José Antonio García-Blanco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o intelectual e político português homónimo, veja José António Garcia Blanco.
José Antonio García-Blanco em 1990.

José Antonio García-Blanco Peinador (Santiago de Compostela, 21 de abril de 1929 — Madrid, 3 de setembro de 2007) foi um advogado e poeta espanhol da segunda geração do pós-guerra (a Generación de los 50)[1] que se destacou pelo seu inconformismo e oposição ao franquismo. Publicou o seu primeiro livro de poemas em 1957, no Club Universitario, com o título Poemas de agua, a que se seguiram Y toda la sangre derramada, Poemas para la libertad, La muerte del Cristo e El caserío como un harapo.[2]

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre José Antonio García-Blanco Peinador
Ícone de esboço Este artigo sobre um poeta ou uma poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.