José Flávio Pessoa de Barros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

José Flávio Pessoa de Barros (* 25 de janeiro de 1943 em Rio de Janeiro; † 30 de maio de 2011)[1] foi um professor, escritor e babalorixá brasileiro. Autor de diversos livros sobre a religiosidade de matriz africana, Pessoa de Barros, faleceu, aos 66 anos de idade, no dia 30/05/2011 no Rio de Janeiro. Especialidades: Antropologia das Religiões, Religiões Afro-Brasileiras, Etnobotânica.

É autor da tese "Ewe o osanyin: sistema de classificação de vegetais nas casas de Santo Jejê-Nagô de Salvador, Bahia", abordando a classificação das espécies vegetais e as cantigas a eles diretamente relacionados, que foram reproduzidos, gravados e transcritos na linguagem própria do culto, o Yorubá.

Obra[editar | editar código-fonte]

  • A Galinha d’Angola: Iniciação e Identidade na Cultura Afro-Brasileira. Arno Vogel, Marco Antonio da Silva Mello, Rio de Janeiro: Pallas, 1993.
  • O Segredo das Folhas: Sistema de Classificação de Vegetais no Candomblé Jêje-Nagô do Brasil. Rio de Janeiro: Pallas: UERJ, 1993, 1997, ISBN 85-347-0024-9
  • Ewe Orisa: Uso Litúrgico e Terapeutico de Vegetais. Bertrand Brasil, 2000, ISBN 8528607445
  • Na Minha Casa: Preces aos Orixás e Ancestrais, Pallas, 2003, ISBN 8534703523
  • A Fogueira de Xangô, o Orixá de Fogo, Pallas, 2005, ISBN 8534703507
  • Banquete do Rei-Olubajé, Pallas, 2005, ISBN 8534703493

Referências

Falecimento no 30/05/2011 o povo de santo perde um grande homem dedicado a vida pelos Orixás.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre candomblé é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.