Juan Bautista Ceballos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Juan Bautista Ceballos
Nascimento 13 de maio de 1811
Victoria de Durango
Morte 20 de agosto de 1859
Paris
Sepultamento cemitério do Père-Lachaise
Cidadania México
Alma mater
  • Universidad Michoacana de San Nicolás de Hidalgo
Ocupação político, advogado, juiz

Juan Bautista Ceballos (Durango, 13 de Maio de 1811Paris, 20 de agosto de 1859) foi um político mexicano, tendo ocupado o cargo de presidente do México durante cerca de um mês em 1853.[1][2][3]

Jurista e liberal, foi membro do congresso e deputado.[2] Quando Mariano Arista renuncia à presidência, Ceballos é presidente do supremo tribunal do México, motivo pelo qual é nomeado presidente interino. Durante o seu curto mandato a oposição do congresso à sua política foi constante, culminando na recusa deste em dar início à reforma da constituição o que fez com que Ceballos mandasse dissolver a assembleia.[2] Reunidos numa casa particular os deputados nomearam o governador de Puebla, Juan Mújica y Osorio, presidente interino mas este não aceitou.[2] Entretanto dá-se o levantamento da guarnição militar da capital sob o comando de Manuel Robles Pezuela, obrigando Ceballos a demitir-se e a entregar a presidência ao general Manuel María Lombardini.

Fez parte do congresso que elaborou a constituição de 1857.

Está sepultado na divisão 44 do cemitério Père-Lachaise.

Referências

  1. Meyer, Michael C.; Sherman, William L.; Deeds, Susan M. (1999). The Course of Mexican History (em inglês). Oxford: Oxford University Press. p. 708 
  2. a b c d Orozco, Fernando (2004). Gobernantes de Mexico (em espanhol). Cidade do México: Panorama Editorial. p. 295 
  3. Gómez, Juana Vázquez (1997). Dictionary of Mexican Rulers, 1325-1997 (em inglês). Westport: Greenwood Publishing Group. p. 164 


Precedido por
Mariano Arista
Presidente do México (interino)
6 de Janeiro a 8 de Fevereiro de 1853
Sucedido por
Manuel María Lombardini