Juliette Binoche

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Juliette Binoche
A atriz no Festival de Berlim em 2015.
Nome completo Juliette Binoche
Outros nomes La Binoche
Juliette B
Nascimento 9 de março de 1964 (52 anos)
Paris, Ile-de-France
 França
Nacionalidade França Francesa
Ocupação Atriz
Atividade 1983 - presente
Oscares da Academia
Melhor Atriz Coadjuvante/Secundária
1997 - The English Patient
César
Melhor Atriz
1994 - Trois couleurs: Bleu
Prémios BAFTA
Melhor Atriz Coadjuvante/Secundária
1997 - The English Patient
Festival de Cannes
Melhor Atriz
2010 - Copie Conforme
Festival de Berlim
Melhor Atriz
1997 - The English Patient
Festival de Veneza
Coppa Volpi de Melhor Atriz
1993 - Trois couleurs: Bleu
Prémios National Board of Review
Melhor Atriz Coadjuvante
1996 - The English Patient
IMDb: (inglês)

Juliette Binoche (Paris, 9 de março de 1964) é uma premiada atriz e dançarina francesa. Vencedora do Óscar de melhor atriz secundária e de outros prêmios de prestígio no cinema.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Juliette Binoche com Jean Reno no Festival de Cannes, em 2002

Binoche nasceu em Paris, filha do cineasta, ator e escultor Jean-Marie Binoche, e de Monique Stalens, professora, realizadora, e atriz. A mãe de Juliette Binoche é de ascendência polaca, e os seus avós maternos de origem polaca e católica estiveram presos em Auschwitz por serem considerados intelectuais.[1][2] Binoche tem também ascendência francesa, flamenga, brasileira e marroquina [3][4] Os seus pais divorciaram-se quando esta tinha apenas quatro anos. Binoche e a sua irmã Marion foram levadas para um colégio interno.[5]

Aos 15 anos foi estudar numa escola especializada, após o que já frequentava o Conservatório Nacional de Arte Dramática de Paris.

Aos 18, conseguiu um papel num pequeno filme independente, La fille du rallye. Enquanto esperava outras oportunidades de trabalho, trabalhou durante cinco anos como atendente em uma loja de departamentos e como modelo de pintura.

Tinha 24 anos quando foi convidada para um grande desafio: trabalhar com o diretor Philip Kaufman em The Unbearable Lightness of Being (A Insustentável Leveza do Ser). Anteriormente já havia trabalhado com outros diretores de renome internacional, como Leos Carax e Godard. Em 1993 veio o convite para ser a protagonista de Trois couleurs: Bleu, primeiro da trilogia das cores de Krzysztof Kieślowski, com o qual conquistou o Cesar como melhor atriz. Para esse prêmio, ela seria indicada ainda mais cinco vezes.

Em 1996, a enfermeira canadense Hana, seu papel em The English Patient trouxe-lhe a consagração, simbolizada pelo Óscar de melhor atriz coadjuvante, tendo superado a favorita Lauren Bacall, cuja experiência a Academia de Hollywood preferiu ignorar. Nos bastidores, Juliette afirmou que Lauren é que merecia o prêmio.

Em 2000, foi indicada para o Oscar de melhor atriz por seu trabalho em Chocolat, mas foi vencida por Julia Roberts (por Erin Brockovich).

Além do cinema (é a artista mais bem-paga do cinema francês), Juliette também atua nos palcos da Broadway.

Tem dois filhos, Raphael (com Andre Halle) e Hanna (com o ator francês Benoit Magimel).

Venceu o prêmio de melhor atriz no Festival de Cannes 2010 por sua atuação no filme "Copie Conforme", do diretor iraniano Abbas Kiarostami.

Filmografia[editar | editar código-fonte]