José I do Sacro Império Romano-Germânico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde setembro de 2019). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
José I
Imperador Romano-Germânico
Arquiduque da Áustria
Rei da Hungria, Croácia e Boêmia
Reinado 5 de maio de 1705
a 17 de abril de 1711
Antecessor(a) Leopoldo I
Sucessor(a) Carlos VI
 
Esposa Guilhermina Amália de Brunsvique-Luneburgo
Descendência Maria Josefa da Áustria
Leopoldo José da Áustria
Maria Amália da Áustria
Casa Habsburgo
Nascimento 26 de julho de 1678
  Viena, Áustria, Sacro Império Romano-Germânico
Morte 17 de abril de 1711 (32 anos)
  Viena, Áustria, Sacro Império Romano-Germânico
Enterro Cripta Imperial, Viena, Áustria
Pai Leopoldo I
Mãe Leonor Madalena de Neuburgo
Religião Catolicismo

José I (Viena, 26 de julho de 1678 – Viena, 17 de abril de 1711) foi Imperador Romano-Germânico e Arquiduque da Áustria de 1705 até sua morte. Era filho do imperador Leopoldo I e sua terceira esposa Leonor Madalena de Neuburgo.

José continuou a Guerra da Sucessão Espanhola que tinha começado sob seu pai contra o rei Luís XIV da França, tentando sem sucesso colocar seu irmão o arquiduque Carlos como o Rei da Espanha. Mesmo assim, ele conseguiu estabelecer o domínio austríaco sobre a península Itálica graças as vitórias militares do príncipe Eugênio de Saboia.

Casamento e posteridade[editar | editar código-fonte]

Em 1699, casou com Guilhermina Amália de Brunsvique-Luneburgo, em Viena. Eles tiveram três filhos e seu único filho morreu de hidrocefalia antes de seu primeiro aniversário. José tinha uma paixão por casos de amor (nenhum dos quais resultou em filhos ilegítimos) e ele pegou uma doença sexualmente transmissível, provavelmente a sífilis, que ele transmitiu para sua esposa enquanto eles estavam tentando produzir um novo herdeiro. Este incidente tornou-a estéril. Seu pai, que ainda estava vivo durante esses eventos, fez com que José e seu irmão Carlos assinassem o Pacto Mútuo da Sucessão, assegurando que as filhas de José teriam precedência absoluta sobre as filhas de Carlos, nenhuma das quais nasceu na época, e que Maria Josefa herdaria ambos os reinos austríaco e espanhol.

  1. Maria Josefa (1699 - 1757 ). Rainha da Polônia, Eleitora da Saxônia porque em 1719 casou-se com Frederico Augusto II Eleitor da Saxônia e Rei da Polônia.
  2. Leopoldo José (1700 -1701)
  3. Maria Amália de Áustria (1701 - 1756) Eleitora da Baviera porque casou em 1722 com Carlos Alberto I de Wittelsbach, eleitor e duque da Baviera desde 1726, imperador Carlos VII, da dinastia de Wittelsbach, nascido em Bruxelas em 6 de agosto de 1697 e morto em 20 de janeiro de 1745 em Munique, o qual sucedeu a seu pai em 22 de fevereiro de 1726 e foi Rei da Boêmia em 1741.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Leopoldo I
Imperador Romano-Germânico
1705 — 1711]]
Sucedido por
Carlos VI
Precedido por
Leopoldo I
Rei da Hungria
1687 – 1711
Sucedido por
Carlos III