José Roberto Torero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
José Roberto Torero
José Roberto Torero em 2018 (foto de Cristovão Tezza)
Nome completo José Roberto Torero Fernandes Júnior
Nascimento 9 de outubro de 1963 (57 anos)
Santos, SP
Residência Santos, SP
Nacionalidade Brasil Brasileiro
Educação Universidade de São Paulo
Ocupação Escritor, cineasta, roteirista e colunista de esportes
Principais trabalhos O Chalaça
Prémios Prémio Jabuti (1995)

Prêmio Paraná de Literatura (2012)

José Roberto Torero Fernandes Júnior (Santos, 9 de outubro de 1963), conhecido como Torero, é um escritor, cineasta, roteirista e jornalista.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formado em Letras e Jornalismo pela Universidade de São Paulo, é autor de 49 livros, como "O Chalaça", vencedor do Prêmio Jabuti de 1995, "Terra Papagalli", "Chapeuzinhos Coloridos" e "Uma história de futebol".[2][3] Cursou, sem concluir, pós-graduação em Cinema e Roteiro.

Além disso, escreveu roteiros para cinema e tevê, como em Retrato Falado para Rede Globo do Brasil.[4] Trabalhou como roteirista em vários longas-metragens, entre eles Memórias Póstumas, Pelé Eterno, O Contador de Histórias e Pequeno Dicionário Amoroso.[5]

No Jornal da Tarde, de São Paulo, em 1995, iniciou sua carreira de cronista e depois começou a escrever para revista Placar textos sobre futebol. Foi colunista de Esportes da Folha de S. Paulo de 1998 a 2012.[6]

Foi sócio da livraria Realejo, em Santos, e apresentou por um ano o Programa Cantos Gerais, no Canal Brasil.

Dirigiu as duas temporadas do programa de literatura Super Libris, do SescTV, e é responsável pela página "Diário do Bolso", no Facebook, que tem mais de 40 mil seguidores e já foi transformado em 4 livros.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Contos de Sacisas
  • Galantes Memórias e Admiráveis Aventuras do Virtuoso Conselheiro Gomes, o Chalaça
  • Terra Papagalli (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • Santos, um time dos céus (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • Futebol é bom pra cachorro (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • Os cabeças-de-bagre também merecem o paraíso
  • Ira - Xadrez, truco e outras guerras
  • Os Vermes (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • Dicionário Santista, de A a Z, mas sem X
  • Pequenos amores
  • Zé cabala e outros filósofos do futebol
  • Uma história de futebol
  • Nuno descobre o Brasil (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • Naná descobre o céu (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • Nonô descobre o espelho (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • O pequeno rei e o parque real
  • As primeiras histórias de Lelê
  • O diário de Lelê
  • Chapeuzinhos Coloridos (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • O contador de histórias (roteiro do filme homônimo)
  • Pelé 70
  • Copa do mundo - figurinhas e figurões (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • O Evangelho de Barrabás (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • O álbum da Catarina
  • Branca de Neve e as sete versões (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • O Patinho feio que não era patinho nem feio (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • Os oito pares de sapatos de Cinderela (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • Os 33 porquinhos (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • Nove contra o 9 (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • Kubno e Velva - Dois Alienigenas Verdes Tentam Entender o Planeta Azul (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • Papis et Circenses
  • Futebologia (digital)
  • Os 12 trabalhos de Lelércules
  • Entre Raios e Caranguejos (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • Abecê da Liberdade (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • As Belas Adormecidas (e algumas acordadas) (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • Joões e Marias (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • João e os pés de Feijão (com Marcus Aurelius Pimenta)

Filmografia[editar | editar código-fonte]

roteiros[editar | editar código-fonte]

direção (curtas)[editar | editar código-fonte]

  • O Bolo (Felicidade É...)
  • Morte
  • A Alma do Negócio
  • Amor!
  • A Inútil Morte de S. Lira
  • Nunc et Semper

direção (longas)[editar | editar código-fonte]

  • Como fazer um filme de amor

direção (vídeos)[editar | editar código-fonte]

  • Glauber Rocha - Quando o cinema virou samba
  • O mundo cabe numa cadeira de barbeiro


teatro (texto)[editar | editar código-fonte]

  • Sic transit gloria Dei
  • Romeu e Julieta – Segunda parte (com Marcus Aurelius Pimenta)
  • Omelete (com Marcus Aurelius Pimenta)

televisão (texto)[editar | editar código-fonte]

histórias em quadrinhos (texto)[editar | editar código-fonte]

  • Diário do Bolso 1 - os 100 primeiros dias.
  • Diário do Bolso 2 - os 200 segundos dias.
  • Diário do Bolso 3 - 500 dias no quinto dos infernos.
  • Diário do Bolso 4 - 666 dias com a besta.

Prêmios recebidos[editar | editar código-fonte]

  • O Chalaça
  • Prêmio no Concurso Nascente, da Editora Abril e USP. (1992)
  • Prêmio Aplub, categoria romance. (1994)
  • Prêmio Jabuti de Romance e Livro do Ano. (1995)
  • Prêmio Paraná de Literatura com "Papis et Circenses".

Referências

  1. Londrina, Folha de. «Bate-papo com Torero». Folha de Londrina. Consultado em 4 de março de 2021 
  2. «José Roberto Torero - Grupo Companhia das Letras». www.companhiadasletras.com.br. Consultado em 4 de março de 2021 
  3. «Premiados do Ano | 62º Prêmio Jabuti». www.premiojabuti.com.br. Consultado em 4 de março de 2021 
  4. http://www.releituras.com/jtorero_menu.asp
  5. «Pequeno Dicionário Amoroso». Wikipédia, a enciclopédia livre. 12 de janeiro de 2021. Consultado em 4 de março de 2021 
  6. Valenzuela, Sandra Trabucco; Guimarães, Lourdes Maria de (29 de dezembro de 2015). «José Roberto Torero: carreira multifacetada e presença marcante na literatura infantil». Literartes (4). 13 páginas. ISSN 2316-9826. doi:10.11606/issn.2316-9826.literartes.2015.108711. Consultado em 4 de março de 2021 
  7. «ISTOÉ Gente». www.terra.com.br. Consultado em 4 de março de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]