José Iglair Lopes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde julho de 2010).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde julho de 2010).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

José Iglair Lopes (Alpinópolis, 1 de julho de 1935) é um historiador brasileiro.

Filho do comerciante Geraldo Ferreira Lopes e de Dona Zenaide Gonçalves Krauss Lopes, primogênito de 7 irmãos. Em 07/01/1958 casou-se com Dona Nara Gonçalves Clatt Lopes, tornando-se pai de 4 filhos. Fez seus estudos na cidade natal, no Ginásio Paraisense, em São Sebastião do Paraíso, na Escola Agrotécnica de Muzambinho, sem, contudo, ter cursado uma faculdade. Vicentino, em sua gestão na presidência do Conselho, construiu a Capela de São Vicente. Estudioso da Bíblia e da história das religiões, foi o idealizador do “Monte das Oliveiras”, espaço religioso ecumênico, cultural e de atração turística da cidade. Autodidata, investigou a história municipal, condensando as conclusões na obra “História de Alpinópolis nos séculos XVIII, XIX e XX”. Possui acervo contendo os documentos, fotografias, manuscritos e demais meios comprobatórios da investigação, devidamente identificados e catalogados por assunto, os quais tem servido e fonte de pesquisa para os estudantes. Foi o responsável pela pesquisa histórica da Paróquia de São Sebastião da Ventania, trabalho em colaboração com Eloy de Faria Filho, João Damasceno dos Reis e Omar Cabral Krauss, livro publicado pelo Conselho Paroquial em 1996 e disponível no site da Mitra Diocesana de Guaxupé. Faleceu em 22/07/2002.

FONTE: “História de Alpinópolis nos séculos XVIII, XIX e XX”

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.