Juan Carlos Osorio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde junho de 2017) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Juan Carlos Osorio
Juan Carlos Osorio
Juan Carlos Osorio em 2008
Informações pessoais
Nome completo Juan Carlos Osorio Arbeláez
Data de nasc. 6 de agosto de 1961 (57 anos)
Local de nasc. Santa Rosa de Cabal, Colômbia
Nacionalidade colombiano
Destro
Apelido El Lorde, El Recreacionista[1]
El Profe
Informações profissionais
Equipa atual Sem clube
Posição (ex-Meia)
Função Treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1982–1984
1984–1985
1986–1987
Deportivo Pereira
Internacional
Once Caldas
Seleção nacional
1980 Colômbia Sub-20
Times/Equipas que treinou
1998-1999
2001–2006
2006–2007
2007
2008–2009
2010–2011
2011
2012–2015
2015
2015–2018
2018–2019
Staten Island Vipers (en) (Assistente)
Manchester City (Assistente)
Millonarios
Chicago Fire
Red Bull New York
Once Caldas
Puebla
Atlético Nacional
São Paulo
México
Paraguai


0042
0015
0052
0044
0011
0119
0028
0052
0001
Última atualização: 2 de julho de 2018

Juan Carlos Osorio Arbeláez[2] (Santa Rosa de Cabal, 6 de agosto de 1961)[3] é um treinador e ex-futebolista colombiano. Atualmente está sem clube.

Ganhou da mídia a alcunha de "El Recreacionista" por conta de seus métodos não ortodoxos de treinamento[4] e de armação de suas equipes.[5] É licenciado como treinador de futebol nos Países Baixos e pós-graduado em ciência do futebol pela Universidade de Liverpool, além de ter recebido o maior grau de congratulação da UEFA, através da FA. Após trabalhar algum tempo no Brasil preferiu aceitar o convite para ser treinador da Seleção Mexicana.

Carreira

Nascido em Santa Rosa de Cabal, Risaralda, de onde é um de seus pais, mudando-se para Anserma Caldas, onde passou sua infância. Era um meio-campista que jogou na seleção da Colômbia sub-20 de José Guevara Salazar no início dos anos 80; depois estreou como profissional no Deportivo Pereira na primeira divisão, na década de 1980. Jogou como profissional por cinco anos. Uma lesão levou a sua aposentadoria precoce.

Como treinador

Foi para os Estados Unidos, onde se formou em Ciências do Exercício Físico e Rendimento Humano em 1990. Começou sua carreira como treinador de futebol, iniciando-se como assistente, no Staten Island Vipers. Durante cinco anos, foi auxiliar técnico no Manchester City, indicado pelo ex-treinador inglês Kevin Keegan. Além de receber o maior grau de congratulação da UEFA, através da FA e de ser licenciado em treinador de futebol, nos Países Baixos e pós-graduado em ciência do futebol pela Universidade de Liverpool.

Millonarios

Depois de passar mais de cinco anos de trabalho no Manchester City, ele voltou para a Colômbia para treinar o Millonarios de Bogotá. No segundo torneio daquele ano, ele colocou o clube da capital em quinto lugar, conseguindo se classificar para a Copa Sul-Americana de 2007. No primeiro torneio de 2007, Millonarios classificou-se em quarto lugar.

Chicago Fire

Em julho de 2007, ele anunciou sua saída da equipe de Bogotá para liderar o Chicago Fire dos Estados Unidos. Osorio levou sua nova equipe para os playoffs da MLS, onde o time de Chicago derrotou o líder DC United antes de cair para o New England Revolution nas semifinais da Conferência Leste.

Red Bull New York

Suas realizações com o Chicago Fire chamou a atenção do Red Bull New York que negociou seu contrato com Chicago. Depois de chegar a um acordo com Chicago, Osório foi nomeado novo treinador da equipe do New York. Ele ganhou o campeonato da Conferência Oeste e jogou na final da MLS. Em agosto de 2009 ele se demitiu depois de uma temporada difícil.

Once Caldas

Em 2010, tornou-se treinador do Once Caldas. Com essa, ele conseguiu seu primeiro título como técnico no futebol colombiano no segundo semestre de 2010.

Na Copa Libertadores de 2011, o professor Osorio conseguiu a classificação para a segunda fase junto com o Libertad do Paraguai, deixando para trás rivais como San Martín do Peru e San Luis do México. Na segunda fase conseguiu que Once Caldas vencesse o Cruzeiro no Mineirão e avançasse para as quartas de final da competição. Finalmente, Once Caldas seria derrotado pelo Santos do Brasil em uma série muito equilibrada que encerraria uma excelente campanha para Osorio e a equipe de Manizales.

No segundo semestre de 2011, Juan Carlos Osorio levou Once Caldas para uma nova final do campeonato colombiano, desta vez enfrentou o Júnior de Barranquilla mas foi derrotado nos pênaltis alcançando assim o vice-campeão desta liga.

