José Maza Fernández

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
José Maza Fernández
Nascimento 13 de outubro de 1889
Chile
Morte 6 de maio de 1964 (74 anos)
Santiago
Cidadania Chile
Alma mater Universidade do Chile
Ocupação político, advogado

José Maza Fernández (Los Ángeles, Chile, 13 de outubro de 18896 de maio de 1964) foi um político, advogado e diplomata chileno. Foi Presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas durante a 10.ª Sessão, de 1954 a 1955.[1]

Vida[editar | editar código-fonte]

Filho de Armando de la Maza Ramos e Zoila Rosa Fernández Anguita. Graduado em direito na Universidade do Chile em 1913. Casou com Raquel Lyon Vial.

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Serviu como ministro de Arturo Alessandri. Foi duas vezes presidente do senado, em 1936 e 1937. Em 1949 esboçou uma lei que permitia às mulheres direito político e que foi depois incorporada na Constituição Chilena.[2][3]

José Maza Fernández

Carreira diplomática[editar | editar código-fonte]

Foi embaixador do Chile no Uruguai, Brasil, Haiti, Panamá, República Dominicana e Perú, em diferentes períodos de sua carreira diplomática. Foi também delegado do Chile na Conferência das Nações Unidas sobre Organização Internacional em 1945. Foi depois representante do Chile na Organização das Nações Unidas (ONU), sendo Presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas em 1954. Foi depois embaixador do Chile na Argentina de 1957 a 1958.

Outras atividades[editar | editar código-fonte]

Foi um dos fundadores da Caja de Crédito Hipotecario, uma predecessora do Banco del Estado de Chile.[4]

Referências


Postos diplomáticos
Precedido por
Eelco van Kleffens
Presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas
1954–1955
Sucedido por
Rudecindo Ortega Mason