José Luis Villanueva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
José Luis Villanueva
Jose Luis Villanueva.jpg
Informações pessoais
Nome completo José Luis Villanueva Ahumada
Data de nasc. 5 de novembro de 1981 (37 anos)
Local de nasc. Santiago,  Chile
Altura 1,76 m
Destro
Apelido El Beckham Chileno "Villa"
Informações profissionais
Clube atual Argentina Boca Unidos
Número -
Posição Atacante
Clubes de juventude
Chile Palestino
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1999-2001
2001-2002
2002
2003-2004
2004
2004-2005
2005-2006
2006
2007
2008
2008-2010
2010
2011
2012
2012 -
Chile Palestino
Chile Temuco (emp.)
Chile Ovalle (emp.)
Chile Palestino
Chile Cobreloa (emp.)
Chile Universidad Católica (emp.)
Argentina Racing Club
México Monarcas Morelia
Coreia do Sul Ulsan Hyundai Horang-i
Brasil Vasco da Gama
Uzbequistão Bunyodkor
China Tianjin Teda
Chile Universidad Católica
Chile Antofagasta
Argentina Boca Unidos
60000 (0)
10000 (3)
3400 (20)
3000 (18)
14000 (1)
3200 (14)
31000 (7)
16000 (4)
30000 (1)
20000 (0)
00000 (0)
Seleção nacional3
2003- Chile Chile 40000 (0)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 12 de Julho de 2008.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 21 de Dezembro de 2007.

José Luis Villanueva Ahumada (Santiago, 5 de Novembro de 1981), conhecido apenas como Villanueva, é um futebolista chileno que atua como atacante.

Quando jovem, Villanueva torceu para o clube chileno Colo-colo. Ele disse que assistiu a todos os jogos que seu time do coração disputou durante a conquista da Taça Libertadores da América de 1991. No entanto, não foi no Colo-colo que Villanueva iniciou sua carreira, foi no Palestino, onde jogou até 2003.

Segunda Divisão no Chile[editar | editar código-fonte]

Em 2001, Villanueva foi emprestado ao Temuco, clube da segunda divisão chilena, onde ajudou o time a subir para a divisão principal. No ano seguinte, ao invés de retornar ao Palestino, Villanueva foi novamente emprestado a um clube da segunda divisão chilena, dessa vez para o Ovalle, onde marcou vinte gols em trinta e quatro partidas.

Palestino e Universidad Católica[editar | editar código-fonte]

Após a impressionante campanha de 2002, Villanueva voltou ao Palestino, onde continuou marcando seus gols, como de hábito. Após o fim da temporada, os interesses de outros times eram evidentes, e Villanueva foi então emprestado ao Universidad Católica, onde, em duas temporadas, marcou dezesseis gols.

Fora do Chile[editar | editar código-fonte]

Após o fim do Torneio Apertura, Villanueva foi vendido ao Racing Club por US$600.000, onde se tornou ídolo logo de cara. O ponto alto de sua passagem aconteceu quando marcou dois gols no jogo contra o Quilmes, na goleada por 4 x 1. Após o Racing, foram passagens rápidas pelo Monarcas Morelia e no ano seguinte pelo clube coreano Ulsan Hyundai Horang-i, onde sofreu uma grave lesão no tornozelo, que o obrigou a ficar meses em recuperação.

Novos ares, Vasco da Gama[editar | editar código-fonte]

No fim de 2007, Villanueva foi convidado a jogar no futebol brasileiro pelo Vasco da Gama. Aceitou imediatamente, pois jogará ao lado de seu grande ídolo Romário.

Porém o jogador não foi muito utilizado no clube carioca e nunca foi escalado como titular. Na sua passagem pelo clube, entrou em campo apenas em três oportunidades, somando apenas 77 minutos disputados.

Com a mudança na diretoria, Villanueva foi dispensado. O jogador acabou por acertar com o FC Bunyodkor do Uzbequistão.[1]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Bunyodkor[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Globoesporte.com; Márcio Iannacca (9 de Julho de 2008). «Villanueva é o primeiro a deixar o clube na gestão de Dinamite». Consultado em 12 de Julho de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]