José Ricardo Mannarino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de José Ricardo Marianno)
Ir para: navegação, pesquisa
Zé Ricardo
Informações pessoais
Nome completo José Ricardo Mannarino
Data de nasc. 13 de março de 1971 (46 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ), Brasil
Nacionalidade brasileiro, Italiano
Altura 1,80 m
Destro
Apelido , "Zé Tranqueiro"
Informações profissionais
Período em atividade 2005–presente (12 anos)
Equipa atual Sem clube
Posição ex-zagueiro
Função Treinador
Clubes de juventude
Vila Isabel (Futsal)
América (Futsal)
Vasco (Futsal)
São Cristóvão
Olaria[1]
Times/Equipas que treinou
2005–2008
2009–2011
2012–2014
2014–2016
2016–2017
Flamengo Sub-13 (categoria de base)
Audax-RJ Sub-15 (categoria de base)
Flamengo Sub-15 (categoria de base)
Flamengo Sub-20 (categoria de base)
Flamengo
000
000
000
000
90[2] (48 V, 25 E, 17 D)
Última atualização: 06 de Agosto de 2017

José Ricardo Mannarino, mais conhecido como Zé Ricardo (Rio de Janeiro, 13 de março de 1971) é um treinador e ex-futebolista brasileiro, que atuava como zagueiro. Atualmente, está sem clube. Como jogador de futebol, se aposentou ainda nas categorias de base. Como jogador de futebol de salão, jogou até os 25 anos de idade.

Zé Ricardo também é professor e lecionou Educação Física no Ciep Presidente Salvador Allende e foi professor de futsal no Colégio Nossa Senhora de Lourdes, ambos localizados em Vila Isabel, Zona Norte do Rio de Janeiro.[3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Futebol[editar | editar código-fonte]

Zé Ricardo começou a sua carreira na base do São Cristóvão, depois passou pelo Olaria, mas não se profissionalizou, aposentando-se nos juniores.[4][5]

Futebol de salão[editar | editar código-fonte]

Chegou a se profissionalizar no futebol de salão, parando precocemente aos 25 anos.[4][6]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Futebol de salão[editar | editar código-fonte]

Quando ainda era jogador, Zé Ricardo, aos 21 anos, teve a oportunidade de treinar o tradicional time carioca de futebol de salão Vila Isabel.[4] Logo tornou-se referência nas categorias de base do Rio de Janeiro, passando por Vasco da Gama e Botafogo na década de 1990.[5] No Vasco, treinou os meias Felipe e Pedrinho em 1993, no infanto-juvenil.[5] Também comandou equipes adultas na Itália. Em 1998, levado por Anderson Barros, chegou ao Flamengo.[4] Ficou por anos no futsal do clube.[4]

Futebol[editar | editar código-fonte]

Flamengo[editar | editar código-fonte]

Zé migrou para o campo em 2005, para assumir o Flamengo Sub-13.[4][5][6] Deixou o time mirim do Flamengo em 2008 para comandar o Audax Rio.[4][5][6] Voltou em 2012 para o Flamengo, onde assumiu a equipe Infantil.[4][5][6] Pela categoria, foi campeão da Copa da Amizade Brasil-Japão Infantil de 2014.[7] Durante a final, mesmo com o Rubro-Negro goleando o Corinthians por 5 a 0, Zé, que também é conhecido por ter um perfil educado, faz questão de pedir para seus jogadores que respeitassem o adversário.[4]

Com os Juniores em crise depois de ter perdido por 7 a 0 para o Fluminense, Zé Ricardo assumiu a equipe em outubro de 2014 e em três meses mudou o cenário da categoria, conquistando a Taça Otávio Pinto Guimarães ao vencer o Botafogo na final.[4][8][5][9][6] No ano seguinte, disputou a sua primeira Copa São Paulo de Futebol Júnior, onde o Flamengo foi eliminado pelo Atlético Mineiro nas oitavas de final nos pênaltis, após empate sem gols.[5] Em agosto do mesmo ano, foi campeão Carioca Sub-20 após vencer a Taça Guanabara Sub-20 e a Taça Rio Sub-20 em cima do Botafogo.[8][5][9] Na sua segunda participação na Copa São Paulo, em 2016, levou o Rubro-Negro ao tricampeonato da competição.[10][5][9][6]