Puebla

Em seguida, ele foi contratado pelo Puebla do México e muito em breve terminou a sua ligação no México por causa do mau desempenho.

Osorio chegou a Puebla FC para o torneio Clausura de 2012 substituindo Sergio Bueno. O técnico colombiano teve uma rápida passagem pelo futebol mexicano, onde só jogou 11 jogos, com um registro de duas vitórias, dois empates e sete derrotas (cinco delas, consecutivamente). Em 20 de março de 2012, Osório demitiu-se do Puebla.

Atlético Nacional

Em 3 de maio de 2012 foi confirmado como treinador do Atlético Nacional de Medellín. Com este clube foi campeão da Superliga da Colômbia sobre Júnior de Barranquilla. Em 7 de Novembro de 2012, conseguiu com que o Atlético Nacional conquistasse pela primeira vez em sua história a Copa da Colômbia, ganhando o direito de disputar a Copa Sul-Americana em 2013. No semestre seguinte, levou o Atlético Nacional para uma nova final do Campeonato Colombiano, onde mais uma vez conseguiu ganhar esse título contra o Santa Fé de Bogotá por 2 a 0. Desta forma, conseguiu vencer três títulos em apenas um ano. 

Durante a Copa Sul-Americana de 2013, Osorio chegou às quartas-de-final com Atletico Nacional, onde foi derrotado pelo São Paulo FC. Mas dias depois, novamente ele conquistou a Copa da Colômbia, conquistando mais um título com a equipe de Medellín e obtendo não apenas sozinho o recorde de único treinador a conquistar esse título duas vezes, mas obtê-lo de forma consecutiva.

Para finalizar o ano, Osorio venceu o título do segundo turno da primeira divisão, onde derrotou Deportivo Cali por 2 a 0. Foi o segundo treinador a levar o Atlético Nacional a conquistar dois títulos da liga consecutivos.

Dessa forma Osorio ganhou três títulos com o Atlético Nacional em apenas um ano. Um recorde histórico. Também durante o ano de 2013, ele recebeu ofertas de clubes do exterior (do México, Brasil e Argentina), bem como algumas seleções nacionais, como o Canadá, Panamá, México e Paraguai.

Durante a Copa Libertadores de 2014, o Atlético Nacional caiu no "grupo da morte", com Newell's Old Boys, Nacional do Uruguai e Grêmio. O "Verde" começou bem no grupo com uma vitória sobre o Newell's (1-0), mas foi piorando depois de um empate em casa com o Nacional e duas derrotas para o Grêmio. Na última rodada, quando tudo parecia perdido, Osorio colocou em campo uma equipe com 3 atacantes e de forma inesperada bateu o Newell's (1-3) na Argentina. Assim o Atletico Nacional eliminou o Newell's e foi a única equipe colombiana que avançou para a fase eliminatória da Copa Libertadores. Nas oitavas-de-final enfrentou o Atlético Mineiro e avançou com o placar agregado (2-1). Foi eliminado na fase seguinte pelo Defensor Sporting.

Em junho de 2014, Osorio conquistou o título nacional novamente, derrotando o Júnior de Barranquilla nos pênaltis, depois de empatar em 2-2 no agregado; obtendo-se assim seis títulos com Atletico Nacional.

Na Copa Sul-Americana de 2014, Osorio conseguiu chegar à final ao lado de River Plate da Argentina que o derrotou (2-0) no Monumental depois de ter empatado (1-1) em Medellin e alcançando assim o vice-campeonato.

São Paulo

Em 26 de maio de 2015, Osorio foi confirmado como novo treinador do São Paulo, com contrato de dois anos.[6] Ele foi apresentado na tarde de 1 de junho e fez sua estreia no dia 6, com vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio no Morumbi, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro.

Em 6 de outubro de 2015, deixou o comando técnico da equipe, revelando sua intenção de assumir o cargo de treinador da Seleção Mexicana de Futebol.[7]

Durante o tempo que ficou no clube foram 28 jogos com 12 vitórias, sete empates e nove derrotas, um aproveitamento de 51,1%.[8]

Seleção Mexicana

Em 10 de outubro de 2015 foi anunciado como novo técnico da Seleção Mexicana.[9]

Após a Copa do Mundo FIFA de 2018, não teve seu contrato renovado com a Seleção Mexicana.[10]

Seleção Paraguaia

Em 3 de setembro de 2018, assumiu a Seleção Paraguaia para o próximo ciclo, até a Copa do Mundo FIFA de 2022.[11]

Estilo de Jogo e Filosofias Táticas

Osório ganhou da mídia a alcunha de "El Recreacionista" por conta de seus métodos não ortodoxos de treinamento[4] e de armação de suas equipes.[5] Além disso, sempre que sua equipe está em campo, é comum vê-lo, à beira do gramado, com uma folha para anotações e duas canetas guardadas entre suas meias e seus tornozelos. Uma é azul, para os acertos, e a outra, vermelho, para tudo aquilo que lhe preocupa.[12]

Sempre com um estilo bem ofensivo, Osório costuma realizar muitas variações de esquema (por vezes até num mesmo jogo), mas sempre mantendo o mesmo padrão de jogo.

