Juan Benlloch i Vivó

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde setembro de 2018). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde setembro de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde setembro de 2018)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.


Juan Baptista Benlloch i Vivó
Cardeal da Santa Igreja Romana
Arcebispo de Burgos
Atividade Eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Burgos
Nomeação 7 de janeiro de 1919
Predecessor Dom José Cadena y Eleta
Sucessor Dom Pedro Segura y Sáenz
Mandato 1919 -1926
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 25 de fevereiro de 1888
Nomeação episcopal 12 de dezembro de 1901
Ordenação episcopal 2 de fevereiro de 1902
por Dom Jaime Cardona y Tur
Nomeado arcebispo 7 de janeiro de 1919
Cardinalato
Criação 7 de março de 1921
por Papa Bento XV
Ordem cardeal-presbítero
Título Santa Maria em Ara Coeli
Dados pessoais
Nascimento Valência
29 de dezembro de 1864
Morte Madri
14 de fevereiro de 1926 (61 anos)
Nacionalidade espanhol
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Juan Baptista Benlloch i Vivó (29 de dezembro de 1864 - 14 de fevereiro de 1926) foi um cardeal espanhol da Igreja Católica Romana que serviu como arcebispo de Burgos de 1919 até sua morte, e foi elevado ao cardinalato em 1921.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Juan Baptista Benlloch i Vivó e sua irmã gêmea, Regina Baptista Benlloch i Vivó, nasceram em Valência , Espanha, em 29 de dezembro de 1864. Joan Benlloch i Vivó estudou em seu seminário e obteve seu doutorado em teologia e em direito canônico em outubro de 1887. Foi ordenado ao sacerdócio em 25 de fevereiro de 1888 e, em seguida, serviu como professor auxiliar no seminário e coadjutor de Valença em Almàssera , ensinando humanidades e metafísica . De 1893 a 1898, Benlloch foi pastor da paróquiade Santos Juan Evangelista y Bautista em Valência. Ele então lecionou no seminário de Segóvia , onde também foi chantre do capítulo da catedral , provisório e vigário geral (1899-1900), e vigário capitular (1900-1901).

Em 16 de dezembro de 1901, Benlloch foi nomeado Administrador Apostólico de Solsona e Bispo Titular de Hermópolis Maior . Ele recebeu sua consagração episcopal em 2 de fevereiro de 1902 do bispo Jaime Cardona y Tur , com os bispos José Cadena y Eleta e Salvador Castellote y Pinazo servindo como co-consagradores , em Madri . Benlloch mais tarde foi nomeado Bispo de Urgell em 6 de dezembro de 1906; nesta posição, ele também foi co-príncipe de Andorra e compôs o texto para o seu hino nacional . Seu mandato viu seu país entrarPrimeira Guerra Mundial ao lado dos Aliados , mas Andorra não foi incluída no Tratado de Versalhes e oficialmente permaneceu em estado de beligerância até 1957. Os Co-Príncipes de Andorra durante a liderança de Benlloch incluem Armand Fallières e Raymond Poincaré . [ citação necessário ]

Benlloch foi finalmente promovido a Arcebispo de Burgos em 7 de janeiro de 1919. O Papa Bento XV o criou como Cardeal Sacerdote de Santa Maria in Aracoeli no consistório de 7 de março de 1921. Benlloch foi um dos cardeais eleitores que participaram do conclave papal de 1922 , que selecionou Papa Pio XI . Serviu como enviado especial do governo espanhol às repúblicas latino-americanas de setembro de 1923 a janeiro de 1924. [ carece de fontes? ]

O Cardeal morreu em Madri aos 61 anos de idade. Ele está enterrado na Real Basílica da Virgem dos Desamparados em Valência, Espanha.

Referências[editar | editar código-fonte]