Jozef Tiso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jozef Tiso
Presidente da República Eslovaca
Período 26 de Outubro de 1939 até 4 de Abril de 1945
Antecessor Cargo estabelecido
Sucessor Cargo abolido
Primeiro Ministro e Ministro do Interior da Região Autônoma da Eslováquia
Período 20 de Janeiro de 1939 até 9 de Março de 1939
Antecessor Ele mesmo
Sucessor Jozef Sivák
Primeiro Ministro e Ministro do Interior, Assistência Social e Saúde da Região Autônoma da Eslováquia
Período 1 de Dezembro de 1938 até 20 de Janeiro de 1939
Antecessor Ele mesmo
Sucessor Ele mesmo
Primeiro Ministro e Ministro do Interior da Região Autônoma da Eslováquia
Período 7 de Outubro de 1938 - 1 de Dezembro de 1938
Antecessor Cargo estabelecido
Sucessor Ele mesmo
Ministro da Saúde e Educação Física da Tchecoslováquia
Período 27 de Janeiro de 1927 até 8 de Outubro de 1929
Antecessor Jan Šrámek
Sucessor Jan Šrámek
Dados pessoais
Nascimento 13 de Outubro de 1887
Bytča
Morte 18 de abril de 1947
Bratislava
Partido Partido Popular Eslovaco
Religião Igreja Católica
Profissão Político, clérigo, padre católico

Monsenhor Jozef Tiso (1887 – 1947) era um sacerdote eslovaco que foi deputado do parlamento tchecoslovaco,[1] membro do governo tchecoslovaco, e finalmente Presidente da República Eslovaca "Independente", entre 1939-1945, protetorado da Alemanha nazi. Ele deportou cerca de 60 mil judeus para os campos de concentração nazistas, além de perseguir opositores. Depois da Segunda Guerra Mundial, Tiso foi executado pelas autoridades tchecoslovacas por traição e colaboração com o nazismo.[2]

Referências

  1. Ward, James Mace; (2013); Priest, Politician, Collaborator: Jozef Tiso and the Making of Fascist Slovakia. Cap.1 e 2; Ithaca and London; Cornell University Press. ISBN 978-0-8014-4988-8
  2. Ward, James Mace (2013). Priest, Politician, Collaborator: Jozef Tiso and the Making of Fascist Slovakia paginas 264-267
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.