José Carlos Serrão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
José Carlos Serrão
Informações pessoais
Nome completo José Carlos Serrão
Data de nasc. 12 de outubro de 1950 (66 anos)
Local de nasc. São Paulo (SP),  Brasil
Apelido Zé Carlos
Zé Carlos Tricolor[nota 1]
Zé Carlos Serrão
Serrão
Informações profissionais
Equipa atual sem clube
Posição Treinador
(ex-Ponta-esquerda / Meia-esquerda)
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1969–1977
1977
1978
1978
1979
1979
1980
Brasil São Paulo
Brasil Botafogo-PB
Brasil Joinville
Brasil Juventus-SC
Brasil Santo André
Brasil Anapolina
Colômbia Cúcuta Deportivo
261 (28)[2]





Seleção nacional
1972–1974
Década de 1970
Brasil Brasil
São Paulo Seleção Paulista

6 (0)
Times/Equipas que treinou
1981–1987[nota 2]
1987
1988–1989
1990–1991
1991
1992
1992
1993
1993
1994
1994
1995
1995
1995
1997
1997
1998
1999
2000
2000[nota 3]
2001
2001
2002–2004
2004
2005
2005
2005
2006
2007
2008
2008
2008
2008
2008–2009
2009
2009–2010
2010
2010–2011
2011
2011
2011
2012
2012
2012–2013
2013
2016
Brasil São Paulo (auxiliar-técnico)
Brasil XV de Piracicaba
Brasil Santo André
Brasil Francana
Brasil Rio Branco-MG
Brasil XV de Piracicaba
Brasil Central
Brasil Nacional-SP
Brasil Marília
Brasil Juventus
Brasil CRB
Brasil Paysandu
Brasil Londrina
Brasil Mogi Mirim
Brasil Francana
Brasil Araçatuba
Brasil Rio Branco-MG
Brasil Mogi Mirim
Brasil Corinthians Júnior
Brasil Corinthians (interino)
Brasil Ceará
Brasil Portuguesa Santista
Coreia do Sul Suwon Bluewings (auxiliar-técnico)
Brasil Mamoré
Brasil Mogi Mirim
Brasil Guarani
Brasil União Barbarense
Polónia Pogoń
Brasil Mogi Mirim
Brasil Anapolina
Brasil Rio Preto
Brasil Coruripe
Brasil Juventus
Brasil Coruripe
Brasil Marília
Brasil Sertãozinho
Brasil Mogi Mirim
Brasil São Bento
Brasil América-SP
Brasil Central
Brasil Itapirense
Japão Gamba Osaka
Brasil Icasa
Brasil São Carlos
Brasil Juventus
Brasil Sertãozinho

José Carlos Serrão[2][3][4][5], também conhecido apenas como Zé Carlos, Zé Carlos Tricolor ou Serrão (São Paulo, 12 de outubro de 1950) é um treinador e ex-futebolista brasileiro, que atuava como ponta ou meia-esquerda. Atualmente, encontra-se sem clube.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Começou sua carreira no São Paulo em 1969, onde ficou até 1977, participou por seis vezes da Seleção Paulista e esteve relacionado pelo técnico Zagallo entre os nomes selecionados para a Copa do Mundo FIFA de 1974, sendo afastado devido a uma cirurgia.

Depois do Tricolor Paulista, passou — sem o mesmo brilho alcançado no Morumbi — por equipes como Botafogo-PB, Joinville, Juventus-SC, Santo André, Anapolina e pelo futebol colombiano — no Cúcuta Deportivo —, onde encerrou sua carreira.

Como treinador[editar | editar código-fonte]

O técnico José Carlos Serrão tem muita experiência no futebol brasileiro. Depois de nove anos de sucesso como jogador, assumiu a carreira de treinador em 1983 no próprio São Paulo, onde era funcionário do clube, assumindo interinamente o time por 4 vezes, posteriormente esteve treinando vários clubes, o que faz até hoje. Esteve, anteriormente, comandando o Gamba Osaka, de onde foi demitido após 5 partidas, com 5 derrotas.[6].

