José Monir Nasser

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

José Monir Nasser
José Monir Nasser.jpg
Nome completo José Monir Meirelles Nasser
Nascimento 29 de junho de 1957
Curitiba, Paraná
Morte 16 de março de 2013 (55 anos)
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Economista, escritor, professor, editor e palestrante
Influências
Escola/tradição Escola Austríaca, Conservadorismo
Principais interesses Educação
Economia
Política
Religião
História
Teologia
Religião Católico romano
Página oficial
www.monir.com.br

José Monir Nasser; (Curitiba, 28 de março de 1957 - Curitiba, 16 de março de 2013), foi economista e escritor brasileiro. Nasser atuou ainda como pintor, crítico literário e pesquisador de religiões comparadas.[1] Monir foi grande crítico do sistema educacional brasileiro. Em uma de suas palestras, resumiu: “O que chamamos de educação é, na verdade, ensino. E esse ensino não passa de uma distribuição de promoções sociais em forma de diplomas, na qual ninguém acha que vai aprender coisa alguma”.[2][3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

José Monir Nasser se tornou conhecido como realizador do programa “Expedições ao Mundo da Cultura”. Formado em Letras e Economia, o curitibano teve uma vasta carreira como economista, consultor, palestrante, escritor, editor, pintor, crítico literário, pesquisador de religiões comparadas, entre outras funções.[1] Durante o projeto, realizado em São Paulo, Curitiba, Londrina e Paranavaí, Nasser teve vários alunos voluntários.[4] Nasser ainda se dedicou à pintura e foi fundador da empresa de consultoria Avia Internacional e da Tríade Editora, além de ter presidido, de 2008 a 2011, a sede curitibana da Aliança Francesa.[5]

Comentários sobre O Trivium[editar | editar código-fonte]

Monir Nasser prefaciou O Trivium da Editora É Realizações, participando de palestras sobre o livro. Sem citar suas fontes ou localizar suas teses nos escritos do pedagogo, segundo o escritor, o método de Comenius teria trazido prejuízos para a educação ao enfatizar ensino universal de praticamente todas as ciências humanas desde a tenra infância, com um sentido utilitário, o que teria prejudicado a formação de indivíduos com senso crítico mais apurado.[6]

Entretanto, a educação liberal medieval fomentava no indivíduo a capacidade de adquirir informações e emitir juízos críticos de valor (através do Trivium) e compreender o espaço físico (através do Quadrivium) antes de transmitir informações de maior complexidade aos alunos; neste modelo a busca pelo conhecimento se dava somente após os alunos adquirirem idade suficiente para absorverem o conhecimento a ser ministrado (por volta dos 14 anos). Na tradição das artes liberais, o método defendido por Comenius oferece um conjunto de informações e dados a crianças a medida em que teriam desenvolvido plenamente suas capacidades cognitivas. Assim, teriam condições de compreender os motivos que as levavam a estudar tais conteúdos.[6]

Como professor[editar | editar código-fonte]

Monir foi um crítico rigoroso do sistema educacional brasileiro e como professor influenciou muitas pessoas, dentre elas empresários, estudantes, professores, economistas, profissionais liberais, presidentes de entidades, jornalistas. Apresentou grande interesse e habilidade sobre os grandes clássicos: Aristóteles, Platão, Santo Agostinho, Boécio, Dante, Shakespeare, Dostoievski, Kafka e Chesterton.[7]

Morte[editar | editar código-fonte]

Nasser morreu no dia 16 de março de 2013 em Curitiba. Ele sofreu um acidente vascular cerebral enquanto se preparava para dar aula. O corpo foi enterrado no cemitério Água Verde.[5]

Obras publicadas[editar | editar código-fonte]

Livro

  • A Economia do Mais (2003)[8]

Artigo

  • O Brasil que deu certo: a saga da soja brasileira (2005)[9]

Prefácio

  • JOSEPH, Miriam '“O Trivium: as artes liberais da lógica, gramática e retórica”

Palestras[10]

  • A Morte de Ivan Ilitch – O Senhor dos Anéis
  • O Mercador de Veneza – Moby Dick
  • O Inspetor Geral – Admirável Mundo Novo
  • Gênesis – O Livro de Jó
  • Os Lusíadas - Fédon

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Conheça as obras de José Monir Nasser». SESI.org 
  2. Os filhos de Monir, Gazeta do Povo
  3. Parem de confundir educação com ensino. VEJA.
  4. «José Monir Nasser: expedições pelo mundo da cultura». Gazeta do Povo 
  5. a b «Pintor de lições». Gazeta do Povo 
  6. a b NASSER, José Monir. in JOSEPH, Miriam. O Trivium. As Artes Liberais da Lógica, Gramática e Retórica. É Realizações: São Paulo. 2011. p. 11-16.
  7. Sobre o professor Monir Nasser
  8. Nasser, Monir, José (2003). A Economia do Mais. [S.l.]: Tríade. ISBN 9788589493017 
  9. «O VAIVÉM DAS COMMODITIES». Folha de São Paulo. 2005 
  10. SESI PR, Expedições pelo Mundo da Cultura, realizado nos anos de 2006 a 2011. Disponíveis em http://www.sesipr.org.br/cultura/jose-monir-nasser-e-homenageado-no-teatro-sesi---campus-da-industria-1-14094-247610.shtml