José Eugenio Ellauri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
José Eugenio Ellauri
9.º Presidente do Uruguai Uruguai
Período 1 de março de 1873
até 22 de janeiro de 1875
Antecessor(a) Tomás Gomensoro Albín
Sucessor(a) Pedro Varela
Ministro das Relações Exteriores do Uruguai Uruguai
Período 1 de março de 1868
até 8 de março de 1868
Presidente Lorenzo Batlle
Antecessor(a) Carlos de Castro
Sucessor(a) Alberto Flangini
Dados pessoais
Nome completo José Eugenio Ellauri Obes
Nascimento 1834
Montevidéu, Uruguai
Morte 1894
Montevidéu, Uruguai
Partido Partido Colorado
Profissão advogado

José Eugenio Ellauri Obes (Montevidéu, 1834Montevidéu, 1894) foi um advogado e político uruguaio, Presidente da República Oriental do Uruguai, entre março de 1873 e janeiro de 1875.

Biografia[editar | editar código-fonte]

José Eugenio Ellauri era filho de José Longinos Ellauri, presidente da Primeira Assembléia Constituinte do Uruguai. Graduou-se em direito em 1857, e era um participante do Partido Colorado do país. Ocupou brevemente o Ministério de Relações Exteriores do Uruguai, durante a presidência de Lorenzo Batlle, em 1868, sendo mais tarde nomeado Presidente do Senado.[1]

Foi eleito presidente em 1 de março de 1873 pela Assembléia Geral, para um período de 4 anos. No entanto, após haver casos de violência entre seus partidários e a oposição popular, no dia 15 de janeiro de 1875, renunciou à presidência e se retirou a Buenos Aires. Regressaria ao Uruguai somente em 1890, onde foi comissionado pelo governo de Julio Herrera y Obes para uma importante missão diplomática em Londres.

Voltou a ser proposto como candidato à Presidência da República, em 1894, para a qual foi novamente eleito, mas acabaria por renunciar antes de assumir.[2]

Referências

  1. «Ellauri, José Eugenio (1834-1894).». MCN Biografias). Consultado em 2 de novembro de 2015 
  2. «Biografia de José Eugenio Ellauri». Biografías y Vidas). Consultado em 2 de novembro de 2015