Juan Sandoval Íñiguez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Juan Sandoval Íñiguez
Cardeal da Igreja Católica
Arcebispo-emérito de Guadalajara
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Guadalajara
Nomeação 21 de abril de 1994
Predecessor Dom Juan Jesús Cardeal Posadas Ocampo
Sucessor Dom Francisco Cardeal Robles Ortega
Mandato 1994 - 2011
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 27 de outubro de 1957
Roma
por Dom Antonio Samorè
Nomeação episcopal 3 de março de 1988
Ordenação episcopal 30 de abril de 1988
Ginásio Universitário de Ciudad Juárez
por Dom Manuel Talamás Camandari
Nomeado arcebispo 21 de abril de 1994
Cardinalato
Criação 26 de novembro de 1994
por Papa João Paulo II
Ordem Cardeal-presbítero
Título Nossa Senhora de Guadalupe e São Filipe Mártir na Via Aurelia
Brasão
Coat of arms of Juan Sandoval Íñiguez.svg
Lema Servus
Dados pessoais
Nascimento Yahualica
28 de março de 1933 (88 anos)
Nacionalidade mexicano
Funções exercidas -Bispo-coadjutor de Ciudad Juárez (1988-1992)
-Bispo de Ciudad Juárez (1992-1994)
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Juan Sandoval Íñiguez (Yahualica, 28 de março de 1933) é um cardeal mexicano, arcebispo-emérito de Guadalajara.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Recebeu a ordenação presbiteral no dia 27 de outubro de 1957, pelas mãos de Dom Antonio Samorè, enquanto estudava na Pontifícia Universidade Gregoriana em Roma, onde estudou entre 1952 e 1961 (licenciatura em filosofia e doutorado em teologia).[1]

Nomeado bispo-coadjutor de Ciudad Juárez em 3 de março de 1988, foi ordenado bispo no dia 30 de abril do mesmo ano, tendo por sagrante Dom Manuel Talamás Camandari, bispo de Ciudad Juárez e como co-sagrantes a Dom Girolamo Prigione, núncio apostólico no México e Dom Juan Jesús Posadas Ocampo, arcebispo de Guadalajara.[1][2] Sucedeu como Bispo de Ciudad Juárez em 11 de julho de 1992.[1][2] Em 21 de abril de 1994, foi promovido a arcebispo metropolitano de Guadalajara.[1][2]

Em 30 de outubro de 1994, foi anunciada a sua criação como cardeal, no Consistório de 26 de novembro, presidido por João Paulo II, recebendo o barrete vermelho e o título de cardeal-presbítero de Nossa Senhora de Guadalupe e São Filipe Mártir na Via Aurelia.[1][2]

Sua renúncia ao governo pastoral da Arquidiocese de Guadalajara foi aceita pelo Papa Bento XVI em 7 de dezembro de 2011, de acordo com o cânon 401§1 do Código de Direito Canônico.[1]

Conclaves[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f The Cardinals of the Holy Roman Church
  2. a b c d Le Petit Episcopologe, pub. 113, num. 10008

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Juan Sandoval Íñiguez

Precedido por
Manuel Talamás Camandari
Brasão episcopal
Bispo de Ciudad Juárez

19881994
Até 1992, como bispo-coadjutor
Sucedido por
Renato Ascencio León
Precedido por
Juan Jesús Posadas Ocampo
Brasão arquiepiscopal
Arcebispo de Guadalajara

19942011
Sucedido por
Francisco Robles Ortega
Precedido por
Juan Jesús Posadas Ocampo
Brasão cardinalício
Cardeal-presbítero de
Nossa Senhora de Guadalupe e
São Filipe Mártir na Via Aurelia

1994
Sucedido por
incumbente