José Miguel de Barandiaran

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde julho de 2010).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
José Miguel de Barandiaran
Nome nativo Jose Migel Barandiaran Aierbe
Nascimento 31 de dezembro de 1889
Ataun
Morte 21 de dezembro de 1991 (101 anos)
Ataun
Cidadania Espanha
Etnia Bascos
Ocupação antropólogo, padre católico, arqueólogo, etnologista
Prêmios Medalha de Ouro do Mérito nas Belas Artes

José Miguel de Barandiarán y Ayerbe (Ataun, Guipúscoa, 31 de dezembro de 1889 — Ataun, 21 de dezembro de 1991) foi um sacerdote, antropólogo, etnógrafo e arqueólogo espanhol autor de numerosas investigações, considerado o "patriarca da cultura basca". Também era conhecido por Joxemiel Barandiaran.

Biografia[editar | editar código-fonte]

José Miguel de Barandiarán y Ayerbe, último de nove filhos de Francisco Antonio Barandiarán e Antonia Ayerbe, nasceu a 31 de Dezembro de 1889 no casario Perune–Zarre de Ataun, em Guipúscoa, na zona rural da província, onde as tradições e superstições estavam muito enraizadas.

Aos 14 anos, influenciado pelos ensinamentos da mãe, inicia os estudos em Baliarrain onde termina os estudos com distinção e ingressa no seminário de Vitória.

Legado[editar | editar código-fonte]

Considerado o patriarca da cultura basca, um grande número de municipios bascos recorda o seu nome em placas toponímicas de muitas ruas: em Biscaia, Baracaldo, Bilbao, Durango, Galdácano, Miravalles, Santurce e Sestao; em Guipúzcoa, Beasain, Rentería, San Sebastián, Zarauz e Zumárraga; e a capital alavesa Vitoria. Em Navarra tem uma praça Pamplona e uma rua no povoado vizinho de Orcoyen. Fora do País Vasco dedicam-lhe uma rua na localidade granadina de Santa Fe, a rua do Padre Barandiarán.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]