José Eduardo Dutra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
José Eduardo Dutra
Foto:Valter Campanato/ABr
Senador por Sergipe Sergipe
Período 1º de fevereiro de 1995
até 2 de janeiro de 2003
32º Presidente da Petrobrás Petrobras horizontal logo (international).svg
Período 2 de janeiro de 2003
até 22 de julho de 2005
Antecessor(a) Francisco Roberto André Gros
Sucessor(a) Sergio Gabrielli
Presidente Nacional do PT
Período 19 de fevereiro de 2010
até 29 de abril de 2011
Antecessor(a) Ricardo Berzoini
Sucessor(a) Rui Falcão
Dados pessoais
Nascimento 11 de abril de 1957
Rio de Janeiro, RJ
Morte 4 de outubro de 2015 (58 anos)
Belo Horizonte, MG
Partido PT
Profissão Geólogo

José Eduardo de Barros Dutra, mais conhecido como José Eduardo Dutra (Rio de Janeiro, 11 de abril de 1957 - Belo Horizonte, 4 de outubro de 2015) foi um político brasileiro.

Formação e carreira[editar | editar código-fonte]

Estudou no Colégio Estadual José Augusto Ferreira em Caratinga, MG. Formado em Geologia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro em 1979, trabalhou de 1983 a 1990 como geólogo da Petrobras Mineração - Petromisa, realizando o planejamento geológico na mina de potássio Taquari-Vassouras, em Sergipe.

De 1990 a 1994, trabalhou na Companhia Vale do Rio Doce. Foi eleito "Geólogo do Ano", em 1988, pela Associação dos Geólogos de Sergipe.

Trajetória política[editar | editar código-fonte]

Foi presidente do Sindicato dos Mineiros do Estado de Sergipe (Sindimina) no período de 1989 até 1994 e dirigente nacional da Central Única dos Trabalhadores (de 1988 até 1990).

Disputou o governo de Sergipe em 1990 sendo derrotado por João Alves Filho. Em 1994, foi eleito senador da República pelo Estado de Sergipe.

Candidatou-se novamente ao governo de Sergipe em 2002, e novamente foi derrotado, no segundo turno, para João Alves Filho.

Foi presidente da Petrobras de 2 de janeiro de 2003 até 22 de julho de 2005. Tentou eleger-se senador em 2006 mas foi derrotado por Maria do Carmo Alves, esposa de João Alves.

Retornou à Petrobras como presidente da Petrobras Distribuidora, de 24 de setembro de 2007 a 14 de agosto de 2009. Deixou o cargo para disputar a presidência do Partido dos Trabalhadores, sendo eleito para o biênio 2010-2012.[1]

Em 2010 foi eleito primeiro suplente do senador Antônio Carlos Valadares, para o mandato 2011-2019.[2]

Morte[editar | editar código-fonte]

Morreu em 4 de outubro de 2015 em Belo Horizonte, onde estava se tratando de um câncer.[3]

Referências

  1. José Eduardo Dutra é novo presidente nacional do PT Estadão, 25/11/2009]
  2. Fernando Rodrigues (2010). «Ze Eduardo (2010)». Uol Notícias - Políticos do Brasil. Consultado em 5 de outubro de 2015 
  3. «Ex-presidente da Petrobras, José Eduardo Dutra morre aos 58 anos». G1. 4 de outubro de 2015 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre José Eduardo Dutra
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: José Eduardo Dutra


Precedido por
Francisco Gros
Presidente da Petrobras
2003 — 2005
Sucedido por
Sergio Gabrielli
Precedido por
Ricardo Berzoini
Presidente nacional do Partido dos Trabalhadores
19 de fevereiro de 2010 – 29 de abril de 2011
Sucedido por
Rui Falcão