Juan Bautista Ceballos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Juan Bautista Ceballos
Nascimento 13 de maio de 1811
Victoria de Durango
Morte 20 de agosto de 1859
Paris
Sepultamento cemitério do Père-Lachaise
Cidadania México
Alma mater
  • Universidad Michoacana de San Nicolás de Hidalgo
Ocupação político, advogado, juiz

Juan Bautista Ceballos (Durango, 13 de Maio de 1811Paris, Junho de 1859) foi um político mexicano, tendo ocupado o cargo de presidente do México durante cerca de um mês em 1853.[1][2][3]

Jurista e liberal, foi membro do congresso e deputado.[2] Quando Mariano Arista renuncia à presidência, Ceballos é presidente do supremo tribunal do México, motivo pelo qual é nomeado presidente interino. Durante o seu curto mandato a oposição do congresso à sua política foi constante, culminando na recusa deste em dar início à reforma da constituição o que fez com que Ceballos mandasse dissolver a assembleia.[2] Reunidos numa casa particular os deputados nomearam o governador de Puebla, Juan Mújica y Osorio, presidente interino mas este não aceitou.[2] Entretanto dá-se o levantamento da guarnição militar da capital sob o comando de Manuel Robles Pezuela, obrigando Ceballos a demitir-se e a entregar a presidência ao general Manuel María Lombardini.

Fez parte do congresso que elaborou a constituição de 1857.

Está sepultado na divisão 44 do cemitério Père-Lachaise.

Referências

  1. Meyer, Michael C.; Sherman, William L.; Deeds, Susan M. (1999). The Course of Mexican History (em inglês). Oxford: Oxford University Press. p. 708 
  2. a b c d Orozco, Fernando (2004). Gobernantes de Mexico (em espanhol). Cidade do México: Panorama Editorial. p. 295 
  3. Gómez, Juana Vázquez (1997). Dictionary of Mexican Rulers, 1325-1997 (em inglês). Westport: Greenwood Publishing Group. p. 164 


Precedido por
Mariano Arista
Presidente do México (interino)
6 de Janeiro a 8 de Fevereiro de 1853
Sucedido por
Manuel María Lombardini