José d'Abronzo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
José d'Abronzo
Informações pessoais
Nome completo Giuseppe d'Abronzo
Data de nasc. 7 de dezembro de 1928
Local de nasc. Casandrino, Província de Nápoles,  Itália
Nacionalidade Itália Brasil Ítalo-brasileiro
Falecido em 4 de abril de 2008 (79 anos)
Local da morte Águas de São Pedro (SP),  Brasil
Apelido Pepino
Informações profissionais
Posição ex-Futebolista
Função Treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)

1947
1948
1949–1962
1954
1956
Brasil União Monte Alegre (amador)
Brasil Rio Branco
Brasil Piracicabano
Brasil XV de Piracicaba
Brasil Portuguesa (emp.)
Brasil Vasco da Gama (emp.)



318 (?)

Times/Equipas que treinou
1963
1966
1966
1967–1968
Brasil XV de Piracicaba
Brasil Palmeiras de São João da Boa Vista
Brasil XV de Piracicaba
Brasil São Carlos Clube

Giuseppe d'Abronzo, mais conhecido como José d'Abronzo ou Pepino (Casandrino, 7 de dezembro de 1928 — Águas de São Pedro, 4 de abril de 2008) foi um treinador e ex-futebolista italiano radicado no Brasil.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Chegou ao Brasil em 1934 e começou a carreira aos 14 anos, ainda no amadorismo, no União Monte Alegre. Em seguida profissionalizou-se, passando por Piracicabano, Rio Branco de Americana e XV de Piracicaba, onde jogou por 14 anos. Ainda no XV, foi emprestado a Portuguesa e ao Vasco da Gama, nesse último por um rápido período, pois as diretorias dos dois clubes não chegaram a um acordo.[2]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Treinou e foi instrutor físico de algumas equipes do interior paulista, dentre elas o São Carlos Clube da cidade homônima no período de 1967–1968.

Posteriormente, trabalhou nas Indústrias Dedini por 11 anos como torneiro mecânico, no Grande Hotel Escola Senac de Águas de São Pedro como instrutor físico, e nas prefeituras de Águas de São Pedro e São Pedro como coordenador de esportes.[3]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

XV de Piracicaba

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Palmeiras-SJBV

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Homenagens[editar | editar código-fonte]

  • DVD "Pepino Imortal", de Marco Antônio Berto.
  • Estádio Municipal José D'Abronzo (Complexo Esportivo Armando Brandini)

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Era casado com Ieda Giusti D'Abronzo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. ROZENBERG, Marcelo. «Que Fim Levou? Pepino». TerceiroTempo.com. Consultado em 24 de novembro de 2018 
  2. BERTO, Marco Antônio (30 de julho de 2010). «Águas de São Pedro imortaliza ex-jogador do XV de Piracicaba». CâmaraÁguasdeSãoPedro.com. Consultado em 24 de novembro de 2018 
  3. PERECIN, Toni (12 de dezembro de 2017). «Floresta Escura é o campeão da 9ª Copa de Futebol Amador». ÁguasdeSãoPedro.com. Consultado em 24 de novembro de 2018 
Precedido por
Gilson Silva
Filpo Núñez
Técnico do XV de Piracicaba
1963
1966
Sucedido por
Mané
Dema
Precedido por
Zezé Procópio
Técnico do São Carlos Clube
1967–1968
Sucedido por
Ilzo Neri
Ícone de esboço Este artigo sobre um treinador de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.