Joseph Murray

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Joseph Murray
Transplante renal
Nascimento 1 de abril de 1919
Milford
Morte 26 de novembro de 2012 (93 anos)
Boston
Residência Wellesley
Nacionalidade estadunidense
Cidadania Estados Unidos
Alma mater
Ocupação médico, cirurgião, professor(a) universitário(a)
Prêmios Nobel prize medal.svg Nobel de Fisiologia ou Medicina (1990)
Empregador Universidade Harvard
Campo(s) médico cirurgião
Causa da morte Acidente Vascular Cerebral

Joseph Edward Murray (Milford, Massachusetts, 1 de abril de 1919Boston, 26 de novembro de 2012) foi um médico cirurgião estadunidense.

Foi agraciado com o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1990, pelo desenvolvimento de técnicas de transplante de órgãos.[1]

Realizou o primeiro transplante de órgão humano em 1954, em Boston, ao fazer um implante dos rins de um gêmeo univitelino no outro. O paciente, Richard Herrick, morreu oito anos após a operação.[2]

Era membro da Pontifícia Academia das Ciências desde 30 de maio de 1996.

Joseph faleceu em 26 de novembro de 2012 devido a um acidente vascular cerebral.[1]

Referências

  1. a b «Morre aos 93 o médico americano Joseph Murray, pioneiro no transplante de órgãos». Consultado em 27 de novembro de 2012 
  2. «Transplant Pioneers Recall Medical Milestone». NPR.org (em inglês). 20 de dezembro de 2004. Consultado em 22 de dezembro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
John Michael Bishop e Harold Varmus
Nobel de Fisiologia ou Medicina
1990
com Edward Donnall Thomas
Sucedido por
Erwin Neher e Bert Sakmann


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) médico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.