Julian Scherner

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Julian Scherner (23 de setembro de 1895 - 28 de abril de 1945) foi um oficial nazista, que serviu em parte a Schutzstaffel (SS) como um SS-Oberführer. Scherner é mais conhecido pela sua carreira como líder da SS e da Polícia de Cracóvia.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como comandante da SS e da polícia Cracóvia, supervisionou e foi responsável por todas as "evacuações", que ocorreram durante o seu comando, incluindo Aktion Krakau. Sua posição lhe oferecia uma grande influência sobre muitas áreas (seu título da SS e de Chefe da Polícia lhe foi conferido por altos membros do Partido Nazista), reportando diretamente a Himmler.

Ele compareceu perante um tribunal da SS em 16 de Outubro de 1944 e como resultado, foi rebaixado de SS-Oberführer a SS-Hauptsturmführer. Ele estava muito interessado, como Amon Göth, nos bens confiscados em Plaszow. Entretanto. sua posição de Allgemeine-SS não foi alterada.

A Lista de Schindler[editar | editar código-fonte]

No filme A Lista de Schindler, Julian Scherner é interpretado pelo ator polones Andrzej Seweryn. No filme ele é retratado como um homem frio e calculista.

Datas de Condecoração[editar | editar código-fonte]

A carreira de Scherner estagnou(ocupou o posto de Oberführer por quase oito anos) enquanto muitos dos seus subalternos da SS passaram para as fileiras de SS-Generais. Os historiadores afirmam que essa estagnação ocorreu porque Schrener fez inimigos na liderança da SS e, assim, ele nunca era recomendado à uma promoção. (Fonte: Mark Yerger)

Condecorações[editar | editar código-fonte]

  • Cruz de Ferro de Segunda Classe
  • Anel de Honra da SS
  • Cruz de Primeira Classe de Mérito e Guerra com espadas
  • Cruz de Segunda Classe de Mérito e Guerra com espadas
  • Cruz de Honra
  • Badge de Feridos em Preto
  • Espada de Honra Reichsführer SS
  • Coburg Badge
  • Ordem de Sangue