Juan Gilberto Funes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Juan Gilberto Funes Baldovino (San Luis, 8 de março de 1963 - Buenos Aires, 11 de janeiro de 1992) foi um futebolista argentino.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Funes é um dos maiores ídolos do River Plate,[1] mesmo tendo jogado apenas dois anos, entre 1986 e 1988. A razão é que tornou-se sinônimo de vencedor da Taça Libertadores da América,[1] tendo feito gols nas duas partidas da final de 1986, a primeira vencida pelo River.[1] Conhecido como Búfalo, pela sua corpulência,[1] curiosamente, não fez questão de jogar a primeira partida da decisão, na Colômbia, contra o América de Cali. O técnico Héctor Veira o convenceu, pois Funes era bem conhecido nesse país, tendo sido goleador do Millonarios de Bogotá, onde fora ídolo e havia chegado ao River em 1986. Por isso, despertaria temor no adversário.[1]

No River, Funes ganhou outros dois títulos, ambos também internacionais: a Copa Interamericana e a Copa Intercontinental. Deixou o clube rumo ao futebol europeu, no qual não fez tanto sucesso. No futebol francês, descobriu um problema cardíaco. Entrentanto, continuou a jogar, regressando à Argentina para atuar no Vélez Sarsfield, onde um bom desempenho quase o levou para a Copa do Mundo de 1990.

Em 1992, esteve próximo de acertar com o arquirrival da equipe onde se consagrou. Antes de ser contratado pelo Boca Juniors, todavia, um ataque no coração acabou por matá-lo precocemente.[1]

Referências

  1. a b c d e f "Juan Gilberto Funes", El Gráfico especial número 27, "100 Ídolos de River", novembro de 2010, pág. 97



Bandeira de ArgentinaSoccer icon Este artigo sobre um futebolista argentino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.