José Carlos Fescina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
José Carlos Fescina
Informações pessoais
Nome completo José Carlos da Silva Fescina
Data de nasc. 9 de janeiro de 1945
Local de nasc. São Paulo (SP),  Brasil
Nacionalidade  Brasileiro
Falecido em 28 de junho de 2011 (66 anos)
Local da morte Santos (SP),  Brasil
Apelido Fescina
Rei do acesso
Informações profissionais
Posição Atacante
Função Treinador / Auxiliar-técnico
Clubes de juventude
Década de 1950 Brasil Palmeiras
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
Década de 1960
Década de 1960
Década de 1960
Década de 1960
Década de 1960
Década de 1960
Década de 1960
Década de 1960
Década de 1960
Brasil Palmeiras
Brasil Botafogo-SP
Brasil Taubaté
Brasil Nacional-SP
Brasil Sport
Brasil Cruzeiro
Brasil Bangu
Brasil America
Brasil Olaria
Times/Equipas que treinou
1979–1980
1980
1979–1981
1981
1981–1982
1982–1983
1983
1983–1984
1984
1984
1984
1985
1985
1986
1986
1986
1986
1987
1987
1987–1988
1988
1988–1989
1989
1990
1990
1990–1991
1991–1992
1993
1993–1994
1996–1997
2000
2001–2002
2003
2003
2003
2004–2005
2005
2005
2005–2006
2006
2006
2006
2007
2007
2008
2008
2008
2009
2010–2011
Brasil Portuguesa
Brasil Ferroviária
Brasil Santo André
Brasil Fernandópolis
Brasil Central
Brasil Itabaiana
Brasil Matsubara
Brasil Itabaiana
Brasil Francana
Brasil Taubaté
Brasil Ferroviária
Brasil Independente
Brasil Inter de Limeira
Brasil Marília
Brasil Tanabi
Brasil Uberaba
Brasil Central
Brasil Sampaio Corrêa
Brasil Uberaba
Brasil Noroeste
Brasil Corinthians (aux-técn.)
Brasil Corinthians
Brasil CSA
Brasil Bandeirante
Brasil Cáceres
Brasil Fernandópolis
Brasil Central
Brasil Nacional-SP
Bolívia Destroyers
Brasil Independente
Japão Numata[carece de fontes?]
Brasil Central
Brasil Sergipe
Brasil Grêmio Barueri
Brasil Central
Brasil Nacional-SP
Brasil Inter de Limeira
Brasil Grêmio Barueri
Brasil Oeste
Brasil Itararé
Brasil Palmeiras B
Brasil Grêmio Barueri
Brasil Noroeste
Brasil Nacional-SP
Brasil Juventus
Brasil XV de Piracicaba
Brasil Noroeste
Brasil Olímpia
Brasil SC Barueri (cat. base)





















21


























José Carlos da Silva Fescina,[1] mais conhecido apenas como José Carlos Fescina ou, simplesmente, Fescina (São Paulo, 9 de janeiro de 1945 — Santos, 28 de junho de 2011), foi um treinador e ex-futebolista brasileiro, que atuou como atacante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como jogador[2][editar | editar código-fonte]

José Carlos Fescina surgiu para o futebol nas categorias de base do Palmeiras na década de 1950, onde se profissionalizou durante os anos 1960, seguindo carreira em clubes como Sport, Cruzeiro e Bangu, entre outros.[3]

Como treinador[4][editar | editar código-fonte]

José Carlos Fescina comandou mais de 30 clubes profissionais em toda sua carreira e, durante muito tempo, ficou conhecido como "rei do acesso" pelo trabalho realizado em diversas equipes do Interior de São Paulo e do Brasil. Apesar de um currículo vasto e vitorioso, treinou apenas um grande clube em toda sua carreira: o Corinthians, entre 1988–1989.

Fescina chegou no clube por intermédio de Jair Pereira para trabalhar como auxiliar-técnico. Fez parte da campanha do título estadual de 1988. Depois, mesmo com a saída de Pereira, continuou como auxiliar-técnico, mas dessa vez de Carlos Alberto Torres. Foram apenas seis jogos de Torres no comando da equipe e, com a vaga aberta, a diretoria corintiana acabou dando um voto de confiança a Fescina.

O treinador comandou o Timão no Campeonato Brasileiro de 1988, onde a equipe terminou na 15ª colocação, eliminada na segunda fase, ficando fora das finais por um ponto de diferença para o Cruzeiro. Em 1989, Fescina ainda comandou o Alvinegro em mais quatro jogos, sendo três partidas amistosas e a estreia no Paulistão. Acabou sendo substituído por Ênio Andrade.

No total, José Carlos Fescina esteve a frente do time por 21 jogos, com cinco vitórias, nove empates e sete derrotas, além de 21 gols marcados e 22 sofridos. Teve aproveitamento de 45% dos pontos disputados. Depois do Corinthians, Fescina ainda treinou outros clubes, tendo sucesso pelo Grêmio Barueri, onde foi campeão das Séries A2 e A3 do Paulistão.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Palmeiras
Cruzeiro

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Grêmio Barueri
Sampaio Corrêa
Central
Itabaiana
Santo André

Como auxiliar-técnico[editar | editar código-fonte]

Corinthians

Morte[editar | editar código-fonte]

No dia 28 de junho de 2011, uma terça-feira, José Carlos Fescina faleceu, em decorrência de insuficiência respiratória, aos 66 anos.[5][6]

Referências

  1. «Que Fim Levou? Fescina». TerceiroTempo.com. Consultado em 20 de agosto de 2017 
  2. «Fescina». Ramalhonautas.com. Consultado em 20 de agosto de 2017 
  3. O Explorador (20 de abril de 2016). «José Carlos Fescina, ex-atacante e ex-treinador do Santo André, Juventus, Barueri e Noroeste». OExplorador.com. Consultado em 20 de agosto de 2017 
  4. acervoSCCP. «José Carlos Fescina (1988–1989)». AcervoSCCP.com. Consultado em 20 de agosto de 2017 
  5. Agência Futebol Interior (28 de junho de 2011). «Luto! Ex-treinador de Grêmio Barueri e Santo André morre em Santos». FutebolInterior.com. Consultado em 20 de agosto de 2017 
  6. BITTENCOURT, Dérek (28 de junho de 2011). «Morre ex-treinador do Santo André, José Carlos Fescina». DGABC.com. Consultado em 20 de agosto de 2017 
Precedido por
Mário Travaglini
Mazinho
Técnico da Ferroviária
1980
1984
Sucedido por
Diede Lameiro
Roberto Brida
Precedido por


Técnico do Noroeste
1987–1988
2007
2008
Sucedido por


Márcio Bittencourt
Precedido por
Carlos Alberto Torres
Técnico do Corinthians
1988–1989
Sucedido por
Ângelo Maccarielo (interino)
Precedido por
Douglas Pimenta
Técnico do XV de Piracicaba
2008
Sucedido por
Emerson Alcântara