Juris Doctor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Juris Doctor (J.D.) é tradicionalmente entendido como um doutorado profissional[1][2][3][4][5][6] obtido nos Estados Unidos e em outros países com tradição da common law. No sistema de alguns desses países, pode ser compreendido como o primeiro grau profissional, entendido como equivalente ao bacharelado (p. ex. em alguns países existe ainda o "bachelor of laws", caso da Inglaterra ou da África do Sul),[7][8] em outros países, é considerado como uma espécie de pós-graduação[9][10][11] em Direito.

História[editar | editar código-fonte]

O título foi concedido pela primeira vez pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, isso no final do século 19, e foi criado como uma nova versão da "licenciatura" em direito.[12] Proveniente de um movimento, ocorrido em Harvard no século 19 , voltado para um estudo mais científico do direito, constitue-se em um grau universitário ou acadêmico de direito que, em algumas jurisdições inseridas na tradição da common law, tem o objetivo de ser a principal preparação profissional dos advogados. Na maioria das regiões em que é adotado, trata-se de um programa de pós-graduação que dura três anos.[13][14] Os alunos que buscam cursar o programa de pós-graduação e obter o grau de juris doctor, normalmente já obtiveram o seu bacharelado (bachelor's degree) em outra disciplina (p.ex. ciências políticas, sociologia, literatura ou filosofia). Este bacharelado anterior e obrigatório tem a duração, em média, de 3 ou 4 anos.

Referências

  1. Association of American Universities Data Exchange. «Glossary of Terms for Graduate Education». Consultado em 1 de setembro de 2010 
  2. National Science Foundation (2006). «Time to Degree of U.S. Research Doctorate Recipients» (PDF). InfoBrief, Science Resource Statistics. NSF. 06-312: 7  Under "Data notes" this article mentions that the J.D. is a professional doctorate.
  3. San Diego County Bar Association (1969). «Ethics Opinion 1969-5». Consultado em 26 de maio de 2008 . Under "other references" differences between academic and professional doctorates, and contains a statement that the J.D. is a professional doctorate
  4. University of Utah (2006). «University of Utah – The Graduate School – Graduate Handbook». Consultado em 28 de maio de 2008 
  5. German Federal Ministry of Education. «U.S. Higher Education / Evaluation of the Almanac Chronicle of Higher Education» (PDF). Consultado em 26 de maio de 2008. Cópia arquivada (PDF) em 13 de abril de 2008  Report by the German Federal Ministry of Education analysing the Chronicle of Higher Education from the U.S. and stating that the J.D. is a professional doctorate.
  6. Encyclopædia Britannica. 3. [S.l.: s.n.] 2002. p. 962:1a 
  7. U.S. Department of Education (2008). «USNEI-Structure of U.S. Education - Graduate/Post Education Levels». Consultado em 25 de maio de 2008. Cópia arquivada em 14 de dezembro de 2007 
  8. College Blue Book (1999). Degrees Offered by College and Subject. New York: MacMillan. p. 817 
  9. University of California, Berkeley. «General Catalog – Graduate Education – Graduate Degrees and Certificates». Consultado em 25 de maio de 2008 
  10. University of Southern California (1995). «Undergraduate and Graduate Degree Programs». Consultado em 25 de maio de 2008. Cópia arquivada em 22 de abril de 2008 
  11. University of Melbourne. «About Use - The Melbourne JD». Consultado em 26 de maio de 2008 
  12. Stevens, R. (1971). "Two Cheers For 1870: The American Law School", in Law in American History, eds. Donald Fleming and Bernard Bailyn. Boston: Little, Brown & Co., 1971, p. 427.
  13. University of Washington School of Law. «JD Program & Policies». Consultado em 2 de setembro de 2008 
  14. Russo, Eugene (2004). «The Changing Length of PhDs». Nature. 431 (7006): 382–383. PMID 15372047. doi:10.1038/nj7006-382a. Consultado em 2 de setembro de 2008