José Ronaldo de Carvalho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
José Ronaldo de Carvalho
José Ronaldo de Carvalho
Vereador de Feira de Santana
Período 1983 até 1987
Deputado estadual da Bahia
Período 1 de fevereiro de 1987
até 31 de janeiro de 1999
(3 mandatos consecutivos)
Deputado federal pela Bahia
Período 1 de fevereiro de 1999
até 31 de dezembro de 2000
Prefeito de Feira de Santana
Período 1º: 01 de Janeiro de 2001 à 31 de Dezembro de 2004.

2º: 01 de Janeiro de 2005 à 31 de Dezembro de 2008.

3º: 01 de Janeiro de 2013 à 31 de Dezembro de 2016.

4º: 01 de Janeiro de 2017 à 07 de Abril de 2018.

Antecessor 1º: Claiton Mascarenhas
Sucessor 2º: Tarcízio Pimenta
4º: Colbert Martins Filho
Dados pessoais
Nascimento 18 de julho de 1951 (68 anos)
Paripiranga
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Maria Rosalina de Carvalho
Pai: Joaquim Antonio de Carvalho
Alma mater Universidade Estadual de Feira de Santana
Cônjuge Ivanette Rios de Carvalho
Partido ARENA (1976-1980)
PDS (1980–1986)
PFL (1986–2007)
DEM (2007–presente)

José Ronaldo de Carvalho (Paripiranga, 18 de julho de 1951) é um administrador de empresas e político baiano filiado ao partido Democratas. Foi vereador (1983-1987) e prefeito (2001-2008), (2013-2016), (2017-) de Feira de Santana, deputado estadual (1987-1998) e deputado federal (1999-2000) pelo estado da Bahia. Foi candidato ao Governo da Bahia nas eleições estaduais de 2018, após renunciar à prefeitura de Feira de Santana, cargo que ocupava desde 1º de janeiro de 2013.

Biografia[editar | editar código-fonte]

José Ronaldo de Carvalho é filho de Maria Rosalina e Joaquim Antônio de Carvalho, é baiano de Paripiranga,[1] mas reside em Feira de Santana desde os anos 60 quando chegou para estudar e trabalhar.

Antes da política, trabalhou como diretor executivo na extinta Surfeira, na Cia de Pneus Tropical, que hoje é a Pirelli, no antigo Cedic, foi diretor do Hospital Dom Pedro de Alcântara e também trabalhou na Secretaria Estadual de Educação e Cultura.[1]

José Ronaldo também é graduado em Administração de Empresas pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), e professor por profissão.[1] É casado e tem três filhos.

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Inicia a carreira política em 1976, quando disputa uma vaga na Câmara de Vereadores de Feira de Santana, pela Arena, e obtém 968 votos que lhe concedem a segunda suplência. Seis anos mais tarde concorre ao mesmo cargo, agora pelo PDS, e consegue êxito.

Em 1986 é eleito deputado estadual e é reeleito nos anos de 1990 e 1994, ocasião em que exerceu a liderança do PFL e em que representou o então governador Paulo Souto na Assembleia.

No ano de 1998, Carvalho intenta e consegue chegar até a Câmara Federal com a terceira maior votação de todo o estado da Bahia, atingindo 149.640 votos.[2]

Em 2000 concorre e se elege prefeito da cidade de Feira de Santana, com 126.230 votos (61,4% dos votos válidos).[3] Consegue se reeleger, em primeiro turno, na disputa de 2004, com 170.162 votos (68,5% dos votos válidos).[4]

Em 2010, saiu candidato ao Senado Federal pela Bahia e obteve 1.092.850 votos, ficando em quarto lugar.

Em 2012, foi eleito Prefeito de Feira de Santana pela terceira vez, em primeiro turno, com 195.967 votos (66,04% dos votos válidos), para o período de 1º de janeiro de 2013 à 31 de dezembro de 2016.

Em 2016, foi candidato à reeleição, tendo sido eleito em 1º turno, com 212.408 votos (71,12% dos votos válidos), para o período compreendido entre 1º de janeiro de 2017 à 31 de dezembro de 2020. Contou com o apoio de 18 partidos políticos, quais sejam: DEM / PMDB / PPL / PTC / PPS / PSDB / PSDC / PV / PMB / SD / PTB / PRP / PSC / PEN / PSL / PHS / PRB / PT do B. Foi eleito como vice-prefeito o ex-deputado-federal Colbert Martins da Silva Filho, filiado ao PMDB.

No dia 1º de janeiro de 2017, assumiu pela quarta vez a Prefeitura de Feira de Santana, tornando-se o único político feirense a ocupar o posto por quatro mandatos e eleito pelo voto direto.

Renunciou ao cargo de Prefeito de Feira de Santana no dia 7 de abril de 2018, para disputar as próximas eleições em outubro, deixando a prefeitura nas mãos do então vice-prefeito Colbert Martins do MDB, que cumpre mandato até dezembro de 2020.

Em convenção realizada no 3 de agosto de 2018, o DEM confirmou o nome de José Ronaldo para disputar o cargo de Governador do Estado da Bahia[5], sendo o principal opositor ao atual governador Rui Costa. José Ronaldo teve como candidata a Vice Governadora, a médica Mônica Bahia, do PSDB, que é ligada ao Movimento Brasil Livre, MBL[6]. Ainda na chapa de José Ronaldo, os nomes dos deputados federais Jutahy Magalhães Jr., do PSDB, e Irmão Lazáro, do PSC, foram escolhidos para a disputar o senado baiano[7]. Ficou em segundo lugar na disputa com 1.502.266 votos (22,25% dos votos válidos) e acabou sendo derrotado já no primeiro pelo então Governador e candidato à reeleição Rui Costa (PT), o qual foi reeleito já no primeiro turno com 75,49% (5.096.062 votos).

Referências

  1. a b c «Conheça os Deputados - José Ronaldo (PFL/BA)». Portal da Câmara dos Deputados. Consultado em 12 de janeiro de 2011 
  2. «Tribunal Superior Eleitoral - Eleições 1998 - Apuração». Consultado em 12 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 18 de dezembro de 2010 
  3. «Tribunal Superior Eleitoral - Eleições 2000 - Apuração». Consultado em 12 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 23 de novembro de 2010 
  4. «Tribunal Superior Eleitoral - Eleições 2004 - Apuração». Consultado em 12 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 24 de novembro de 2010 
  5. «DEM confirma José Ronaldo como candidato ao governo da Bahia». G1 
  6. Duarte, Lucas Arraz / João Brandão / Fernando. «DEM anuncia Mônica Bahia como candidata a vice-governadora na chapa de José Ronaldo». www.bahianoticias.com.br. Consultado em 6 de setembro de 2018 
  7. «Jutahy confirma que vai disputar junto com Irmão Lázaro ao Senado - Varela Notícias - Conectado aos Baianos». Varela Notícias - Conectado aos Baianos. 30 de julho de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]