Outra medida não ortodoxa adotada por ele é a "Rotação de elenco". Dificilmente ele repete uma escalação de um jogo para outro.[13] Conforme relatado pelo próprio em seu livro "O Caderno de Osorio, meu modelo de gerenciamento", de 2015: “Busco dar participação a todos os integrantes do plantel. No futebol, e em qualquer atividade da vida, o ser humano para sentir-se parte de algo tem que participar, neste caso jogar, para dar sua contribuição”.[12] Isto, porém, acaba gerando atrito nos atletas e desagradando boa parte da torcida.[14]

Por fim, outro aspecto que chama atenção em suas equipes é a formação defensiva em escanteios e faltas laterais, próximas a área. Diferente do padrão utilizado por quase todas as equipes, que consiste em se organizar com 10 ou 9 jogadores posicionados dentro da grande área, Osório tem se defendido sua meta neste momento do jogo com apenas 7 jogadores, sendo 4 dentro da área. Com isso, Osório consegue esvaziar e ter vantagem numérica dentro da sua área ao mesmo tempo.[5][14]

Estatísticas

Clube Anos Jogos Vitórias Empates Derrotas Aproveitamento
Millonarios 2006–2007 42 19 9 14 52,38%
Chicago Fire 2007 15 6 3 6 46,66%
New York Red Bulls 2007–2009 52 12 13 27 31,41%
Once Caldas 2009–2011 44 23 8 13 58,33%
Puebla 2011–2012 11 2 2 7 24,24%
Atlético Nacional 2012–2015 119 69 34 16 67,50%
São Paulo 2015 28 12 7 9 51,19%
Seleção Mexicana 2015–2018 52 33 9 10 63,46%
Seleção Paraguaia 2018–2019 1 0 1 0 50%

Títulos

New York Red Bulls
Once Caldas
Atlético Nacional

Referências

  1. elespectador.com: Osorio, el ‘recreacionista’ (19 de dezembro de 2010)
  2. goal.com: Juan Carlos Osorio Arbeláez
  3. http://www.femexfut.org.mx/#/buscador/Juan%20Carlos%20Osorio
  4. a b «Por qué le apodan "El Recreacionista"» (em Spanish). Diario Más. Consultado em 3 de fevereiro de 2011. Arquivado do original em 27 de fevereiro de 2015 
  5. a b c espn.com.br/ Na Copa das bolas paradas, Juan Carlos Osório é ponto fora da curva em escanteios e faltas do México
  6. Confirmado: Tricolor anuncia Osorio como técnico por duas temporadas
  7. «Nota à imprensa». Sítio oficial São Paulo FC. 6 de outubro de 2015 
  8. «Osorio confirma que aceitou proposta do México e que vai deixar o São Paulo - Futebol - iG». Consultado em 6 de outubro de 2015 
  9. «Seleção mexicana anuncia acordo com o técnico Juan Carlos Osorio». globoesporte.com. Consultado em 10 de outubro de 2015 
  10. «Federação Mexicana anuncia a saída do técnico Juan Carlos Osorio». globoesporte.com. Consultado em 27 de julho de 2018 
  11. «Juan Carlos Osorio é anunciado como novo técnico da seleção paraguaia». globoesporte.com. Consultado em 3 de setembro de 2018 
  12. a b brasil.elpais.com/ Osorio, o enxadrista que destrincha o futebol em um caderninho
  13. globoesporte.globo.com/ Conheça as ideias táticas e filosofia de Juan Carlos Osório, novo técnico do São Paulo
  14. a b folha.uol.com.br/ Sempre imprevisível, "Profe Osorio" ainda busca confiança de mexicanos

Ligações externas

Precedido por
Denis Hamlett
Treinador do Chicago Fire
2007
Sucedido por
Denis Hamlett
Precedido por
Bruce Arena
Treinador do New York Red Bulls
2007–2009
Sucedido por
Richie Williams
Precedido por
Javier Álvarez Arteaga
Treinador do Once Caldas
2010–2011
Sucedido por
Pompilio Páez
Precedido por
Sergio Bueno
Treinador do Puebla
2011–2012
Sucedido por
Daniel Bartolotta
Precedido por
Santiago Escobar
Treinador do Atlético Nacional
2012–2015
Sucedido por
Reinaldo Rueda
Precedido por
Milton Cruz
Treinador do São Paulo
2015
Sucedido por
Doriva
Precedido por
Ricardo Ferretti
Treinador do México
2015–2018
Sucedido por
Precedido por
Francisco Arce
Treinador do Paraguai
2018–2019
Sucedido por