José Carlos Brandão Monteiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

José Carlos Brandão Monteiro (Rosário, 30 de abril de 1938Rio de Janeiro, 29 de setembro de 1991) foi um advogado e político brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Rufino Faustino Monteiro e Esther Brandão Monteiro.

Funcionário do Banco do Brasil, iniciou sua carreira política no meio estudantil como diretor do jornal da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas em 1958, chegando à presidência do Centro Acadêmico Cândido Mendes (1961) e à vice-presidência da União Nacional dos Estudantes (1962-1963).

Formado em direito em 1964 pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, atuou como advogado, foi membro do Instituto dos Advogados Brasileiros e professor da Universidade Estácio de Sá. Em 1980 foi um dos fundadores do Partido Democrático Trabalhista (PDT),e foi eleito deputado federal em 1982, afastando-se do cargo para assumir a Secretaria de Transportes no governo Leonel Brizola.[1] retornando ao mandato para votar em Tancredo Neves no Colégio Eleitoral em 1985.[2]

Reeleito deputado federal em 1986 e 1990, foi líder de sua bancada na Câmara dos Deputados, retornando depois ao cargo de secretário de Transportes no segundo governo Leonel Brizola,[3]

Faleceu vítima de câncer no estômago.

Referências

  1. Exerceu o cargo entre 14 de dezembro de 1984 e 14 de maio de 1986,
  2. Em 15 de janeiro de 1985 Tancredo Neves foi eleito presidente da República, com 480 votos contra 180 dados a Paulo Maluf e 26 abstenções.
  3. entre 15 de março e 29 de setembro de 1991.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.