José Porfírio Fontenele de Carvalho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicionasse esta.

José Porfírio Fontenele de Carvalho (Granja, Ceará, 24 de dezembro de 1946Brasília, Distrito Federal, 13 de maio de 2017) foi um indigenista brasileiro, considerado um dos maiores indigenistas rondonianos (termo em homenagem a Cândido Rondon) de seu tempo.[1][2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ingressou na FUNAI em 1967. Suas maiores atuações foram com índios dos estados do Acre, Amazonas, Roraima e Maranhão.

Foi punido pelo governo militar em decorrência da sua oposição ao uso de terras indígenas para a criação da rodovia BR-174, na década de 1970. Esta obra resultou num conflito armado com os índios Waimiri-atroari e que resultou na morte de centenas de índios, de um lado, e vários funcionários da FUNAI, incluindo o sertanista Gilberto Pinto Figueiredo, do outro lado.

Na década de 1980, sofreu um processo movido pelo governo militar, baseado na Lei de Segurança Nacional, por ter escrito um livro que contava detalhes do conflito, apresentando documentos militares. Em face deste processo, foi demitido da FUNAI e com outros sertanistas e indigenistas, fundou a Sociedade Brasileira de Indigenistas.

Com o fim da ditadura militar, iniciou um projeto de compensação aos Waimiri-atroari pelo conflito ocorrido, além da nova redução de terras em virtude da construção da Usina Hidrelétrica de Balbina. O projeto foi patrocinado pela Eletronorte e Carvalho coordenou por mais de 30 anos, contribuindo para o aumento da população dos Waimiri, que na década de 1980 eram apenas 300 índios, para os 1.900 na década de 2010.

Morreu em 13 de maio de 2017, aos 70 anos, de complicações resultantes de um câncer de rim.[3]

Referências

  1. Morre José Porfírio de Carvalho, um dos maiores indigenistas do país Jornal Valor Econômico - acesso em maio de 2017
  2. Morre o indigenista Porfírio Carvalho, aliado incondicional dos Waimiri-Atroari Instituto Sócio-ambiental - acesso em maio de 2017
  3. Milanez, Felipe (17 de maio de 2017). «Um adeus ao sertanista Porfírio de Carvalho». CartaCapital. Consultado em 17 de maio de 2017