José Jorge de Vasconcelos Lima

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
José Jorge
José Jorge em 2009.
Ministro do Tribunal de Contas da União
Período 3 de fevereiro de 2009
a 18 de novembro 2014
Designado por Luiz Inácio Lula da Silva
Antecessor(a) Guilherme Palmeira
Sucessor(a) Vital do Rêgo Filho
Senador por Pernambuco
Período 1º de fevereiro de 1999
a 1º de fevereiro de 2007
Deputado federal por Pernambuco
Período 1º de fevereiro de 1983
a 1º de fevereiro de 1999
(4 mandatos consecutivos)
Dados pessoais
Nascimento 18 de novembro de 1944 (77 anos)
Recife, PE
Alma mater Universidade Complutense de Madrid
Prêmio(s) Ordem do Mérito Militar[1]
Esposa Maria do Socorro G. Vasconcelos Lima
Partido PDS (1980–1985)
PFL (1985–2007)
DEM (2007–presente)
Profissão professor, engenheiro mecânico, estatístico, político

José Jorge de Vasconcelos Lima GOMM (Recife, 18 de novembro de 1944) é um professor, engenheiro mecânico, estatístico e político brasileiro filiado ao Democratas (DEM). Foi senador e deputado federal por Pernambuco, além de ministro do Tribunal de Contas da União.

Acadêmico[editar | editar código-fonte]

Formou-se em engenharia mecânica pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE; 1967) e em economia pela Universidade Católica (1968). Mais tarde tornou-se professor de ambas as universidades. Pós-graduado em estatística pela Universidade Complutense de Madrid, Espanha (1972). Mestre em Ciências pela COPPE - Universidade Federal do Rio de Janeiro (1971). Foi secretário de Educação e Cultura entre 1975 e 1979, e secretário de Habitação de Pernambuco entre 1979 e 1982. Casou-se com Maria do Socorro G. Vasconcelos Lima.[2]

Política[editar | editar código-fonte]

Eleito em 1982 deputado federal pelo PDS, participou do movimento pela redemocratização do país, através das "Diretas Já" e da "Aliança Democrática". Posteriormente fundou o Partido da Frente Liberal (PFL). Reelegeu-se sucessivamente por mais 3 mandatos. Entre 1991 e 1993 ocupou novamente a secretaria de Educação, Cultura e Esportes de Pernambuco. Presidiu a Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Câmara dos Deputados entre 1998 e 1999. Relatou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9394/1996).

Em 1998, foi eleito senador pelo PFL de Pernambuco.

Foi Ministro de Estado de Minas e Energia entre 13 de março de 2001 a 8 de março de 2002 e líder da minoria no senado, entre 4 de maio de 2005 e 2 de maio de 2006[3] em oposição ao governo Lula. Presidiu a Comissão de Infraestrutura do Senado Federal. Relatou a emenda constitucional (PEC) que cria o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB).[4] Relatou também a PEC 29/2000, que resultou na Reforma do Judiciário, através da Emenda Constitucional nº 45/2004.

Em 2004, como senador, Vasconcelos Lima foi admitido pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao grau de Grande-Oficial especial da Ordem do Mérito Militar.[1]

Eleições 2006[editar | editar código-fonte]

José Jorge (à esquerda) durante a formalização da aliança entre PSDB e PFL que o oficializou o candidato à vice-presidência na chapa de Geraldo Alckmin (à direita). Foto:Valter Campanato/ABr

Em 18 de maio de 2006 foi escolhido pelo PFL o candidato à vice-presidência na chapa do tucano Geraldo Alckmin.[5]

TCU[editar | editar código-fonte]

Após o fim de seu mandato no Senado, tornou-se Diretor-Presidente da Companhia Energética de Brasília do Distrito Federal, cargo que ocupou entre 25/01/2007 e 06/01/2009.[6] Em dezembro de 2008 foi indicado pelo Senado a ministro do Tribunal de Contas da União. Disputou a vaga com o senador Leomar Quintanilha e por votação secreta, venceu por 41 a 34 no Senado e 270 a 60 – com 6 abstenções – na Câmara.[7] Nomeado em 19 de janeiro de 2009, foi empossado em 3 de fevereiro, cargo que exerce até aposentar-se compulsoriamente aos completar 70 anos de idade em 18 de novembro de 2014.[8]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: José Jorge de Vasconcelos Lima
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre José Jorge de Vasconcelos Lima

Referências

  1. a b BRASIL, Decreto de 8 de abril de 2004.
  2. Zimmermann, Patrícia (9 de março de 2001). «Senador José Jorge assumirá Minas e Energia, confirma PFL». Folha de S.Paulo. Consultado em 18 de novembro de 2021 
  3. Senado Federal[ligação inativa]
  4. Rabelo, Marcela (26 de abril de 2006). «CCJ começa a analisar parecer de José Jorge sobre Fundeb». Agência Brasil. Consultado em 18 de novembro de 2021 
  5. «PFL escolhe José Jorge para vice de Alckmin». Gazeta do Povo. 19 de maio de 2006. Consultado em 18 de novembro de 2021 
  6. Diretorias da CEB[ligação inativa]
  7. «Câmara confirma indicação de José Jorge para o TCU». Correio Braziliense. 18 de dezembro de 2008. Consultado em 18 de novembro de 2021 
  8. «Vital do Rêgo toma posse como ministro do TCU nesta segunda-feira». G1. 22 de dezembro de 2014. Consultado em 18 de novembro de 2021 

Precedido por
Hélio Vitor Ramos Filho
Ministro das Minas e Energia do Brasil
2001–2002
Sucedido por
Pedro Parente