Joseph Bell (engenheiro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Joseph Bell
Nascimento 12 de março de 1861
Maryport, Cúmbria
Morte 15 de abril de 1912 (51 anos)
Oceano Atlântico
Progenitores Mãe: Margaret Watson
Pai: John Bell
Filho(s) 4
Ocupação Engenheiro

Joseph Bell (12 de março de 1861 – 15 de abril de 1912) foi um engenheiro britânico que serviu como engenheiro chefe na sala de máquinas do RMS Titanic[1].

A bordo do Titanic[editar | editar código-fonte]

Após servir no Olympic, em 1912 foi transferido para o Titanic, onde lhe foi dado o posto de engenheiro chefe. Na noite de 14 de abril, pouco antes do navio atingir um iceberg, Bell recebeu ordens da ponte para ou parar ou reverter os motores (os relatos variam), na tentativa de diminuir a velocidade do transatlântico. Apesar dos esforços da tripulação, o Titanic não conseguiu evitar o choque com o imenso bloco de gelo. Enquanto o navio começava a afundar, Bell e outros membros da sala de máquinas permaneceram no local, pedindo aos foguistas e bombeiros para manterem as caldeiras ativas, permitindo que as bombas continuassem seu trabalho e garantindo que a eletricidade permanecesse o maior tempo possível. Bell e a maioria de sua equipe provavelmente permaneceram na sala de máquinas até o último momento, e não conseguiram escapar do navio antes que este se partisse em dois e afundasse.

Após a morte de Bell, a esposa e o cunhado, William Ralph, herdaram a fazenda de Farlam, da qual Joseph se tornou seu dono completo desde 1904, após a morte de seu pai; a fazenda foi imediatamente vendida porque a esposa e os filhos de Bell nunca foram para Farlam.

Na Igreja Holy Faith em Waterloo, próximo à Liverpool, uma placa foi afixada em memória de Joseph Bell; um epitáfio também foi erguido em sua memória no pequeno cemitério de Farlam.

Representações no cinema[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Biografia de Joseph Bell». Encyclopedia Titanica 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]