulo Lemann e os sócios passaram a investir em participações em companhias por meio da GP Investimentos, primeira empresa de private equity do Brasil, com participações expressivas na Telemar, Gafisa, América Latina Logística, entre outras grandes empresas. Vendeu parte da GP Investimentos a antigos funcionários, entre eles Antônio Bonchristiano,[9] em 2003.

O próximo passo, ao lado dos sócios Telles e Sicupira, foi a fundação da 3G Capital, em 2004, com sede em Nova York e Rio de Janeiro.[10] No mesmo ano, a Ambev e a belga Interbrew anunciaram fusão, formando a InBev[11]. Quatro anos mais tarde, a companhia adquiriu a Anheuser-Busch, dona da marca Budweiser, criando a maior cervejaria do mundo, a AB Inbev.[12] Em 2015, o grupo concretizou a aquisição da SABMiller, companhia originada na África do Sul, fortalecendo a liderança da AB Inbev no setor.[13]

Em 2010, a 3G adquiriu a rede de fast food Burger King. Quatro anos depois, anunciou o nascimento da Restaurant Brands International, responsável pela operação das marcas Burger King e Tim Hortons. Em fevereiro de 2017, a RBI anunciou a aquisição da Popeyes, rede de fast food norte-americana.[14]

Em parceria com a Berkshire Hathaway, pertencente ao investidor Warren Buffett, o 3G adquiriu, em fevereiro de 2013, a fabricante norte-americana de ketchup H. J. Heinz Company por US$ 23,2 bilhões.[15] Em 2015, aconteceu a fusão com a Heinz, criando a KraftHeinz.[16]

Além da 3G, Lemann também investe nos fundos Gera Venture Capital e Innova Capital. O Innova potencializa startups e já investiu na brasileira Movile[17], líder em desenvolvimento de plataformas de comércio e conteúdo móvel na América Latina, e na sorveteria Diletto.

A Gera Venture é focada em educação e, além de investir em startups, deu origem à holding Eleva Educação, focada na construção de uma rede de escolas de alta qualidade acadêmica. Em janeiro de 2017, será inaugurada a Escola Eleva em Botafogo, no Rio de Janeiro.[18]

Patrocinador[editar | editar código-fonte]

Fundação Estudar[editar | editar código-fonte]

Ao lado de Marcel Telles e Beto Sicupira, é cofundador e membro do conselho da Fundação Estudar. Criada em 1991, a organização trabalha para despertar o potencial de jovens brasileiros através da formação de uma comunidade de líderes, do estímulo à experiência acadêmica no exterior e do apoio à tomada de decisão de carreira.[19]

Fundação Lemann[editar | editar código-fonte]

Lemann é fundador da Fundação Lemann,[20] que é uma organização sem fins lucrativos criada em 2002, e tem como objetivo melhorar a qualidade da educação pública no Brasil através de diversos projetos, com foco em garantir o aprendizado dos alunos. O objetivo por trás de todos os projetos é contribuir para que o país seja capaz de oferecer uma educação de alto nível para todos.

Instituto Tênis[editar | editar código-fonte]

O empresário é um dos idealizadores do Instituto Tênis, também fundado em 2002 e apoiado pela Fundação Lemann. O projeto acredita na disseminação do esporte e segue modelo pautado no mundo dos negócios, com metodologia baseada nos conceitos e princípios da meritocracia. O principal objetivo é desenvolver o tênis no Brasil e colocar atletas brasileiros no topo do ranking mundial.[21][22]

Vida[editar | editar código-fonte]

Lemann foi jogador de tênis profissional e pentacampeão brasileiro.[23]

"Sonho grande" é o nome do livro que conta a história de Lemann e seus sócios. Lançado em 2013 e escrito pela jornalista e palestrante Cristiane Correa, foi inspirado em um dos lemas de Lemann: "sonhar grande dá o mesmo trabalho que sonhar pequeno”.[24] O livro está na lista de livros recomendados pelo bilionário Warren Buffett.[25]