Em 26 de maio de 2016, foi confirmado como interino do Flamengo após Muricy Ramalho deixar o clube por problemas de saúde.[11] Sua estreia aconteceu em 29 de maio de 2016, na partida válida pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro de 2016, no Moisés Lucarelli, onde o Flamengo mostrou raça ao vencer, mesmo com um a menos, a Ponte Preta de virada por 2 a 1.[12]

Em 14 de julho de 2016, Zé Ricardo foi efetivado treinador do time principal do Flamengo, sendo muito bem aceito pela maioria dos membros do clube, jogadores e torcedores.[13]

A boa participação do Flamengo no Brasileirão-2016 (terminou na 3a colocação) fez com que Zé Ricardo terminasse o campeonato com a melhor pontuação entre os técnicos no fantasy game Cartola FC.[14]

Em maio de 2017 diante do Fluminense pela decisão do Campeonato Carioca, Zé Ricardo conquistou seu primeiro título profissional pelo Flamengo após bater o tricolor no primeiro jogo por 1 a 0 com gol de Éverton e vencer de virada no segundo jogo por 2 a 1 com gols de Guerrero e Rodinei.[15] Título esse que foi conquistado de forma invicta e tendo o melhor ataque e defesa do Campeonato Carioca.

No dia 29 de maio de 2017, completou um ano no comando do time. Neste período, foram 70 jogos oficiais, com 40 vitórias, 19 empates e 11 derrotas, em um aproveitamento de 66,1%. Ainda no mesmo ano Zé Ricardo se tornou o treinador com o maior número de jogos em uma única passagem no século 21 com 90 jogos E já entrou para o top 15 de treinadores com mais partidas da história do clube.[16]

Em 6 de agosto de 2017, após uma derrota por 2 a 0 para o Vitória na Ilha do Urubu, e sete jogos sem vitórias, Zé Ricardo deixou o comando do Flamengo, com 62,2% de aproveitamento. Zé ficou 432 dias à frente do Rubro-Negro, com 48 vitorias, 25 empates e 17 derrotas.[17]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Futebol[editar | editar código-fonte]

Sub-15[editar | editar código-fonte]

No início de março de 2015, Zé Ricardo foi convidado por Erasmo Damiani, então coordenador de base da CBF, para treinar a Seleção Brasileira Sub-15.[4][5][9][6] Após 48 horas, recusou o convite.[4][5][9][6]

Estilo de jogo[editar | editar código-fonte]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Futebol[editar | editar código-fonte]

Dentro de campo, Zé Ricardo tem o 4-1-4-1 com consistência tática e variações como esquema preferido para armar as suas equipes.[4][8]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 7 de agosto de 2017.

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Futebol[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]
Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
J V E D J V E D J V E D J V E D J V E D A
Brasil Flamengo 2016[18] 35 19 10 6 4 2 0 2 39 21 10 8 62,4%
2017[19] 19 7 8 4 4 2 1 1 7 4 0 3 21 14 6 1 51 27 15 9 62,7%
Total 54 26 18 10 4 2 1 1 11 6 0 5 21 14 6 1 90 48 25 17 62,6%
Total na carreira 54 26 18 10 4 2 1 1 11 6 0 5 21 14 6 1 90 48 25 17 62,6%
Legenda:      Vitória —      Empate —      Derrota —      Clássico (partidas contra Botafogo, Fluminense e Vasco da Gama)

Títulos[editar | editar código-fonte]

Categoria Profissional[editar | editar código-fonte]

Flamengo

Categorias de base[editar | editar código-fonte]

Flamengo

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Flamengo

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Flamengo
  • 10° Melhor Técnico do Mundo pelo Football world Ranking 2017.[20][21][22]
  • Melhor Técnico do Campeonato Carioca 2017 Seleção do Jornal O Dia.[23]
  • Melhor Técnico do Campeonato Brasileiro 2016 pelo fantasy game Cartola FC.[14]
  • Melhor Técnico da Copa São Paulo de Futebol Júnior 2016 Seleção da FPF.[24]
  • Melhor Técnico do Campeonato Carioca Sub-20 2015 pela FERJ.[25]

