José Serrato

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
José Serrato
24Presidente do Uruguai
Período 1 de março de 1923
a 1 de março de 1927
Antecessor(a) Baltasar Brum
Sucessor(a) Juan Campisteguy
Dados pessoais
Nascimento 30 de setembro de 1868
Montevidéu, Uruguai
Morte 7 de setembro de 1960 (91 anos)
Montevidéu, Uruguai
Cônjuge Josefina Perey Álvarez
Partido Partido Colorado
Profissão Engenheiro, Economista e Político

José Serrato (Montevidéu, 30 de setembro de 1868 - 7 de setembro de 1960) foi uma figura política uruguaia.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Serrato era um membro proeminente do Partido Colorado Uruguaio, que há muito dominava a política do país. Ele era amplamente identificado com as políticas de José Batlle y Ordóñez, mas não era considerado fortemente ideológico e, portanto, capaz de trabalhar com outros no partido com pontos de vista mais polarizados.[1] Ele atuou como Ministro das Finanças de 1904 a 1907 e de 1911 a 1913.

Presidente do Uruguai[editar | editar código-fonte]

Serrato foi presidente do Uruguai de 1923 a 1927, sucedendo Baltasar Brum nesse cargo.

Em 1925, presidiu a abertura formal do Palácio Legislativo, Montevidéu.

Ele próprio foi sucedido por Juan Campisteguy.

Pós-presidência[editar | editar código-fonte]

Serrano foi o presidente do Banco de la República Oriental del Uruguay de 1933 a 1934.[2] Mais tarde, ele serviu como ministro das Relações Exteriores do Uruguai sob o presidente Juan José de Amézaga.

Ele morreu em 1960, mais de 30 anos depois de deixar a Presidência.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Uruguay - The Consolidation of Political Democracy». countrystudies.us. Consultado em 24 de setembro de 2021 
  2. Diego Aboal and Gabriel Oddone. «Reglas versus Discrecionalidad: La Política Monetaria en Uruguay entre 1920 y 2000» (PDF). Banco Central del Uruguay 

Precedido por
Baltasar Brum
Presidente do Uruguai
1923 - 1927
Sucedido por
Juan Campisteguy