Julia Michaels

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Julia Michaels
Julia Michaels em Novembro de 2017.
Informação geral
Nome completo Julia Carin Cavazos
Nascimento 13 de novembro de 1993 (25 anos)[1]
Local de nascimento Davenport, Estados Unidos
Origem Santa Clarita, Califórnia
País  Estados Unidos
Nacionalidade norte-americana
Gênero(s)
Ocupação(ões)
Instrumento(s)
  • Vocal
  • piano
  • guitarra
Período em atividade 2010–presente
Gravadora(s) Republic Records
Afiliação(ões) Niall Horan, Shawn Mendes, Clean Bandit, Selena Gomez, Justin Tranter, Demi Lovato, Maroon 5, Kygo, Linkin Park

Julia Carin Cavazos (Davenport, 13 de novembro de 1993[1]), mais conhecida por seu nome artístico Julia Michaels, é uma cantora e compositora norte-americana. Ela é conhecida por ter trabalhado para diversos artistas, como Christina Aguilera, Demi Lovato, Fifth Harmony, Gwen Stefani, Zedd, Justin Bieber, Jason Derulo, Kelly Clarkson, Selena Gomez, Kygo, Linkin Park , Britney Spears , Shawn Mendes , Niall Horan e 5 Seconds of Summer.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

1993–2016: Início de vida e carreira de compositora[editar | editar código-fonte]

Michaels nasceu em Davenport, mas mudou-se para Santa Clarita, Califórnia, no norte de Los Angeles, com sua família. Ela começou a cantar aos 12 anos de idade. No final da adolescência, ela conheceu os compositores Joleen Belle e Lindy Robbins, com quem ela escreveu "Fire Starter" para Demi Lovato e "Miss Movin' On" para Fifth Harmony.[3]

Michaels cita como suas inspirações Fiona Apple, Lisa Mitchell, Laura Marling, Missy Higgins, Paramore, Juliet Simms, Sarah Blasko e The Fray.[4]

Junto com o artista musical norueguês Kygo, apresentou a parceria "Carry Me" na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Verão de 2016 no Rio de Janeiro.[5][6]

2017–presente: carreira de cantora[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2017, Michaels lança seu primeiro single solo, "Issues".[7] Michaels afirma: "Era a primeira vez que eu escrevia uma canção que soava tanto como eu que não conseguia imaginar outra pessoa cantando". De acordo com Michaels, muitos artistas importantes lutaram pela música, mas Michaels manteve-a para si mesma.[8]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de Julia Michaels
Extended plays
  • Nervous System (2017)
  • Inner Monologue Part 1 (2019)
  • Inner Monologue Part 2 (2019)

Referências

  1. a b «Women In Music: Hitmakers from Behind the Scenes». Billboard. Consultado em 5 de dezembro de 2015 
  2. Joe Coscarelli (10 de janeiro de 2016). «Julia Michaels e Justin Tranter são os compositores pop mais requisitados do momento». O Globo. Consultado em 23 de outubro de 2016 
  3. Kimpel, Dan. «Julia Michaels -- Pop's Mystery Girl». Music Connection. Consultado em 28 de março de 2015 
  4. Noonan, Heather (20 de julho de 2010). «Julia Michaels Releases Debut Self-titled EP, Available Everywhere July 20th Through SA TrackWorks». PRweb. Consultado em 28 de março de 2015 
  5. Iasimone, Ashley. «Rio Olympics 2016 Closing Ceremony Highlights: Kygo and Julia Michaels Perform 'Carry Me,' Simone Biles Makes History & More». Billboard. Consultado em 23 de fevereiro de 2017 
  6. «Julia Michaels é comparada com Claudia Leitte no encerramento da Rio-2016». O Povo. 22 de agosto de 2016. Consultado em 23 de outubro de 2016 
  7. Stutz, Colin. «Hit Songwriter Julia Michaels Releases Debut Single 'Issues': Listen». Billboard. Consultado em 23 de fevereiro de 2017 
  8. «The 35 Most Anticipated Albums Of 2017». EW.com. 22 de dezembro de 2016. Consultado em 23 de fevereiro de 2017