Hoje, se Lemann fosse um país, ele seria a 101ª maior economia do mundo, superando o PIB inteiro de El Salvador, Bósnia ou Paraguai. O brasileiro seria três vezes mais rico do que toda a economia do Haiti.[5]

O empresário leva uma vida sem ostentação em um vilarejo próximo de Zurique, num dos cantões suíços cujo idioma é o alemão. A casa do empresário, localizada às margens do lago Zurique, ocupa uma vasta área arborizada e isolada da rua por um muro – destoando da paisagem local, onde as residências não possuem qualquer tipo de proteção.[26]

Referências

  1. Forbes. «Jorge Paulo Lemann» [ligação inativa] 
  2. «Época Negócios - EDG ARTIGO IMPRIMIR - O legado de Lemann». epocanegocios.globo.com. Consultado em 31 de outubro de 2017 
  3. «Fundação Estudar - Quem Somos». Fundação Estudar. Consultado em 9 de junho de 2016 
  4. a b «Jorge Paulo Lemann». Forbes (em inglês) 
  5. a b «Lemann é o 2º entre os mais ricos da Suíça». epocanegocios.globo.com 
  6. «Steve Jobs e Jorge Paulo Lemann estão entre os que mais inspiram a carreira dos jovens, diz pesquisa». G1 
  7. «As lições de Lemann, Telles e Sicupira para empreendedores | EXAME.com». Exame. Consultado em 14 de junho de 2016 
  8. «Folha de S.Paulo - Brahma e Antarctica fazem megafusão - 02/07/99». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 14 de junho de 2016 
  9. «GP Investments - Relações com Investidores». www.gp.com.br. Consultado em 31 de outubro de 2017 
  10. «3G Capital - Sócios Fundadores». www.3g-capital.com.br. Consultado em 3 de novembro de 2015 
  11. «BBC Brasil». www.bbc.com. Consultado em 14 de junho de 2016 
  12. «Com compra da Budweiser, brasileiro vai comandar maior cervejaria do mundo - Notícias - UOL Economia». UOL Economia. Consultado em 14 de junho de 2016 
  13. «SABMiller aceita oferta de compra da AB InBev por US$ 109 bilhões». Negócios. 13 de outubro de 2015. Consultado em 14 de junho de 2016 
  14. «Restaurant Brands, do 3G de Lemann, compra rede de fast food Popeyes». Valor Econômico 
  15. «Warren Buffett e investidores brasileiros acertam compra da Heinz | Economia | DW.COM | 14.02.2013». DW.COM. Consultado em 3 de novembro de 2015 
  16. «Kraft e Heinz concluem fusão e unem logomarcas». Midia e Marketing. 4 de agosto de 2015. Consultado em 14 de junho de 2016 
  17. «Fundo de Lemann investe em empresa de aplicativos | EXAME.com». Exame. Consultado em 14 de junho de 2016 
  18. «Instituição em Botafogo promete misturar tradição e inovação | VEJA Rio». VEJA Rio. Consultado em 14 de junho de 2016 
  19. «Fundação Estudar - O Que Fazemos». Fundação Estudar. Consultado em 9 de junho de 2016 
  20. «Quem somos - Fundação Lemann». www.fundacaolemann.org.br. Consultado em 3 de novembro de 2015 
  21. «Quem Somos - Instituto Tênis». institutotenis.org.br. Consultado em 10 de junho de 2016 
  22. «O plano de Jorge Paulo Lemann e da consultoria Falconi para criar um campeão de tênis». Consultado em 10 de junho de 2016 
  23. «Jorge Paulo Lemann, o bilionário tenista | FOX Sports». FOX Sports 
  24. Administradores.com (7 de abril de 2014). «Resenha do livro Sonho Grande». Administradores.com 
  25. «Os 21 livros recomendados pelo bilionário Warren Buffett | VEJA.com». VEJA.com 
  26. «A vida pacata do bilionário Jorge Paulo Lemann na Suíça | VEJA.com». VEJA.com 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.