Referências

  1. https://extra.globo.com/esporte/flamengo/tio-ze-se-licencia-da-rede-municipal-em-prol-do-flamengo-deixa-saudades-19440528.html
  2. http://www.ogol.com.br José Ricardo Mannarino
  3. «'Tio Zé' se licencia da rede municipal em prol do Flamengo e deixa saudades». Extra.Globo.com. 4 de junho de 2016. Consultado em 4 de junho de 2016 
  4. a b c d e f g h i j k l m n o p «Zé Ricardo muda o cenário do sub-20 do Fla e recusa até convite da Seleção». GloboEsporte.com. 22 de março de 2015. Consultado em 30 de maio de 2016 
  5. a b c d e f g h i j k l m «Estreante duplo, Zé Ricardo vê desafio do "tamanho da torcida" do Flamengo». GloboEsporte.com. 27 de maio de 2016. Consultado em 30 de maio de 2016 
  6. a b c d e f g h «Interino do Flamengo é 'estrategista', cria do futsal e já deu não à CBF». Lance.com.br. 26 de maio de 2016. Consultado em 30 de maio de 2016 
  7. «Flamengo atropela Corinthians na final da Copa da Amizade Sub-15 e é tetra». GloboEsporte.com. 2 de setembro de 2014. Consultado em 30 de maio de 2016 
  8. a b c «Estrategista, Zé Ricardo elogia grupo dos juniores do Fla: "Bom de trabalhar"». GloboEsporte.com. 22 de janeiro de 2016. Consultado em 30 de maio de 2016 
  9. a b c d e «Ele recusou emprego na CBF e adora futsal: conheça o novo interino do Flamengo». ESPN.com.br. 26 de maio de 2016. Consultado em 30 de maio de 2016 
  10. «Goleiro Thiago brilha e garante o tri do Fla na Copinha sobre o Timão». GloboEsporte.com. 25 de janeiro de 2016. Consultado em 30 de maio de 2016 
  11. «Fla confirma saída de Muricy, e técnico do sub-20 assume como interino». GloboEsporte.com. 26 de maio de 2016. Consultado em 30 de maio de 2016 
  12. «Com raça, Fla bate Ponte de virada e encerra tabu de 11 anos diante do rival». GloboEsporte.com. 29 de maio de 2016. Consultado em 30 de maio de 2016 
  13. «Zé Ricardo é efetivado no comando do Flamengo». Consultado em 21 de julho de 2016 
  14. a b globoesporte.globo.com/ Cartolão 2016: veja os principais dados do game no ano. Marinho se destaca
  15. «É campeão invicto! Fla vence o Flu de virada e conquista seu 34º título do Carioca». GloboEsporte.com. 7 de maio de 2017. Consultado em 7 de maio de 2017 
  16. espn.uol.com.br/ Pressionado, Zé Ricardo faz um ano de Fla entre maiores aproveitamentos do século; compare
  17. «Fim da linha: após derrota na Ilha, Zé Ricardo deixa o comando do Flamengo». GloboEsporte.com. 6 de agosto de 2017. Consultado em 6 de agosto de 2017 
  18. a b «Zé Ricardo - 2016 - Jogos realizados». O Gol. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  19. a b «Zé Ricardo - 2017 - Jogos realizados». O Gol. Consultado em 7 de agosto de 2017 
  20. https://extra.globo.com Zé Ricardo, do Flamengo, está no top 10 de melhores técnicos do mundo em lista
  21. http://www.goal.com/br O comandante do Flamengo é o brasileiro mais bem colocado na lista. Zidane, do Real Madrid, segue no topo
  22. https://www.clubworldranking.com Treinadores
  23. http://odia.ig.com.br Voto popular: Flamengo domina seleção do Campeonato Carioca de 2017
  24. http://globoesporte.globo.com Seleção da Copinha tem cinco do Fla; melhor jogador é do Corinthians
  25. http://globoesporte.globo.com Zé Ricardo muda o cenário do sub-20 do Fla e recusa até convite da Seleção

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Muricy Ramalho
Rio de Janeiro Treinador do Flamengo
2016–2017
Sucedido por
Jayme de Almeida
Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.