Em dezembro de 2012, foi contratado pelo São Carlos[7]. No dia 11 de fevereiro de 2016, José Carlos Serrão deixou o comando do São Carlos.[8] Desde então ele assumiu o comando do Juventus-SP em 21 de fevereiro de 2016.[9] Acabou deixando o clube paulista em 08 de março de 2016.[10]

José Carlos Serrão assumiu o comando do Sertãozinho Futebol Clube, ainda no primeiro semestre de 2016. Em maio Serrão conseguiu levar a equipe do Sertãozinho Futebol Clube ao acesso á Série A2 do Paulistão de 2017, esse é o segundo acesso que Serrão consegue junto da equipe paulista, o outro acesso aconteceu em 2009.[11] Em 03 de outubro de 2016, Serrão anunciou que não comandaria o Sertãozinho Futebol Clube na próxima temporada, ele conseguiu o título da Série A3 do Paulistão com o clube .[12] O que muita gente vinha comentando é que Serrão havia se aposentado, mas o treinador ainda quer contribuir muito com o futebol brasileiro, pois já dirigiu mais de 40 clubes entre Brasil e exterior, Serrão atualmente está analisando propostas para está temporada.[13]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

São Paulo
Botafogo-PB
Joinville

Como treinador[editar | editar código-fonte]

São Paulo
Suwon Bluewings
  • Coreia do Sul Torneio da Amizade: 2002 e 2003
Rio Branco-MG
Corinthians (Júnior)

Sertãozinho-SP

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

São Paulo

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Paysandu
Sertãozinho

Notas

  1. Quando atuou no Santo André, em 1979, Serrão era chamado de Zé Carlos Tricolor para diferenciá-lo do lateral Zé Carlos Santista[1].
  2. Durante esse período, Serrão trabalhou efetivamente como treinador em apenas três ocasiões: 1983, 1986 e 1987. Em outras duas oportunidades, mais precisamente nos anos de 1985 e 1986, Serrão substituiu o então treinador nas duas ocasiões, Cilinho, apenas temporariamente, comandando o São Paulo em apenas uma partida em cada um dos anos. Nos demais anos, atuou apenas como auxiliar-técnico.
  3. Nessa oportunidade, o então treinador corintiano, Oswaldo de Oliveira, estava focado em uma outra competição, enquanto seu auxiliar-técnico, Édson Cegonha, também não podia assumir a equipe. Então, Serrão foi chamado diretamente das categorias de base do Corinthians para assumir o comando interinamente em apenas uma partida, válida pela Copa do Brasil de 2008.
  4. Não confundir com o Troféu Teresa Herrera.

Referências

  1. «Zé Carlos». Ramalhonautas.com. Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  2. a b MICHELETTI, Rogério. «Que Fim Levou? Zé Carlos Serrão». TerceiroTempo.com. Consultado em 15 de dezembro de 2013 
  3. «Treinadores Cadastrados - José Carlos Serrão». FutebolPaulista.com. Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  4. «José Carlos Serrão». GrandeÁrea.com. Consultado em 15 de dezembro de 2013 
  5. «José Carlos Serrão (2000)». AcervoSCCP.com. Consultado em 16 de dezembro de 2013 
  6. GOTTI, Marcelo (31 de dezembro de 2011). «A3: Serrão deixa Itapirense para comandar o Gamba Osaka, do Japão». FutebolInterior.com. Consultado em 18 de março de 2012 
  7. «José Carlos Serrão é novo técnico do São Carlos para Série A-2». SãoCarlosAgora.com. 12 de dezembro de 2012. Consultado em 15 de dezembro de 2013 
  8. http://www.2i9.com.br, 2i9 -. . "José Carlos Serrão deixa o comando técnico do São Carlos". São Carlos Agora.
  9. (2013-02-21) "Serrão é novo técnico do Juventus" (em pt-BR). Clube Atlético Juventus.
  10. (2013-03-08) "Serrão deixa o cargo e Ferreira volta a comandar o Juventus" (em pt-BR). Clube Atlético Juventus.
  11. "Serrao-comemora-segundo-acesso-com-o-Sertaozinho". Visitado em 22 de dezembro de 2016.
  12. "Sertãozinho anuncia aposentadoria do técnico Serrão, campeão da Série A3" (em pt-BR). globoesporte.com.
  13. «Campeão da Série A3 do Paulista, Serrão analisa propostas para 2017». www.futebolinterior.com.br. Consultado em 2017-01-14 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
José Poy
Cilinho
Pepe
Técnico do São Paulo
1983
1986
1987
Sucedido por
Mário Travaglini
Pepe
Cilinho
Precedido por




Francisco Diá
Técnico do Mogi Mirim
1995
1999
2005
2007
2010
Sucedido por




Precedido por
Akira Nishino
Técnico do Gamba Osaka
2012
Sucedido por
Masanobu Matsunami