Jubiabá (livro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jubiabá
Capa da 1a. edição
Autor(es) Jorge Amado
Idioma português
País  Brasil
Assunto Divertimento
Género Romance
Lançamento 1935 (1a. edição)
Páginas 372 (1a. edição)
Cronologia
Suor
Mar Morto

Jubiabá é um romance de autoria do escritor brasileiro Jorge Amado, membro da Academia Brasileira de Letras, publicado em 1935.

Retrata o cotidiano das classes populares na cidade de Salvador, na Bahia, sob a ótica de Antônio Balduíno, menino criado no morro em Salvador, que se converteria em líder grevista.

A partir de Jubiabá, Jorge Amado trouxe para seus romances a tese comunista do "etapismo", que defendia uma aliança política da esquerda popular com a burguesia.


Adaptações[editar | editar código-fonte]

Em 2009, o selo Quadrinhos na Cia publicou o romance gráfico Jubiabá de Jorge Amado, ilustrado por Spacca. O livro ganhou o Troféu HQ Mix em 2010 de "melhor adaptação para os quadrinhos".[1][2][3][4][5][6]

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


  1. «Jubiabá (quadrinhos)». Companhia das Letras 
  2. «Adaptação de Jubiabá põe a velha Bahia como história em quadrinhos». A Tarde. 6 de junho de 2009 
  3. «"Jubiabá", de Jorge Amado, ganha versão gráfica criada por Spacca». O Tempo. 9 de junho de 2009 
  4. «Spacca adapta obra de Jorge Amado para quadrinhos e diz que charge depende da notícia para sobreviver». Portal Imprensa. 21 de agosto de 2009 
  5. «Troféu HQ Mix divulga lista de vencedores». G1. 29 de setembro de 2010 
  6. «Jubiabá de Jorge Amado em HQ: a linguagem quadrinistica em prol do gosto pela leitura hoje» (PDF). VI Colóquio Internacional Educação e Contemporaneidade. 20 de setembro de 2012