José Rubens Siqueira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

José Rubens Siqueira (Sorocaba, 20 de outubro de 1945) é um autor, tradutor, diretor teatral, cenógrafo e figurinista brasileiro. Ganhou destaque no teatro paulista a partir dos anos 1980.

Nas décadas de 60 e 70, sua carreira cinematográfica levou seus filmes de animação a representar o Brasil em Festivais de Cinema na Alemanha, Teerã, Uzbequistão e Casaquistão, na antiga União Soviética. No Brasil, ganhou diversos prêmios nos Festivais de Cinema de Gramado, Brasília e Belém.

Seu primeiro trabalho de destaque no teatro foi a direção de O Cordão Umbilical, texto de estréia de Mário Prata. Sua parceria com o encenador Francisco Medeiros gerou vários espetáculos premiados, entre eles, o infantil Tronodocrono, Simon, e o importante Artaud, o Espírito do Teatro. Em 2001 adapta para a cena o monumental espetáculo Os Lusíadas, dirigido por Iacov Hillel e produzido por Ruth Escobar.

Além da atividade teatral, Siqueira dedica-se à literatura, tendo traduzido autores como J. M. Coetzee, Isaac Bashevis Singer e Toni Morrison, ganhadores do prêmio Nobel, além do indiano Salman Rushdie e do cubano Pedro Juan Gutiérrez, entre outros. De sua autoria, tem publicados os livros Viver de Teatro (Nova Alexandria) e Tronodocrono (Companhia das Letras).

Principais trabalhos no teatro[editar | editar código-fonte]

  • 2010 - O Inferno Sou Eu
  • 2006 – Mulheres de Rosa, baseado na obra de João Guimarães Rosa: dramaturgia, direção
  • 2003 - O Enigma Blavatsky, baseado na obra de Madame Blavatsky: dramaturgia, figurinos
  • 2001 – Os Lusíadas, de Luís de Camões: dramaturgia, figurinos
  • 2000 - Dona da Casa, de Adélia Prado: dramaturgia
  • 1999 - A Cândida Erêndira e Sua Avó Desalmada, de Gabriel García Márquez: dramaturgia, direção, cenário, figurinos
  • 1998 - Éonoé, Uma Cosmogonia : autoria
  • 1997 - Tartufo, de Molière: direção, cenário e figurinos
  • 1996 - Sherazade, de As Mil e Uma Noites: dramaturgia
  • 1995 - A Tempestade , de William Shakespeare: direção, cenário, figurinos
  • 1992 - Escola de Maridos, de Molière: direção, cenário e figurinos
  • 1990 - Oswald, Oswaldo, Ôswald, baseado na obra de Oswald de Andrade: dramaturgia
  • 1989 - Decifra-me ou Devoro-te , em parceria com Renato Borghi: autoria
  • 1988 - Andaluz, baseado na obra de Federico García Lorca: autoria, direção, cenário, figurinos
  • 1987 - As Irmãs Siamesas: autoria, direção, cenografia, figurinos
  • 1984 - Artaud, O Espírito do Teatro, baseado na obra de Antonin Artaud: dramaturgia, cenário, figurinos, atuação
  • 1983 - Sampa, A Idade de Amar: autoria, cenário, figurinos
  • 1983 - Tronodocrono , autor em parceria com Gabriela Rabêlo: figurinos
  • 1981 - Clara Crocodilo, de Lala Deheinzelein e Arrigo Barnabé: cenário e figurinos
  • 1979 - O Banquete, de Mário de Andrade: dramaturgia, cenário, figurinos
  • 1978 - Iribiri: dramaturgia, cenário, figurinos
  • 1970 - Cordão Umbilical , de Mario Prata: direção
  • 1969 - Numância , de Miguel de Cervantes: dramaturgia, cenário, figurinos

Principais traduções[editar | editar código-fonte]

Traduções para o teatro[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Itau Cultural