Jorge Tupou II

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jorge Tupou II
20º Tu'i Kanokupolu
George Tupou II, photograph by Herman John Schmidt.jpg
Rei de Tonga
Reinado 18 de fevereiro de 1893 á 5 de abril de 1918
Consorte Lavinia Veiongo
ʻAnaseini Takipō
Coroação 17 de julho de 1893
Antecessor(a) Jorge Tupou I
Sucessor(a) Salote Tupou III
 
Nascimento 18 de junho de 1874
  Neiafu, Tonga
Morte 5 de abril de 1918 (43 anos)
  Nuku'alofa, Tonga
Descendência Ana Fakalelu Kihe Fana
Uaia
Sālote Mafile'o Pilolevu
Onelua
ʻElisiva Fusipala Taukiʻonetuku
Casa Tupou
Pai Siosateki Veikune
Mãe ʻElisiva Fusipala Taukiʻonetuku
Religião Metodista

Jorge Tupou II (Nascido Siaosi, Neiafu, Tonga, 18 de junho de 1874Nucualofa, Tonga, 5 de abril de 1918) foi o rei de Tonga entre 1893 até sua morte em 1918. Seu reinado é marcado pela corrupção, ineficácia e por tentativas frustradas de modernização do país, que teve que se submeter a um protetorado britânico em 1900. Entretanto o rei é lembrado por ser um grande poeta e musico, além de um bom pai para Salote Tupou III.

Primeiros Anos[editar | editar código-fonte]

Nascido em 18 de junho de 1874, era filho da princesa ‘Elisiva Fusipala Tauki’onetuku e de Siosateki Veikune. Seu avô era o príncipe Tēvita'Unga, herdeiro do trono tonganês, que por sua vez era filho de Jorge Tupou I, o primeiro rei de Tonga e responsável pela unificação em 1845. Em 1879 seu avô faleceu, deixando o cargo de herdeiro para seu tio ʻUelingatoni Ngū, que por sua vez faleceu em 1885 sem deixar herdeiros e assim o cargo passou para Siaosi (Versão tonganesa de Jorge) e que assumiu em 1893 com 18 anos após seu bisavô falecer. [1]

Reinado[editar | editar código-fonte]

O rei em seu casamento com Lavinia Veiongo.

Foi corado em 17 de julho de 1893 e pouco depois de assumir o trono foi pressionado pelos chefes das ilhas á se casar e gerar um herdeiro. Na época os mesmos sugeriram a princesa ʻOfa-ki-Vavaʻu, a filha de Māʻatu de Niuatoputapu, que era sua parente pela linha Tuʻi Haʻatakalaua. Porém o mesmo recusou. Em 1898 ele tentou se casar com a alemã Eugenie Von Treskow, filha do vice-consûl alemão Waldemar Von Treskow. Entretanto o parlamento tonganês recusou-se a reconhecer-la como rainha e ainda haviam outras propostas para o rei. O mesmo também teve uma relação com uma britânica residente em Tonga, Margareth Cocker, com quem teve dois filhos Uaia e Ana Fakalelu kihe fana. Em 1 de junho de 1899 ele desposou a princesa Lavinia Veiongo, que era bisneta do último Tui’Tonga Laufilitonga, morto em 1865. Entretanto este casamento foi muito mal visto pelo parlamento e pelos nobres de Tonga, causando uma quase guerra civil e mantendo uma relação tensa com várias famílias aristocratas. A guerra apenas não aconteceu pelo fato de Tonga ter se tornado um protetorado britânico em 1900. No mesmo ano o parlamento suspeitava que o rei tinha contas auditadas várias vezes, encontrando discrepância no valor de milhares de libras. A comunidade de expatriados pediu á anexação de Tonga á Nova Zelândia. [2]

A rainha Lavinia veio a falecer em 25 de abril de 1902 de tuberculose, deixando apenas um filho com Jorge, a princesa Salote. A jovem filha do rei era impopular entre os chefes, já que era vista como “nascida da mãe errada” e por isso permaneceu em isolamento por muitos anos para evitar um atentado contra sua vida. O rei ainda viria a se casar com a princesa ʻAnaseini Takipō em 11 de novembro de 1909, que apesar de ser muito mais nova que o rei, foi muito popular por ser de uma família de grande poder. filha da Honorável Siosi'ana Tongovua Tae Manusa, uma grande chefe de Tonga e Tevita Ula Afuha'amango. Na época a princesa Salote foi enviada á Nova Zelândia para estudar, que na verdade foi um exílio já que o rei temia por sua integridade.

A nova esposa do rei também vinha de uma família descendente das dinastias Tu'iHa'atakalaua e Tu'iKanokupolu, que reinaram em Tonga nos tempos antigos. Por este motivo a jovem Takipo seria a esposa ideal para o rei. O casamento com ela no entanto deu a luz á duas meninas apenas, as princesas Onelua (Morta ainda na infância) e ‘Elisiva Fusipala (Que chegou á idade adulta mas morreu jovem em 1933). Por isso a princesa Salote teve de voltar a residir em Tonga a partir de 1914.

Em 1916 o rei arranjou um casamento político para sua filha, com o príncipe Viliami Tungī Mailefihi, descendente da antiga dinastia de Tu’iHa’atakalua, coisa que daria legitimidade e mesclaria o sangue das três grandes dinastia tonganesas para seus netos.

O governo de Tupou II é até hoje lembrado por sua ineficácia e corrupção, fazendo com que alguns chefes pedissem ao governo britânico que anexassem Tonga como uma colônia. Este último não aconteceu devido á uma doença ter atingido o rei, feito o mesmo ficar bastante debilitado e acabar falecendo em 5 de abril de 1918, com apenas 43 anos. O rei chegou a ter outros casos amorosos com várias mulheres, estes ás quais resultaram em muitos filhos, muitos destes que hoje são políticos influentes em Tonga e no país vizinho do Fiji. Após morrer o rei foi sucedido por Salote Tupou III, que tiraria o país da instabilidade e desordem deixada pelo rei. [3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Barreira, Catarina Fernandes (1 de janeiro de 2012). «Gárgulas: representações do feio e do grotesco no contexto português. Séculos XIII a XVI». Medievalista online (11). ISSN 1646-740X. doi:10.4000/medievalista.849. Consultado em 12 de setembro de 2020 
  2. Campbell, I. C. (Ian Christopher), 1947- (2001). Island kingdom : Tonga ancient and modern 2nd, rev. ed ed. Christchurch, N.Z.: Canterbury University Press. OCLC 49538815 
  3. Sālote Tupou III, Queen of Tonga, 1900-1965.; Nanasipauʻu Tukuʻaho, Princess of Tonga.; Wood-Ellem, Elizabeth. (2004). Songs & poems of Queen Sālote. Nukuʻalofa, Tonga: Vavaʻu Press. OCLC 57579004 

Precedido por
George Tupou I
Rei de Tonga
18931918
Sucedido por
Salote Tupou III
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.