Jorge Reis-Sá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jorge Reis-Sá
Nascimento 9 de abril de 1977 (43 anos)
Vila Nova de Famalicão, Portugal Portugal
Residência Lisboa
Género literário Poesia, prosa, crónica, literatura infantil
Magnum opus Todos os Dias

Jorge Reis-Sá (Vila Nova de Famalicão, 9 de abril de 1977) é um escritor e editor português. Licenciado em Biologia, foi entre 1999 e 2009 editor das Quasi Edições. Com o encerramento da editora em 2009, tornou-se no início de 2010 editor na Babel. É, desde 2013, consultor editorial, colaborando com diversas instituições e editoras. Como escritor publicou vários livros de poemas e de narrativa, como os romances Todos os Dias (2006) e A Definição do Amor (2015). Colabora frequentemente com a imprensa, tendo sido cronista das revistas Sábado e LER. Co-organizou com Rui Lage a antologia Poemas Portugueses, uma panorâmica de oito séculos de poesia portuguesa.

Obras[editar | editar código-fonte]

Poesia[editar | editar código-fonte]

  • 1999 - À Memória das Pulgas da Areia
  • 2000 - Quase e outros poemas De Querença
  • 2000 - A Palavra no Cimo das Águas
  • 2004 - Biologia do Homem
  • 2006 - Livro de Estimação
  • 2007 - Poema ao Filho
  • 2008 - Vou para Casa
  • 2009 - Teoria dos Conjuntos
  • 2011 - Mulher Moderna
  • 2013 - Instituto de Antropologia - Todos os Poemas
  • 2017 - Quase Outros Poemas
  • 2020 - Pátio - Antologia. [edição exclusiva no Brasil]

Prosa[editar | editar código-fonte]

  • 2004 - Por Ser Preciso
  • 2004 - Equilíbrios Pontuados
  • 2006 - Todos os Dias
  • 2007 - Terra
  • 2007 - O Dom
  • 2015 - A Definição do Amor

Crónica[editar | editar código-fonte]

  • 2002 - Eu Quero é que Não me Chateiem
  • 2003 - Dos Dias e dos Seus Pequenos Charcos
  • 2008 - Os Esquilos de Long Island
  • 2010 - Bem Bom / Mau Maria
  • 2012 - Paulo Bento - um Retrato
  • 2014 - Francisco, de Roma a Jerusalém (em colaboração com Henrique Cymerman)
  • 2016 - Advento e Natal para Crentes e Não Crentes (em colaboração com Isabel Figueiredo)
  • 2016 - A História do Vila Nova - 85 Anos do Futebol Clube de Famalicão
  • 2017 - Livro do Galo - O Manual do Verdadeiro Português

Literatura Infantil[editar | editar código-fonte]

  • 2005 - Tomé e o Poema
  • 2018 - António Lobo Antunes, O Amor das Coisas Belas (Ou Pelo Menos Das Que Eu Considero Belas)
  • 2019 - O Avô e o Gui Olham as Estrelas
  • 2019 - O Avô e o Gui Viajam de Avião
  • 2019 - Era uma vez o Fama
  • 2019 - O Fama e os Cinco
  • 2019 - O Avô e o Gui Visitam a Baleia
  • 2019 - O Avô e o Gui Vibram no Estádio
  • 2020 - David e Golias e o Perigo do Plástico
  • 2020 - David e Golias Contra o Barulho
  • 2020 - O Avô e o Gui Brincam na Praia
  • 2020 - O Avô e o Gui Estragam a Cozinha

Organização de edições[editar | editar código-fonte]

  • 1999 - Desde Sempre de Manuel Augusto Reis Sá
  • 2000 - O Último Coração do Sonho de Al Berto
  • 2001 - Anos 90 e Agora - Uma Antologia da Nova Poesia Portuguesa
  • 2009 - Poemas Portugueses - Antologia de Poesia Portuguesa do Séc. XIII ao Séc. XXI (em colaboração com Rui Lage)
  • 2018 - Alexandrina, Como Era de J. H. Santos Barros
  • 2020 - Creio Que Foi o Sorriso - Uma Antologia por Jorge Reis-Sá

Prémios[editar | editar código-fonte]

  • 2004 - Prémio Manuel Maria Barbosa du Bocage[1]

Referências

  1. «Jorge Reis-Sá — Agenda Cultural Fnac». cultura.fnac.pt. Consultado em 10 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 22 de dezembro de 2010